InícioPortalFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposConectar-se

Compartilhe | 
 

 Supernatural: When The Past Comes Back

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 27, 2008 1:57 pm

- Conheces? – pergunta Dean.

- Yah, são do clube de fãs dos Rooney! - disse ela,

E tirou o seu cartão do clube de fãs.

- Membro nº 1!? - perguntou Sam.

- Uma longa história! - avisou Buffy.

- Pois! Longa historia! – diz Jennifer partindo-se a rir.

- Sam! Preciso de ir a internet! - pediu Buffy.

Sam que tinha o portátil na mala, tirou-o. Buffy sentou-se no chão e começou a escrever um site qualquer. Tinha ido ao site oficial dos Rooney, depois ao Street Team. Verificou a lista dos membros. Nos tão poucos membros, uma pessoa havia sido expulsa.

- Hey encontrei um membro expulso. - disse Buffy.

- Boo não é altura de andares a ver clube de fãs! - disse Dean.

- Concordo! - juntando-se Jennifer.

- Jenny, queres ir ver o clube de fãs dos Blue!? - perguntou Buffy, lançando-lhe um olhar.

- Quero! - sentando-se ao pé dela. - Mas depois quero ver também dos Black Sabbath.

- Jennifer! - quase gritou Buffy - eu não estou a brincar no site! Estou a pesquisar. As vítimas pertencem ao clube de fãs! Porquê não me avisaram que tinham sido expulsos membros!? - perguntava-se ela.

- Bem, primeiro, não estás num local fixo! - começou Sam - segundo, não vais propriamente ver a tua caixa de correio electrónico! - acabou ele.

- Já me tinha esquecido disso! - lembra-se ela.

- Estava a gozar contigo! E alem disso, eu tenho os mesmos gostos que o Dean! - diz ela.

- Só me juntem por uma questão de eles serem Indie Rock! - deitando a língua de fora - Tens Guns ‘n’ Roses no carro!? - perguntou Buffy a Dean.

- Malta, temos que trabalhar! - avisou Sam.

- Enciclopédia ambulante, espera só um pouco! - disse Dean.

- Sorry, Sam... malta, temos trabalho. - diz Jennifer tentando ser seria.

- Preciso de falar com a banda urgentemente! - disse Buffy, ficando bastante séria.

- Ok... Toma... – disse Jennifer atirando o telemóvel dela. - Tenho aí o número do Robert. Marca um encontro com eles para irmos nos os quatro.

Buffy procura o número na lista, e liga.

- Robert!? Sou eu a Buffy! - disse ela.

- Buffy!? Mas este não é o número da Jenny!? - perguntou ele.

- É! Mas agora cala-te. - pediu ela - preciso de me encontrar com vocês malta. - disse ela, desesperada.

- Wow, wow, calma amiga, que se passa!? - perguntou ele.

- Estão livres agora!? - perguntou ela.

- Sim! - respondeu ele.

- Óptimo, então que venham ter connosco ao motel! - disse ela.

- Onde encontramos a Jenny!? - perguntou ele.

- Sim, sim! Mas rápido! - pediu ela, e desligou.

- Já está! - deitando a língua de fora.

- O que disse o Robert? - diz Jennifer.

- Que vai lá ter connosco ao Motel, por isso vamos embora! - disse Buffy.

- Vamo-nos! - disse Dean, em seco.

Sam deixou-se ficar calado no seu mundo. Entraram no Impala e partiram para o motel. Quando lá chegaram viram o belo carrinho do Taylor.

- Meninos! - gritou Buffy, saindo a correr.

- Mana, tem calminha. - diz Jennifer.

Buffy não lhe deu ouvidos e saltou para cima de Robert e de Ned!

- Continuas levezinha sabes!? - dizia Ned.

Buffy largou aqueles dois e abraçou Louie e Matt.

- Que saudades! - quase gritava ela, e tanta emoção.

- Jenny!? - olhava Ned - Estás... estás... - não conseguindo acabar.

- Estou o que Ned? - perguntou Jennifer.

- Gira! - acabou ele.

- Oh Neddy pah! - juntou-se Louie, gozando com ele.

Buffy olhou para aqueles dois.

- Porque vocês nunca mudam - murmurou ela.

Taylor aproximou-se dela, e agarrou-a na cintura.

- Não vais apresentar o teu outro amigo? Que está atrás da tua irmã Jennifer? - perguntava ele, olhando para Dean.

- Este e o Dean, pessoal! - diz Jennifer sorridente.

- É teu namorado!? - perguntou Matt, tirando levantando os óculos de sol.

- Hey Dean, belo carro! - disse Taylor, a rir-se.

- Bem e este é o Sam, irmão de Dean - apresentou Buffy, ao resto.

- Entrem rapazes. - disse Jennifer.

- Ainda bem que encontro alguém que goste do meu amor! - diz Dean.

Taylor simplesmente sorriu.

- Venham rapazes! Estamos mais a vontade la dentro. - diz Jennifer.

Os cinco sorriram e entraram no quarto. No quarto de Buffy e Sam.

- Bem nós tivemos a ver as noticias, e morreram umas jovens durante o vosso concerto! - começava Dean.

- E pelo o que a Buffy viu, pertenciam ao vosso clube de fãs. - continuava Sam.

- Meninos, eles sabem de tudo! - avisava Buffy.

- Ya! Sabem quem somos! - diz Jennifer passando pelo Ned para se ir sentar ao colo do Dean.

Ned agarra na mão de Jennifer, e puxa-a para o colo dele. Jennifer sente-se uma criança por causa daquela atitude. Dean fica a olhar para aqueles dois.

- Ned, desculpa mas eu... não... - diz Jennifer

Tenta levantar-se mas Ned não deixa...

- Contem lá essa história das mortes! - dizia Ned, ignorando-a.

- Ned... deixa-me sair... eu não quero estar sentada no teu colo... - diz Jennifer a ficar fula...

Ned solta-a e esta vai-se sentar ao colo do Dean.

- Coitado! - murmurava Matt.

- Podem me contar o porquê da expulsão do membro numero 69!? - pediu Buffy.

- Bom, o clube de fãs para começar não é do nosso acesso exclusivo. Isso é uma coisa a tratar com os presidentes do clube de fãs! - dizia Robert.

- Podes dizer-me o porque de não quereres sentar-te no meu colo? Mas sim desse idiota de olhos verdes? - pergunta Ned.

- Eu penso que devem estar por cá! - avisava Taylor - o clube de fãs vem sempre atrás - com uma cara de desespero.

- Primeiro não te tenho de dar justificações, e segundo estas a ofender-me a falar mal do meu NAMORADO! - respondeu Jennifer, furiosíssima.

- Teu namorado? Este? - disse apontando para o Dean.

- Sim, o Dean é o meu NAMORADO! E quem me tocar é uma pessoa morta! - avisou ela, mostrando a tatuagem no fundo das costas.

- Xiiiii rapariga, isso doeu, não!? - perguntou Louie.

- Eu é que não me meto nisso - disse Taylor.

- Por isso vê o que fazes Ned! O Dean ficou muito calmo quando tu me puseste no teu colo. - diz Jennifer. - Acho estranho.

Dean afastou Jennifer. Levantou-se e caminhou até Ned. Este que estava sentado olhou para ele e alto a baixo. Dean inclina-se e agarra nele, e começa a falar.

- Primeiro ninguém toca na minha JENNY! Segundo, ninguém diz mal dos meus lindos olhos! - e deu-lhe um murro.

Ned caiu no chão com a mão na cara.

- Dean pára... Também não precisas de fazer isso! - diz Jennifer.

- Bem meninos, eu vou ter com vocês a... onde quer que vocês estejam hospedados. - disse Buffy, com intenções de que eles saíssem dali.

Taylor e Robert levantaram-se e pegaram em Ned.

- Pensei que tivesses melhor gosto! - começa Ned a falar - ou só curtiste comigo, por curtir!? - perguntou ele.

Dean olha para ele, e depois para Jennifer.

- Curti contigo... e foi so uma noite... Foi so uma curte, mais nada. Eu ainda não estava com o Dean novamente... eu tinha-te dito isso na manha seguinte. - diz ela.

Ned sai logo da porta, puxado pelos outros dois.

- Vemo-nos por ai! - disse Louie.

- Hasta! - disse Matt, voltando a colocar os óculos.

E fecharam a porta. Buffy olhou para a foto da rapariga expulsa do clube.

- A cara dela não me é estranha! - murmurava ela.

Jennifer sai do quarto deles... e vai para o dela...

- Fizeste porcaria! - disse Sam, deitando-se na cama dele.

- Boo que história é aquela da curte!? - perguntava Dean.

- Longa história. - dizia Buffy.

- Conta lá essa história! - dizia Sam também interessado.

- Bem depois de nós sairmos de Lawrence, e de vocês - referindo-se a Dean e a Jennifer - terem acabado. Partimos para a Califórnia, Los Angels, onde conhecemos a banda, eu comecei andar com o Taylor! - sorrindo nessa parte, pois tinha boas memorias - e ela como estava muito mal, na ultima noite lá, ela curtiu com o Ned e de mais não sei - disse ela - passaram a noite juntos.

Sam olhou para Buffy e depois para Dean.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 27, 2008 1:57 pm

- Ah! LA!? - começava ele - isto lembra-me alguma coisa… ah sim! De vocês adorarem LA!

- Ela não te deve ter contado nada, por causa da tua reacção de agora! E como aconteceu - disse ela, imitando o movimento do murro que deu ao Ned.

E voltou a focar-se na imagem da rapariga.

- Está bem - disse Dean, saindo do quarto.

- E lá vai ele… - começou a Buffy, a rir-se.

Sam ficou a observa-la. Buffy sentia o olhar dele, a observa-la, e sentiu-se desconfortável. Entretanto no outro quarto. Dean abriu a porta, e entrou. Jennifer estava deitada na cama. Jennifer tinha os olhos fechados pois esteve a chorar. Dean aproximou-se dela.

- Porque que ele apareceu para estragar a minha vida novamente? Agora que estava tudo bem entre mim e o Dean... Porque? - diz ela começando a chorar.

Dean sentou-se ao lado dela, e abraçou-a com força.

- Desculpa ter lhe deixado a minha marca, mas já sabes como eu sou! Não aguentei o que ele estava a dizer! - falando-lhe ao ouvido.

- Ele ameaçou-me... ele disse-me senão andasse com ele... - diz Jennifer a chorar.

- Onde é o próximo concerto deles? – pergunta Dean.

- Não sei. E nem quero saber. Porquê? - pergunta ela olhando para o Dean.

- Porque se eles forem para oeste, nós vamos para Este! - disse ele, com a ideia de se afastarem da banda.

- Ele ameaçou que te ia fazer alguma coisa... eu não podia deixar isso acontecer. E depois fui para Tóquio com a minha irmã para me afastar... depois em trabalho para Londres onde encontrei o estupor do Lee... e o resto já sabes. – diz ela começando a chorar.

Dean afasta-se e aproxima-se da cara dela.

- Não te podes rebaixar, é isso mesmo que eles querem! - dizia ele tentando acalma-la - tens que mostrar aquilo que queres! - dizia ele, começando a beija-la.

- Tu sabes perfeitamente o que quero, isto é, quem quero. - dizendo entre os beijos.

E começaram a beijar-se a sério. Dean fica em cima de Jennifer. E continuaram os beijos. No outro quarto. Buffy continuava a observar a foto, e Sam a ela.

- Já me lembro! - levantando-se da cadeira de repente, deixando-a cair - é a rapariga renegada daquela reunião! - vira-se para Sam.

- Bem vamos chamá-los? – diz Sam.

- Sim! - disse ela, correndo do quarto.

Jennifer e Dean estavam quase a meio do acto quando Buffy entra de rompante no quarto.

- Malta! - e não continua, saindo do quarto, vermelha.

- Buffy, porque estás vermelha!? - perguntou Sam, aproximando-se dela.

Entretanto Dean e Jennifer abrem a porta.

- Safaste-te! - disse Dean - por pouco vias-me... - e tocou-lhe no ombro - tu sabes!

Buffy afastou-se vermelha.

- Cala-te estupor!

- Ahh, já percebi! - disse Sam

- Para a próxima bate a porta - pediu Jennifer.

- Para a próxima tranca-a! - disse Buffy, sarcasticamente, recuperada do choque.

- O que descobriste? - pergunta Jennifer.

- A gaja da foto - mostrando - é aquela da reunião que estava a ser 'mal-tratada'! - disse ela - Shelly a Renegada. Deve ter sido isso o motivo de expulsão! - terminando.

- Mas o que isso tem a ver com o invocador do nosso Reaper!? - perguntou Dean.

- Bem ela tinha cá uns hábitos a falar e a vestir-se! - disse Jennifer.

- Ela pode ser a nossa invocadora procurada. Vistos que ela é louca pelo o Robert, e a Robert Team a expulsou, deve querer vingança. - disse ela.

- Faz sentido! - concordou Sam.

- Mas ela pode querer vingar-se de nós, sabes disso, não sabes? - diz Jennifer.

- Pois! Eu sou a membro nº 1 do clube, tenho o cartão de 'ouro', curti com o Robert, e andei seriamente com o Taylor... e os outros dois – referindo-se a Matt e a Louie - adoravam fazer-me rir e blah blah!

Sam e Dean olharam para Buffy.

- Bem, alguém sabe feitiços de protecção!? - sorriu Buffy.

- E não te esqueças que eu curti com o Ned! - disse Jennifer.

- Pois...! - disse Buffy, começando a mudar de expressão - Vamos la dar cabo do altar da Shelly Renegade!

Dean e Sam olharam para ela.

- Se o fizermos a meio do feitiço e destruirmos a cruz, o feitiço vira-se contra ela. - avisou Sam.

- Assim seja! - disse Buffy, indo remexer na bagageira do Impala.

- Tenho pena dela. Eu sempre fui contra a expulsão dela. Mas prontos foi expulsa. - diz Jennifer.

- Bem eu já venho - disse Buffy, indo ao quarto.

- Eu vou arrumar as minhas cenas - disse Sam, indo devagar.

Buffy estava a mudar de roupa. E Sam entrou. Mal abriu a porta, fechou-a. Buffy olhou para trás e continuou a vestir-se.

- Meu deus! - murmurou ele.

Buffy saiu do quarto, estava de calções e top.

- Ah, és tu! - disse ela, sorrindo.

Sam tentou mostrar-se normal.

- Vamos!? - disse ele.

- Vamos! - disse ela, e foram para o impala.

Jennifer e Dean estavam aos beijos ao pé da porta do carro.

- Meninos, meninos, mais logo! - disse Buffy - podemos estar a beira da morte! - e abriu a porta, sentando-se.

Sam entrou.

- Vocês estão é com falta de... - começou Dean, não acabando.

Deu um último beijo a Jennifer, e entrou. Jennifer entrou logo de seguida. Jennifer estava a olhar para a janela... e de repente vê a Shelly a entrar num táxi...

- Dean segue aquele táxi... rápido... - diz Jennifer.

Dean segue o táxi, mas a uma grande distância para não dar nas vistas. E vêem Shelly a sair dele... e a entrar num armazém... Dean estaciona e Buffy salta do carro.

- Buffy calma! - murmurava Jennifer, não levantando a voz.

Dean e Sam foram buscar as armas da bagageira. Buffy e Jennifer foram andando. Como Buffy tinha uma estaca sempre atrás (Malta uma estaca serve para muita coisa, não só para matar vampiros orientais). Jennifer pegou numa das armas que Dean lhe atirara. Contaram até três e arrombaram a porta. Entraram, e observaram.

- Vazio! - disse Sam.

- Mas não a vimos a sair! Eu não a vi a sair! - diz Jennifer.

- Traseiras! - disse Dean, correndo para o centro do armazém.

- Hey, é aquilo o altar!? - apontava Buffy.

- É vamos lá destruir! - disse Sam.

Eles os dois foram lá destruir. Jennifer seguiu Dean.

- Ela não está aqui! Perdemo-la de vista! Que raiva! - diz Jennifer.

- Então!? - surgiam Buffy e Sam - alguma coisa!?

- Nada. - diz Dean.

- Ohhh. - disse Buffy.

- Dean e Jenny vocês vão procura-la. - disse Sam - eu fico com a Buffy.

- Ok... Bora! - diz Jennifer.

- Até já pessoal! - diz Dean.

E saíram cada um ao seu destino. Sam e Buffy estavam a voltar ao motel. Jennifer e Dean não encontram a rapariga e decidem voltar para o motel...

- Sam, eu já volto! - e saiu a correr.

- Mas... - começava ele, não acabando.

Buffy sai a correr. Buffy foi ter com a banda. Foi ao hotel. Jennifer e Dean chegam ao motel e vão para o quarto deles... Buffy subiu no elevador e foi ao quarto deles. Bateu a porta, e Taylor é que lhe abriu a porta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 27, 2008 1:58 pm

- Olá Boo - disse ele.

- Onde está o pessoal!? - perguntou ela.

- Devem ter ido divertir-se, eu cá preferi ficar por cá! – sorrindo – entra e está a vontade.

E Buffy entrou. Entretanto no quarto de Dean... o ambiente estava bem quente...

- A continuar onde íamos há pouco! - dizia Jennifer, a beijar o Dean desesperadamente.

Dean beijava-lhe o pescoço...

- Só espero que não entrem mais aqui! - diz Jennifer.

Dean pegou nela ao colo, e foram trancar a porta.

- Agora já não! - voltando a beija-la e a voltar para a cama.

Dean tira-lhe o top... Jennifer tira-lhe a t-shirt... Dean tira as calças dela e Jennifer tira-lhe as calças… ambos ficam em roupa interior e essa também acaba por desaparecer. E no final acabam por fazer O Amor como se dependessem disso para viver. Entretanto no hotel onde os Rooney estavam... Mal Taylor fechou a porta começou a beijar Buffy. Buffy deixou-se levar, e Taylor pegou nela ao colo, levando-a para o seu quarto.

- As tuas mãos continuam as mesmas de sempre! - murmurava ela, por entre os beijos.

- E tu continuas a mesma de sempre! - dizia ele, enquanto a beijava.

Os dois continuaram aos beijos, e enrolaram. No quarto de Dean e Jennifer, eles já tinham feito o amor... Dean estava a dormir e Jennifer estava a olhar para ele a dormir...

- És tão fofo! - murmurava ela.

E levanta-se e vai até a janela ver as estrelas… enquanto isso, Buffy estava ainda no hotel. Taylor estava a dormir, mas Buffy não.

- O quê que eu fui fazer!? - pensava ela.

E então decide vestir-se e regressar ao motel, já era tarde. Saiu do hotel, e caminhou pelas ruas até ao motel. Quando lá chegou sentiu um frio de repente.

- Mas que raios! - dizia ela, desconfiada.

Continuou a caminhar pelo o parque de estacionamento, quando estava perto dos quartos, avistou um vulto. Buffy tirou a estaca com calma, e caminhou devagar. Quando voltou a olhar tinha desaparecido. Olhou em volta, e viu Shelly encostada a um carro, a segurar na cruz.

- Não me digas que é o que eu estou a pensar - murmurava ela.

Ficou quieta ali no meio, e pegou no crufixo. Voltou a sentir um frio desagradável. Quando se virou, viu o Reaper, espetou-lhe o crufixo no meio da testa. Começou a fazer efeito, mas este era mais forte conseguiu afasta-lo, de modo a cair no chão. Buffy pontapeou-o, e começou a correr em direcção a Shelly. Esta não se mexeu mas continuava a pregar qualquer coisa. Quando Buffy parou foi agarrada por trás.

- Saaaammmm! - gritou Buffy, aflita.

Shelly riu-se, e Buffy começou a sentir-se fraca. Sam que estava deitado, a olhar para o tecto ouviu o seu nome ecoar no ar. Saltou da cama, e foi a rua. Jennifer que estava a ver as estrelas, viu uma rapariga com uma cruz..

- Oh não! - disse ela - Dean acorda, está ali a Shelly! - acordando-o.

Dean abriu os olhos.

- Que foi!? - disse ele, levantando-se.

- Está ali a Shelly e... - e foi interrompida por um ultimo grito - e a minha irmã vamos! - e saiu a correr.

Jennifer chega a rua...

- Shelly pára por favor! Deixa em paz a minha irmã. - diz Jennifer.

- Não! - disse ela num tom frio - ela dormiu com o Taylor, não o permitirei! - disse ela, furiosa.

Sam tinha saído do quarto e tinha ido a volta. Buffy estava a observa-lo.

- E dai? Eu curti com o Ned!

- Serás a seguinte! - sorriu ela.

- Cabraa! Larga-a! - disse Dean, apontando a arma.

- Mas isso foi a muito tempo! - diz Jennifer.

- Vou vingar-me de todos aqueles que pertencem ao clube e que tiveram com eles - disse ela, continuando a pregar qualquer coisa.

- ca... bra… de... merda..! - dizia Buffy - se… eu.. fo... sse.. a... ti... olha… va… - e não acabou.

Sam aproximou-se de Shelly pelas costas, e deu-lhe um murro, quebrando a cruz. O Reaper desapareceu, e Buffy caiu no chão.

- Eu sempre fui contra a tua expulsão! - diz Jennifer

- Boa partiste a cruz! - disse Shelly, começando a ficar assustada.

O Reaper tinha voltado aparecer, e desta vez caminhava em direcção a Shelly. Buffy levantou-se e pegou no crufixo. Aproximou-se de Shelly e deu-lhe um enorme murro na barriga.

- Esta é por teres me quase morto! - disse ela, furiosa, caindo esgotada.

Jennifer corre até Buffy para a ajudar a levantar-se. O Reaper agarra em Shelly, e começa a sugar-lhe a energia.

- Alguém me trás um bacardi de limão - murmurou buffy, desmaiando.

Sam pega ao colo Buffy e leva-a para o quarto, enquanto Dean e Jennifer ficam a ver o que acontece a Shelly. Viram a Shelly a cair ali no chão inanimada. E Jennifer e Dean vão para dentro para saber da Buffy. Sam estava sentado na cama. Entretanto entram Jennifer e Dean.

- Como é que ela está? - pergunta Jennifer.

- O pior já passou! - disse Sam - mas como está com o crufixo, ficará bem! - olhando para Buffy.

- Ainda bem. - diz Jennifer. - Tenho de ir ali a casa de banho. - saindo a correr.

- Bem, eu vou voltar ao meu sono - começando a rir-se.

Sam ficou a olhar para ele a sair.

- Tranca a porta! - pediu Jennifer.

- Está bem! - disse Dean, rindo-se.

Dean abre a porta e Sam continuava com os olhos nele.

- Desculpa lá maninho - dizia ele, tirando a chave - mas tem que ser! - e trancou a porta.

Sam levantou-se e bateu na porta.

- Deann! Abre essa porta! - gritando.

Dean só se ria.

- Boa noite, diverte-te. Amanhã de manhã destranco-vos! - e afastou-se.

Jennifer já tinha ido para o quarto. Jennifer estava na casa de banho a vomitar.

- Jenny!? - chamou Dean, dirigindo-se ao WC.

- Sim? - diz Jennifer.

- Estás bem!? - perguntou ele.

- Sim! Só estou um pouco enjoada, mais nada! - diz Jennifer a sorrir.

- Certeza!? - olhando para ela.

- Sim. - diz ela levantando-se e indo limpar a cara

Dean foi-se deitar. Na manha seguinte... Jennifer e Dean foram destrancar a porta do quarto deles. Dean e Jennifer observaram aqueles dois.

- Jenny, não aconteceu nada! - avisou Dean.

Buffy estava tal e igual como a noite anterior, e Sam estava a dormir com a cabeça em cima da mesa, no portátil.

- Belas Adormecidas! – Jennifer fazia um estardalhaço - toca a levantar esses cus da cama!

Buffy abriu os olhos finalmente, e Sam saltou da cadeira caindo no chão.

- Awwww! - levando a mão há cabeça. – Dean, vou-te matar! - diz Sam fulo com o irmão.

- Matar porquê!? - perguntava ele, fazendo-se de engraçadinho.

- Porquê que dizes isso Sam? - pergunta Buffy.

- O Dean trancou-nos a noite toda! - dizia ele, stressado.

Buffy olhou para eles com cara de parva.

- Foi!? - perguntou ela.

- Sim! Mas não te passes, porque tu e o Sam estão apanhadinhos um pelo o outro e não admitem! - diz Jennifer.

Sam e Buffy olham-se e depois olhem para aqueles dois.

- Repete lá isso Jennifer Turner!? - pediu Buffy, ainda em choque.

- O que ouviste! Tu e o Sam estão apanhadinhos um pelo outro e não admitem! - diz Jennifer.

- Eu não estou! - dizia Sam, arrumando as coisas dele.

- Nem morta! - dizia Buffy, saltando da cama.

- Estão sim! - dito isto Jennifer empurra Dean para fora do quarto e tranca-os novamente.

Buffy corre para a porta.

- Abre a porta! ABREEEE! - gritando desesperada.

- Só quando admitires que estas apaixonada pelo Sam! - diz Jennifer.

- Nem sabes o que te faço quando sair daqui! - ameaçou Buffy, voltando para a cama.

Sam tinha voltado a leitura. Buffy pegou na guitarra e começou a tocar uma música melancólica, e não se estava a sentir bem. Entretanto na la fora do quarto.

- Dean desculpa por te ter empurrado. Mas era agora a única forma de os trancar! - diz Jennifer.

- Não faz mal! - disse ele, encostando o ouvido a porta.

Sam levantou-se e tirou a guitarra a Buffy.

- Sam! Devolve-me isso! - pedia Buffy, tentando chegar a guitarra, que estava alta demais para ela.

- Espero que corra tudo bem! - diz Jennifer.

Dean e Jennifer sentaram-se nas escadinhas. Buffy começou a saltar, e a empurrar Sam, e ele só se ria. Na última tentativa, Sam caiu na cama, e Buffy foi atrás. Ficaram a olhar um para o outro, e em seguida Sam começa a beija-la.

- Isto está-me a fazer apetecer uma coisa! - diz Dean.

Jennifer olha para ele. Buffy afastou a cara de Sam. Ficou a olhar para ele mais uns segundos, e em seguida sorriu e voltou aos beijos.

- Esta a apetecer-te o que, Dean Winchester? - perguntou Jennifer.

Dean aproximou-se dela, e começou a beija-la. Entretanto no quarto, a acção estava a ficar agitada.

- Há quanto que eu esperei por isto! - dizia buffy, desesperadamente.

- A quem o dizes! - respondeu ele, a beija-la, desesperadamente.

- Dean aqui não! No quarto! - diz Jennifer.

Quando Dean se afasta, ouve muito silencio!

- Que se passa lá dentro!? - perguntava Dean, curioso.

- Deixa-os estar! Vamos nós para o quarto! - diz Jennifer.

Dean pegou nela e foram para o quarto. Dean e Jennifer continuaram os beijos. Passado meia hora, os dois saíram para irem soltar os outros dois. Buffy estava encostada a parede, a beija-lo desesperadamente, ainda. De repente, Dean e Jennifer destrancam a porta e espreitam.

- Com que então não estão apaixonados um pelo outro? - diz Jennifer a rir-se que nem uma perdida.

Buffy empurra Sam, e simplesmente sorri. Foi buscar as suas malas, e a guitarra que estavam no chão. Sam fez a mesma coisa, e saíram pela porta.

- Vamos Dean... as coisas estão no carro? - pergunta Jennifer.

Buffy e Sam tinha posto as coisas no carro, enquanto os outros dois tinham ido ao quarto. Sam entrou no banco de trás mais ela, e continuaram os beijos.

- Sam o meu carro não e um motel! - diz Dean quando chega ao carro.

- Vai dar uma curva - dizia Sam – melhor faz o mesmo com a Jenny!

Dean ficou com cara de parvo.

- Tem calma cunhadinho! - diz Jennifer.

- Cala-te - pediu buffy, colada a Sam.

Jennifer ficou a olhar para aqueles dois, e depois olhou para o Dean e de repente toca o telefone da Jennifer.

- Sim? – diz Jennifer.

- Sou a Ellen! Tenho novidades sobre o cofre! - diz ela.

- Ok. Vamos para ai. - desliga - Vamos para o RoudHouse. A Ellen tem novidades.

- Que tipo de novidades? – pergunta Buffy.

- Não sei. – responde Jennifer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 27, 2008 2:02 pm

Capitulo 13

Chegam ao RoudHouse e encontram a Jo na rua à espera deles. E quando Dean estaciona o carro e saem todos. A Jo decide ir ter com eles para lhes pedir desculpa.

- Pessoal, eu queria pedir-vos desculpa. – diz Jo.

- Por nós está tudo bem! – dizem os quatro.

Entram no RoudHouse e vêem a Ellen a tratar de umas bebidas para eles quando os vê.

- Entrem e sentem-se! Temos que falar. – diz ela.

Buffy estava colada a Sam. Dean e Jennifer nada disseram e sentaram-se.

- Ellen, o que nos querias dizer? - pergunta Jennifer.

- Bem estive a procurar, e não descobri onde está o diário da Lizzy, mas o Bobby é capaz de vos ajudar! - dizia Ellen, dando-lhe as bebidas.

- O Bobby? Como? - perguntou Dean.

- Ele deve vir a caminho, não é muito seguro falar por linha telefónica - avisou Ellen, sentando-se.

- Sim! Mas o demónio dos olhos amarelos não foi morto? - perguntou Jennifer.

- Eu próprio o matei! - disse Dean.

- Mas é muito arriscado, vistos que a Meg, o demónio, anda a procurar o mesmo! - avisou Ellen.

- Ah pois é! - diz Jennifer.

- Burra! - comentou buffy.

- Cala-te! - diz Jennifer.

- Agora eu é que tenho que me calar! - dizia Buffy, metendo-se com ela.

- Sim! Tens! - diz Jennifer.

- Vocês as duas importam-se de calar!? - perguntava Jo.

- Importamos - responderam as duas ao mesmo tempo

Dean e Sam olharam-se.

- Amorzinho! Acalma-te! Pode ser? - diz Dean.

Jennifer acalma-se.

- Porque assim perturbas o bebé! - diz Dean.

Jo que tinha uma garrafa de cerveja na mão, deixou-a cair. Buffy que se estava a rir a brava mais Sam, parou de repente. Ellen que ia falar, ficou de boca aberta. E Sam olhou para eles.

- Dean onde foste buscar essa ideia? - diz Jennifer.

- Tu tens estado a vomitar! - disse Dean.

Buffy olha para Jennifer.

- Esqueceste de tomar a pílula da ultima vez!? - quase gritando.

- Eu tomei a pílula! E além disso só vomitei ontem! E se estivesse grávida já te tinha dito! - diz Jennifer saindo do RoudHouse fula.

- Ups! Alguém meteu o pé na poça! - disse Sam, gozando com Dean.

- Eu já volto! - disse Dean, saindo atrás de Jennifer.

Jennifer estava sentada nas escadas da entrada.

- Jenny! - chamou Dean.

- O que foi? - diz Jennifer.

- Desculpa ter me precipitado! - dizia ele, sentando-se ao lado dela.

- Se eu tivesse grávida tu serias o primeiro a saber. - diz ela. - E eu vomitei porque tinha comido demais. Só foi isso.

Dean começou a lembrar-se.

- O super cheeseburger com molho extra mais dose extra de batatas fritas com muito ketchup!? - perguntava ele, a rir-se.

- Que engraçadinho me saíste. - diz ela dando-lhe um encontrão na brincadeira.

Dean agarra nela, e beija-a, ao mesmo tempo que se riam.

- Tu deves pensar que se resolve tudo com beijos, não? - diz ela a rir-se.

- Estava com saudades! - dizia ele.

- Tu estás sempre com saudades! - diz ela. - Vamos para dentro?

- Vamos! - e deu-lhe a mão.

Entraram e sentaram-se.

- Então como é que a 'mãmã' já se encontra!? - perguntava buffy, gozando com ela.

Buffy tentou provocar Jennifer.

- Cala-te! - disse Jennifer.

- Ok - bebendo o resto da cerveja.

- Ainda bem! O Bobby nunca mais chega! - diz Jennifer.

- Ya! Quero saber isso do cofre. - diz Dean.

Entretanto ouve-se o barulho de uma carrinha lá fora, e depois uma porta a fechar.

- Deve ser ele! - disse Sam.

Bobby entra...

- Hey Bobby - disse Jo, levando-lhe um cerveja.

- Bobby já sabes alguma coisa do cofre? - pergunta Jennifer.

- Sim! - disse ele.

Senta-se com eles numa mesa.

- Então? - pergunta Sam.

- O cofre está num sitio bastante seguro - dizia Bobby.

- Que lugar Bobby? - diz Ellen

- Dean, o diário do teu pai!? - perguntou Bobby.

- Está com o Sammy. - diz ele

Sam tirou o diário da mala de Buffy.

- Afinal não! - disse Dean, a olhar para aqueles dois.

Sam entregou o diário a Bobby, e este começou a procurar umas coisas nas páginas e entregou a Dean.

- Para que é isso? - pergunta ele espantado.

- Reconheces esse código!? - perguntava Bobby.

Dean olhou melhor para o código : 65900.

- Mas este é o sítio onde a mãe está enterrada! - dizia Dean, confuso.

- A vossa mãe? - pergunta Jennifer.

- Sim! - dizia Dean.

- Deixa ver isso! - pedia Sam, tirando o diário - GreenvILL65900 – olhando
para eles - é mesmo!

- Que são aquelas letras pequeninas!? - perguntava Buffy, curiosa.

- Talvez seja ai que esteja o cofre! - diz sorridente Jennifer.

- Então vamos lá! - disse Buffy, acabando o ultimo golo da cerveja.

- Adeus! Muito obrigado por estas informações. - diz Jennifer.

- Está excitada! - dizia Buffy.

- Meninos nós vamos com vocês! -dizia Bobby.

- Ok... Bora! - diz Jennifer.

Dean, Sam, Jennifer e Buffy entram no Impala. Ellen e Jo foram na carrinha de Bobby. Seguiram viagem até Greenville, em Illinois. Chegaram a Greenville e entraram naquele cemitério.

- Não acredito nisto! - dizia Dean.

Estava a decorrer um funeral, e haviam ali mais pessoas a visitarem os seus falecidos nas campas.

- Parece que vai ter que ficar para a noite! - dizia Jo.

- Território Zombie! - dizia Buffy, vindo-lhe um arrepio.

- Vamos para um motel. E depois a noite vimos aqui. O que acham deste plano? - pergunta Jennifer.

- Sim é melhor! - concordou Ellen.

- Enquanto vocês vão tratar de arranjar quartos, eu e os meninos vamos preparar as coisas! - dizia Bobby.

- Está bem. - diz Jo.

Entraram nos quartos. Jennifer liga para os rapazes e diz-lhes que já podem vir já tem os quartos. Quando os rapazes chegam com o Bobby, Dean chama Jennifer e pede para falar com ela a sós.

- O que se passa Dean? - pergunta Jennifer.

- Vem comigo! - pediu ele, puxando-a para o quarto.

- Mas porque? - pergunta Jennifer.

Dean não responde e começa a beija-la.

- Achas que agora é tempo de estarmos nisto? - pergunta ela tentando resistir aos beijos dele.

- Ohh vá lá! - pedia ele, com uma carinha - só vamos lá a noite, temos uma tarde por nossa conta! - insistia ele, DESESPERADAMENTE!

- Mas alguém pode entrar! E alem disso não temos tempo para isto! - diz ela afastando-se dele mas contrariada.

Dean aproxima-se.

- Vá lá Jenny! Temos uma noite longa! - dizia ele, triste.

- Dean continuas com isso e eu não vou resistir. Tu sabes que não te consigo resistir. - diz ela.

- Vá lá Jenny, amor, por favor! - suplicando.

- Então não me consegues fazer que ceda? - diz ela a olhar para sedutoramente.

- Consigo, consigo! - dizia ele, fazendo aquele olhar dele, mais aquele sorriso adorável.

- Pronto. - diz ela beijando-o.

Dean agarra nela, e caem na cama.

- Tu pelos vistos já sabes qual é o meu ponto fraco. - diz ela entre os beijos.

- Ohh, eu sou um grande explorador! - dizia ele, gozando.

- Ai és? Onde é que aprendeste a ser um grande explorador? - diz ela tentando fugir dele.

Dean tinha-a presa debaixo dele.

- Graças a ti! - deitando a língua de fora.

- Graças a mim? Como? - pergunta ela.

- Tu despertaste os meus sentidos todos! - rindo-se.

- Despertei? Gostava de saber como fiz isso. - diz ela fantasiando.

- Não sei! - disse ele, voltando a beija-la.

Continuam a beijar-se e acabam por enrolar. Como sempre fazem quando se vêem sozinhos. Entretanto no outro quarto, onde estavam os outros todos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 27, 2008 2:02 pm

- Vamos lá fazer a lista do material! - dizia Buffy, fantasiando já.

- Hey, os outros dois!? - perguntou Jo.

- É melhor nem pensares em nenhum deles juntos! - avisa Sam.

Jo olhou para aqueles dois e depois para Bobby e Ellen.

- Vamos lá a lista! - juntou-se ela.

- Que queres dizer com isso Sam? - pergunta Jo.

- O que faz um casal junto num quarto, numa cama, sozinhos!? - perguntou buffy, sarcasticamente.

- Ai filha, andas mesmo com falta de caçador! - murmurava Ellen, muito baixinho.

Bobby deu-lhe uma cotovelada.

- Não fales assim da tua própria filha - murmurou ele, também muito baixinho.

- Por outras palavras estão a fazer sexo. Certo? - perguntou Jo novamente.

- Fica a pensar! - dizia Sam, escrevendo uma lista.

- Ok! Já percebi! Mas não tenho culpa de gostar dele. - diz ela novamente.

- Jo! - dizia buffy - Get a Job, sim!?

- O que foi agora? Não posso dizer que gosto dele? - pergunta ela.

- Meninas vamos ao trabalho! - dizia Bobby.

- Sim eu vou trabalhar mas é no meu quarto - disse Buffy, saindo.

Bobby olha para os outros dois.

- De repente veio-me uma fome daquelas, o Dean anda a dar maus hábitos alimentares! - dizia Sam, levantando-se - até já! - e saiu.

- Disse alguma coisa de errado!? - perguntou Bobby.

No quarto da Buffy e do Sam... Buffy estava encostada a parede há espera de Sam. E passados segundos, lá entrou ele. Sam sorriu, e buffy também, e começaram também a acção labial! No quarto do Dean e da Jennifer...

- Foi interessante o nosso plano, não foi? Juntar os nossos maninhos mais novos? - pergunta Jennifer.

- Sim, sim! - dizia Dean - agora até enjoam – sarcasticamente.

- Porque dizes isso? Senão fosse eu a dizer-te isso, nunca saberias. - diz ela rindo-se. - és mesmo totó! - rindo-se.

- Que foi agora!? - perguntava Dean, confuso.

- Nada. És o meu totó! - dizendo isto dá-lhe um beijo.

Dean nada diz, deixando-se levar pelo o beijo. Entretanto no outro quarto. Buffy e Sam estavam deitados aos beijos, até que alguém interrompe, batendo a porta.

- Hey, Buffy, precisamos de uma ajudinha aqui - dizia Jo.

- Maldita loira - murmurava ela - sim já vou, deixa-me so vestir, estava a TOMAR BANHO! - dizia ela.

- Vou chamar o Dean e a Jenny também. Ate já - diz Jo.

- Por pouco! - dizia Sam.

- É melhor saíres daqui depressa, senão alguém desconfia - dizia ela.

Entretanto Dean e Jennifer estavam no meio do acto de fazer o amor quando a Jo bate a porta do quarto.

- Hey meninos, venham cá ajudar-nos. - gritava Jo.

- Maldita loira - murmurava agora Jennifer.

- Já vamos. - disse Dean.

- Estou com um pó a essa loira. - dizia Jennifer.

- Está bem! Estamos ali ao pé da carrinha há espera - dizia Jo, saindo.

Dean e Jennifer saem do quarto e encontram na rua o resto do pessoal. Jennifer vê a Buffy com uma cara de fula e Buffy vê a mesma cara na Jennifer.

- Parece que estamos em sintonia! - murmurava Jennifer.

- É verdade! - respondeu Buffy, deitando um olhar de morte a Jo. – próxima vitima, ELA! - murmurando.

- Vamos fazer isso. - disse Jennifer concordando.

- Onde precisam de ajuda? - pergunta Dean.

- Homens estão fora! - disse buffy, pegando na estaca.

Bobby e Ellen não estavam a perceber nada.

- Hey Buffy, para quê que é essa estaca!? - pergunto Jo, curiosa.

- Esta estaca é para... - e Sam tapou-lhe a boca.

- Ela precisa de afiar as estacas - continuava ele - sabes, em vez de ser com punhais a dar aos zombies é com as estacas!

- É pois! - dizia Dean, coçando a cabeça.

- Onde precisam da ajuda? - pergunta Jennifer. - Eu estava a fazer uma cena importante.

- Já temos tudo pronto, é melhor irmos para o cemitério! - dizia Ellen.

- Antes da Party Zombie! - dizia Jo, aos saltos.

Buffy apalpou o bolso de Sam.

- Óptimo! - disse ela olhando para ele, com aquele ar.

Sam deixou-se olhar e lá entraram no impala. Dentro do Impala Jennifer estava a refilar.

- Que raiva aquela loira! Interrompeu uma cena importante. - diz Jennifer.

- Ya, mesmo! - dizia buffy, rolando a estaca com uma só mão.

- Tratamos daquilo que estávamos a falar? - pergunta Jennifer.

- Há estaca! - dizia buffy, já excitada.

- E melhor não! Tenho pena da Ellen! - diz Jennifer.

- E arruinarem o meu momento!? - perguntava buffy - ai já ninguém tem pena! – protestando Buffy.

- Mas assim a Ellen fica sem filha. - diz Jennifer.

- Deixa a lá, de qualquer forma ela vai morrer! - dizia buffy - mais tarde claro, ninguém fica cá a pastar - rindo-se.

- Só as coisas más! - dizia Sam.

Entretanto chegam ao cemitério.

- Muito calmo! - queixava-se buffy.

- Tu tens algum problema com o calmo!? - perguntava Jo.

- Muito! Capaz de me fazer cometer alguma loucura e... - tirando a estaca, mas Jennifer travou-a.

- É um trauma de infância! - ria-se Jennifer.

- Sam, onde indicam as coordenadas? - pergunta Dean.

- Para a campa da nossa mãe. - diz Sam.

- Vamos lá escavar! - dizia Bobby.

Dean e Sam olharam um para o outro.

- Tantas campas e tinha que ser logo a dela. - reclamava Dean.

- O teu pai deve ter achado que era mais seguro ter ficado na dela. - diz Jennifer aproximando-se dele.

- É! - dizia ele, agarrando o braço dela.

- Vamos lá despachar isto! - pedia Sam.

- Não tenhas pressa! - murmurava Buffy ao ouvido dele.

- O que se passa para estares a agarrar o meu braço assim? – perguntava Jennifer preocupada.

- Nada demais, só estou um pouco nervoso - dizia ele.

- Porquê? - pergunta ela.

- Não é nada! - dizia ele, mais calmo.

- Ok... Vamos lá despachar para nos irmos embora, pois estou a ficar com frio. - diz Jennifer

Jennifer tinha vindo com umas calças e com um top.

- Maninha, estás com frio!? - perguntava Buffy - eu estou cheia de calor mesmo.

Buffy estava com uns mini calções e um top, mais os seus vans!

- Estou! Estou a sentir um calafrio. E eu sei quando isto, e porque vai acontecer alguma coisa. - diz Jennifer.

- Awwww! - disse Buffy, levando a mão há cabeça.

- Buffy!? - chamou Sam, agarrando-a.

- Nada demais, só mais uma dor de cabeça! - dizia ela, cada vez com mais dores.

- Estás a ter uma visão? - diz Jennifer.

- Awwwwwwww! - gritava ela, caindo no chão.

Sam agarrou-a. E de repente volta ao normal.

- Mana! Estás bem? - pergunta Jennifer correndo para o pé dela.

- Algo vem ai! - dizia buffy, recuperada - mas sim, acho que estou bem - ainda atordoada.

- Malta... encontrei um cofre... vejam se é este. - diz Jo.

Buffy pega no cofre e abre-o com o crufixo. De repente ouve-se um click de fechadura a abrir-se.

- É este! - quase gritou ela, de tanta emoção.

- O que está ai dentro? - pergunta Jennifer.

- Um diário, com um cadeado! Não o consigo abrir! - dizia buffy, tentando abri-lo, mas sem êxito.

- Um diário? - diz Jennifer pegando nele. - É o diário da nossa mãe. Tem aqui as iniciais dela.

- Eu sei que é D-U-H! Mas está trancado. - avisava Buffy.

- Como vamos abri-lo? - perguntou Jennifer.

- A chave parece ser um... coração!? - dizia ela, entregando a Jennifer.

- Um coração? Mas para quê que me estas a dar isso? - pergunta Jennifer.

- Corresponde aquele teu fiozinho! - dizia Buffy.

- A este? - diz Jennifer mostrando o fio.

- Experimenta se... - e Buffy não acabou, olhando para trás, desconfiada.

- O que foi? Acho que é melhor irmos embora. - diz Jennifer percebendo.

- Qualquer coisa vem ai - dizia Buffy, ouvindo as folhas agitadas das árvores.

- Talvez seja um pássaro! - dizia Jo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 27, 2008 2:03 pm

- Não! - dizia Bobby, olhando para Dean e Sam.

- Zombie! - concluíram os dois irmãos.

- Vamos embora enquanto a tempo. - diz Jennifer.

- Ellen leve a Jo para a carrinha. Já! - dizia Dean.

- Mas eu quero ajudar-vos! - diz Jo.

- Jo, vamos! É demasiado perigoso! - dizia Ellen, puxando o braço dela.

- E nós ficamos aqui? - pergunta Jennifer.

- Vamos lá dar cabo do zombie! - dizia Buffy, tirando um punhal.

- Um punhal!? - dizia Dean.

- Tenho que estar sempre com estacas atrás!? - perguntava Buffy, tirando também a estaca.

- Não comecem! Por favor! - diz Jennifer.

- Eu não comecei - dizia Buffy, começando andar.

De repente Jennifer e atacada por trás...

- Deann! - gritava ela.

Uma zombie tinha-a agarrado por trás e estava prestes a partir-lhe o pescoço quando...

- É melhor pensarem duas vezes, antes de me quererem fora! - dizia Jo, acabando de disparar contra o zombie.

Jennifer cai no chão com dificuldade em respirar. Dean corre para Jennifer.

- Despacha-te Sam. - pediu Dean.

Sam começa a dizer não sei o que em latim, e o zombie começa a ficar desorientado.

- Vai buffy! - gritava Jo do outro lado.

Buffy espeta-lhe o punhal, e o zombie desaparece... E eles decidem voltar para o motel para tratarem do diário.

- Bem eu vou me deitar - dizia Buffy.

- Sim, eu também! - juntou-se Sam, saindo com ela.

Dean e Jennifer não disseram nada.

- Não querem ler o diário? E depois vão-se deitar? - perguntou Jennifer.

- Está bem! - disse Buffy voltando atrás.

Sam também foi juntar-se ao grupo.

- Que está ai escrito!? - perguntou Sam, desesperado por sair dali.

- Está aqui escrito: A minha filha Jennifer e o filho de John Winchester, o Dean irão apaixonar-se um pelo outro. Ela terá um filho com o Dean, o filho mais velho do caçador John Winchester e assim unir o sangue de dois caçadores. Todos os demónios irão desaparecer com o nascimento dessa criança. E ninguém conseguirá impedir isto. - diz Jennifer olhando para o Dean.

- Que romântico! - dizia buffy, sarcasticamente - é só!?

- Sim. Depois fala das caçadas da mãe, mais nada. Porquê? - pergunta ela.

- Hum… Posso ir dormir!? - perguntou ela, excitada.

- Podes! - diz Jennifer percebendo.

- Amanhã pesquisamos isso melhor! Pode ser!? - perguntou Sam - eu estou mesmo cansado! - dizia ele - parece que estou com a moca! - esfregando o cabelo.

Buffy e Sam saem do quarto a correr deixando Dean e Jennifer sozinhos.

- Bem estamos sozinhos. - disse Jennifer sentando-se na cama.

- Sim! - disse ele, pegando no diário.

- Vais ler no diário? - pergunta ela.

- Será que resulta mesmo!? - perguntou ele, referindo-se há frase.

- O quê que resulta mesmo? - pergunta ela.

- A minha filha Jennifer e o filho de John Winchester, o Dean irão apaixonar-se um pelo outro. Ela terá um filho com o Dean, o filho mais velho do caçador John Winchester e assim unir o sangue de dois caçadores. Todos os demónios irão desaparecer com o nascimento dessa criança. E ninguém conseguirá impedir isto. - lia ele, novamente, cada palavra.

- Não sei. Ficaste impressionado com isso, foi? - pergunta ela.

- Hum… hum… - sorriu ele.

- O que estás a pensar? - perguntou ela olhando para ele.

- Ohh amor! - disse ele a rir-se - em ti!

- Em mim? Porquê? Se eu estou aqui a tua frente. - diz ela aproximando-se dele.

- Ainda bem que os desejos tornam-se realidade! - disse ele, a gozar - amo esta vida! - e começou a beija-la.

- Tu estavas a pensar nesse filho, não era? - perguntou ela seria.

- Sim! - olhando para ela.

- E tu queres ter esse filho? – perguntou Jennifer.

- Claro que quero! - disse Dean.

- Então vamos tê-lo! - disse Jennifer.

- Estás preparada? - perguntou ele, feliz.

- Estou mais que preparada e tu? - disse ela.

- Sim, estou. – respondeu ele.

Então Dean começa a beija-la.

- Tens mesmo a certeza? - pergunta Jennifer entre os beijos.

- Absoluta - sorrindo para ela.

E continuaram os beijos indo parar a cama... no outro quarto… Sam e Buffy estavam aos beijos em cima na cama.

- Já podes continuar onde íamos! - sorria ela, entre os beijos.

- E onde íamos? - pergunta ele entre os beijos.

- Hum... já sei! - disse ela, e começou aprofundar o beijo.

No outro quarto... Dean estava por cima de Jennifer ainda aos beijos com ela.

- Tomaste a pílula!? - perguntou ele.

- Não. Ia tomá-la antes de nos deitarmos. Porquê? - pergunta ela.

- Por nada! - continuando a beija-la.

- Por nada? Diz la a verdade. - diz Jennifer a olhar para ele.

- Assim já podes engravidar! - dizia ele, fantasiando.

- Pelos vistos queres mesmo ser pai. Estou mesmo para ver a correr por ai um Dean Júnior. - diz Jennifer a rir-se.

Dean parte-se a rir.

- Agora estás a rir-te porque? - pergunta ela.

- Um Dean Júnior!? - dizia ele - é cómico mesmo! - rindo-se ainda.

- Meu Deus! A minha irmã passava-se e o teu irmão também. - rindo-se.

- Deixa-os estar, devem ter mais coisas interessantes para fazerem como tu sabes! - sarcasticamente, começou Dean.

Entretanto os beijos deles aprofundaram e Dean tira-lhe o top e Jennifer tira-lhe a t-shirt enquanto ele vai de seguida tirar as calças da Jennifer e ela tira ao Dean as calças, onde depois numa fracção de segundo ficam completamente nus e fazem amor como se fosse pela primeira vez que o faziam. No quarto ao lado. Buffy e Sam estavam aos beijos, intensos e desesperados. Buffy tirou-lhe a t-shirt e começou a beijar-lhe aquele tronquinho perfeito. Sam tirou-lhe o top. Depois começou a desapertar-lhe os calções enquanto Buffy estava a tirar-lhe as calças. Sam depois de lhe tirar os calções começa a beijar-lhe o pescoço onde lhe tira o soutien e Buffy tira-lhe o resto e começam a fazer O Amor!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rachel_Hart

Fã
avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 24
Localização : Chicago, Illinois, :D

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 27, 2008 2:55 pm

EPa Está espetacular Very Happy



é o que vos digo, a Jo é uma coisa loia que anda para aii a armar.se em grande mas nao vale nenhum --' . simplesmente nao posso com aquela tromba dela xD

tá lindo manaaa *-* tens que postar maiis :DDDD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 27, 2008 3:05 pm

Capitulo 14

Tinham passado dois meses desde a descoberta do diário da mãe das meninas. Ouvia-se um barulho de um motor de um carro, bem distinguível, e único, o Chevy Impala '67, com destino a San Diego, Califórnia.

- Passamos a vida a entrar e a sair da California!? - perguntava Dean, um pouco chateado.

- Porque que dizes isso? - pergunta Jennifer.

- Qualquer dia, assentamos aqui e prontos! - respondia ele,

E coloca os óculos de sol.

- Aprovo! - dizia Buffy, excitada.

- Minha nossa! Dean para o carro. Estou enjoada. - diz Jennifer.

- Voltaste a comer um mega cheeseburger!? - perguntou Sam - com extra queijo e molho, mais extra batatas, e um enorme gelado, mais uma… uma… hum… que era aquilo!? - perguntava ele agora confuso.

- Gin! - respondeu Buffy, comendo M&M.

- Calem-se! - disse Jennifer saindo a correr do carro para ir vomitar.

- Vocês gostam mesmo de a provocar. - diz Dean.

- Que foi que eu disse!? - perguntou Sam.

- Nada Sammy! - sorria buffy.

Dean saiu para ir ver como é que ela estava, batendo com a porta com muita força.

- Hey cuidado, ainda me estragas os... - e buffy não acabou.

Dean foi ver como ela estava. Viu que ela estava sentada a uns metros do carro.

- Estás bem!? - perguntava ele, preocupado.

- Sim. Só um pouco enjoada. - diz ela.

- Com estes enjoos, nunca mais chegamos ao motel! - comentava Buffy.

Jennifer e Dean entram no carro nesse momento.

- Este calor está me a esturricar toda! - resmungava Buffy, abanar toda.

- Hum… Dean! - começava Jennifer - tenho fome! - dizia ela.

Buffy e Sam olharam para aqueles dois.

- Isto faz me lembrar... nevermind! - murmurava buffy.

- Tens fome!? - perguntava Dean.

- Comemos há uma hora! - avisava Sam.

- Sim tenho! Muita fome! - diz ela.

Buffy mexeu na sua embalagem de M&M, e fez um estrilho ao mastigar, que Jennifer detectou o som.

- Sim!? - disse Buffy.

- Dá-me um bocado. - pediu ela.

- Não! - disse buffy - são meus! - continuando a comer.

- Má! - disse ela virando-se para a frente. - Quanto tempo falta para chegarmos a San Diego? - pergunta Jennifer.

- Uma hora! - respondeu Dean.

- Ok! Eu aguento uma hora. - diz ela a sorrir.

E assim foi, uma hora de viagem mais calma, mais tranquila. Estavam instalados quando Jennifer diz:

- Vou comer qualquer coisa! Tenho fome. - diz ela.

- Xiça, mulher, vai lá comer! - refilou buffy, esticando-lhe notas.

- Calma. Não precisas de falar assim! - diz ela fula com Buffy saindo e batendo com a porta deixando Buffy com as notas na mão.

- Mais fica! - disse Buffy, puxando Sam para irem comer.

Dean vai atrás de Jennifer.

- Que se passa contigo!? - perguntava Dean - tens estado a vomitar a semana inteira.

- Já pensaste que pode ser outra coisa? - diz ela a sorrir.

Dean fica uns segundos a martelar até que… plim… fez-se luz.

- Tu… estás... hum… grávida!? - perguntou ele, com um brilho nos olhos.

- Talvez ainda não sei. Tenho de fazer o teste. - diz ela.

- Não vejo nenhuma farmácia! - dizia ele.

*flashback*

Dean saiu para ir ver como é que ela estava, batendo com a porta com muita força.

- Hey cuidado, ainda me estragas os... - e buffy não acabou.

*fim do flashback*

- Eu posso pedir a buffy. Ela tem sempre quilos deles. - diz Jennifer.

- What!? - disse ele, saltando de susto..

- Testes de gravidez. - disse ela.

- Ahhh! - dizia ele, ainda meio chocado. - A buffy tem um fetiche por testes de gravidez!? - murmurava ele - engraçado - sarcasticamente.

- Não. Gosta de andar prevenida. - diz Jennifer.

- Ok, ok! - dizia ele - mas podemos ir comer!? Estou esfomeado pah! - pedia ele.

Jennifer olhou para ele com uma cara de gozo

- Até parece que és tu que estás grávido! - gozava Jennifer.

Entraram no café e Jennifer pediu montes de comida para ela. Buffy tinha ficado por um batido de morango.

- Até parece que estás...! - e não acabou buffy.

- Tens de me dar aquela coisa se faz favor, maninha. - diz Jennifer.

Buffy ficou com cara de WTF!?, e continuou a beber o seu batido, fazendo uma pausa.

- Aquela coisa o quê!? - perguntava buffy, com um pressentimento que já tinha adivinhado.

- Aquilo que estás a pensar. - diz ela sorrir e a comer as batatas e dá-las na boca ao Dean.

Sam fez um cara de enjoado.

- Vocês parecem marido e mulher! - comentava Sam - até aprece que estão casados e... - e não acabou, ficando com a mesma cara.

- Arranjas ou não? - pergunta Jennifer a Buffy.

- Vamos para o quarto! - disse buffy, bebendo o resto do batido a pressa, e levantando-se.

- Eu vou sozinha. Só preciso que me arranjes isso. - diz Jennifer.

- Mas está no quarto! - dizia Buffy - no MEU quarto!

- Está bem. Mas depois a primeira pessoa a saber, já sabes quem é! - diz Jennifer.

- Sim! - acenando qualquer coisa com a mão - vamos lá! - dizia buffy, saindo dali.

Puxa Jennifer para ir com ela. Quando chegam ao quarto, Jennifer sente-se enjoada novamente.

- Sorry. - vai a correr a casa de banho.

- Sabes, acho que nem precisas de um teste! - dizia buffy, tirando da gaveta, no meio da tralha dos preservativos.

- Porquê que dizes isso? - pergunta ela saindo da casa de banho.

- Estás há uma semana assim, que eu me lembra - avisava buffy - e depois comes que nem uma 'besta'! - gozando com ela.

- Cala-te! Da la a porcaria do teste. - diz Jennifer.

Buffy atira-lhe o teste e depois começa a brincar com um preservativo. Passado, cinco minutos sai o resultado.

- Buffy chama o Dean. - diz Jennifer.

Buffy atira-lhe um preservativo.

- Usa a camisinha, e serás protegida para sempre! - cantarolava buffy, a sair dali.

Chegou ao bar, e foi ter com os outros dois.

- Dean, meu quarto, Jenny, já! - mandou buffy, sentando-se ao lado de Sam

- Está bem! - e levantou-se.

- Olha, não toquem nos meus preservativos sim!? - pedia ela.

- Está bem - e saiu.

Jennifer estava sentada na cama com o teste na mão a espera que o Dean aparecesse. Dean entra no quarto e vai ter com Jennifer.

- Então Jenny!? - dizia ele.

- Positivo. - diz ela a olhar para ele.

Dean sorri.

- A sério!? - e senta-se ao lado dela, para verificar com os seus próprios olhos.

- Sim. - mostrando o teste.

- Vou ser pai! - quase gritava Dean de tanta felicidade/excitação.

E com isto abraça-a, beija-a, ri-se.

- Tenho de ir comer. Está-me a dar a fome outra vez. - diz ela.

E eles vão ter com os outros dois ao bar. Quando lá chegaram, Buffy e Sam estavam aos beijos.

- Olá meninos. - diz Jennifer.

E não se descolaram, ignorando a presença daqueles dois.

- Dean faz aí qualquer coisa. - diz Jennifer.

Dean pega no copo e agua que ali estava, e deita em cima deles.

- Hey! - resmungou buffy, toda molhada.

- Para quê que foi isso Dean!? - perguntou ele, não muito contente.

- Para ver se acordavam! - dizia ele.

Jennifer e Dean sentaram-se a frente deles e Dean pediu comida pois estava com fome.

- Dean, vais comer isso tudo? - perguntou Jennifer.

- Se quiseres um bocadinho! - disse ele, esticando um dos cheeseburgers.

Buffy e Sam estavam enjoados!

- O que foi meninos? - perguntou Jennifer. - Não querem saber da novidade?

- Diz lá! - disse Sam.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 27, 2008 3:06 pm

- Sim! Digam lá, eu quero ir ver de um gelado! - avisou Buffy.

- Dean diz tu! - diz Jennifer.

- Bem… meninos! - começou ele, com um sorrisinho - vamos ser pais! - e alargou o sorriso.

Sam ficou a olhar com cara de parvo. Buffy levantou-se e foi ao balcão.

- O Sammy e a Boo vão ser tios! - diz Jennifer a rir-se da cara deles.

Sam já se tinha levantado, e fugido com buffy para o balcão.

- É um sundae de chocolate, por favor! - disse buffy - com extra chocolate!

- O mesmo para mim! - disse Sam.

Compraram os gelados e voltaram para a mesa em silencio.

- Vamos investigar a zona? - pergunta Jennifer sorridente.

- Ahn!? - exclamaram buffy e Sam ao mesmo tempo.

- Por causa do trabalho que viemos fazer. - diz Jennifer.

- Ahhh! - disseram novamente os dois, olhando um para o outro.

- Então vamos? - perguntou ela.

- Ainda nem sabemos o que é! - disse Buffy.

- Bem, eu já estive a ler. - avisou Sam - e parece coisa de... - e não acabou.

- de...!? - disse Dean.

- Vamos investigar! - disse Sam, a rir-se.

- Diz lá Sam. - diz Jennifer.

- Isto é idêntico ao caso de St. Louis! - dizia Sam.

- Aquele em que o Dean Winchester está morto!? - perguntou Buffy, com vontade de rir.

- Mas eles já sabem que ele está vivo. - diz Jennifer.

- Eu sei! - riu-se ela.

- Vamos lá investigar essa coisa! - disse Jennifer, levantando-se.

Dean olhou para ela.

- É melhor não ires! - disse Dean.

- O que foi? - perguntou ela a olhar para ele.

- É melhor não caçares, estás grávida! - disse ele, todo preocupado.

- Não vais começar, pois não? - perguntou ela.

- Só estou preocupado! - disse Dean - não quero correr riscos!

- Não te preocupes. Fico na parte da pesquisa pode ser? - pergunta ela.

Dean olha para ela, e depois para buffy a fazer a cara do Deixa lá por favor!

- Está bem! - suspirou ele.

Dean, Jennifer, Sam e buffy foram investigar o caso. Entretanto estão a ser observados pelo transmutante enquanto vêem a zona onde ocorreu as mortes. Buffy começou a verificar algumas zonas até que…

- Malta, vejam isto!? - disse ela, com um ar enjoado.

Os três foram ter com ela.

- Que coisa nojenta é essa!? - perguntou Jennifer, quase vomitando.

- O mutante mudou de pele! - avisou Dean.

- Isso é uma pele!? - perguntou buffy - Iack!

- Desculpem, mas isto está-me a dar uma vontade... - diz Jennifer.

- Vamos embora daqui! - disse buffy, levando Jennifer.

Os quatro voltaram para o impala, e regressaram ao motel.

- Pior coisa que já vi - disse Jennifer, bebendo água.

- Bem é melhor sabermos melhor as coisas, antes de irmos investigar durante estes... hum... 2 meses!? - dizia buffy.

- Essa boca é para mim? - pergunta Jennifer.

- Hum… depende… quem é que aqui vai ficar uma bola!? - dizia buffy, metendo-se com Jennifer.

- Meninas, não vão começar!? - dizia Sam.

- Também concordo - dizia Dean.

- Tu estás é com inveja! - diz Jennifer.

- Eu!? - perguntava buffy - deus ma livre! - dizia ela, em pânico.

- Pois... Tens o trauma de teres filhos. - diz Jennifer.

Buffy não disse nada, simplesmente sentou-se e começou a ler a pesquisa.

- Matamo-lo com balas de prata no coração!? - perguntou buffy. - Isto é tão típico de Lobisomem!

- Sim. Eles nasceram a partir da lenda dos lobisomens. – disse Dean.

- Então vai ser fácil, certo!? - perguntou novamente buffy, olhando para Sam.

- Vai ser difícil. - disse Sam.

- Desmancha-prazeres! - murmurou ela, amuando.

- Que querias que te dissesse? - pergunta Sam.

- Esquece - e deitou-se na sua cama, começando a ouvir mp3 e a trautear.

- Nós vamos para o nosso quarto. - disse Jennifer.

- Sim, sim! - disse Dean, seguindo Jennifer.

E a fecharam a porta. Buffy continuava no seu murmúrio de música rock. Entretanto no quarto de Jennifer e de Dean.

- Bem estou cansada - começou Jennifer - vou dormir uma sesta - deitando-se na cama.

Dean deitou-se ao lado dela, e começou a falar sobre o bebé, até que...

- Jenny!? - chamou ele.

- Zzzzzz - da parte de Jennifer.

- Ok! Estou a falar para o boneco - concluiu ele

Jennifer adormecera num instante. Jennifer de repente agarra-se ao Dean...

- Ainda bem que passo a noite a dormir! - dizia ele, sarcasticamente.

- Eu ouvi essa Dean Winchester. - diz Jennifer.

- Ahhh! - Estás acordada! - dizia ele, atrapalhado.

- Pois estou! Gostei de te ouvir a falar do teu filho! - diz ela a sorrir e a olhar para ele.

- E eu a pensar que tinhas adormecido! - ria-se.

- E já pensaste nos nomes? - pergunta ela.

- Pois... hum... nomes - rindo-se - é claro. Nomes... hum... - parando - não!

- Só mesmo tu! - rindo-se e levantando-se da cama.

Jennifer dirige-se a casa de banho pois estava novamente enjoada.

- Quando é que estes sintomas param!? - perguntava Dean, deitado.

- Não sei! Como queres que saiba se esta e a primeira vez que estou grávida! - responde ela. – Para a próxima és tu que ficas grávido. – a gozar com o Dean ao mesmo tempo que se deitava na cama.

- Hey, não digas isso! - pedia ele, lembrando-se de uma coisa - Jenny, já venho, é rápido! - e sorriu.

- Ok. Onde vais? - pergunta ela.

- É rápido! - respondeu ele, piscando o olho.

- Vai lá. - disse ela desconfiada.

Dean saiu e foi o quarto dos outros dois. E bate a porta.

- Sim! - disse Sam.

- Mano empresta-me o teu portátil, pode ser? - pergunta Dean

- Sim, mas não o bloqueies! - pedia Sam - Sim!?

- Sim fica descansado. Eu só quero fazer uma pequena pesquisa sobre a gravidez. - diz ele.

Buffy que estava a trautear qualquer tipo de rock, tirou os phones.

- Desculpa?! - disse ela.

- O que ouviste. Pesquisar coisas sobre a gravidez. - responde Dean.

Buffy parte-se a rir, que até cai da cama abaixo.

- Boa sorte! - gozando com ele.

Dean sai do quarto e entre no dele onde vê Jennifer a ler um livro.

- Porque que trazes ai o portátil do Sam? - pergunta Jennifer a olha para ele.

- Vou pesquisar umas coisas! -dizia ele, já a pesquisar.

- Ok! Se o dizes. - responde ela continuando a ler.

Dean ficou meia hora a pesquisar tudo o que conseguia sobre a gravidez, e quando terminou, foi devolver o portátil a Sam.

- Sam está aqui o portátil. - diz Dean entregando o portátil.

- Encontraste tudo!? - perguntou buffy, com ar de gozo.

- Sim! - diz ele indo embora.

Dean regressou ao quarto. Entretanto no quarto da Boo e do Sammy.

- Como é que vamos encontrar aquela coisa alterada geneticamente!? - perguntou buffy.

- Através de videos. Os olhos dele têm um efeito com as câmaras. - diz Sam.

- Ahh, estou a ver! - dizia ela.

Sam pegou no portátil e começou a ter acesso a sítios proibidos. Entretanto no quarto de Jennifer e de Dean. Jennifer agora estava mesmo a dormir ferrada.

- Adormeceste!? - perguntou Dean.

Jennifer nem sequer respondeu.

- Estás mesmo a dormir - riu-se ele.

Passou uma hora e Jennifer acordou e viu o Dean a dormir ao lado dela. Então decide e vai tomar um banho. Dean acorda e ouve um barulho de chuveiro a correr.

- Jenny!? - e olha para o lado, e não a vê deitada.

Jennifer sai da casa de banho toda molhada e com a toalha enrolada a volta do corpo.

- Chamaste? - pergunta ela.

- Hum... - murmurou Dean - eu vou ver se os outros dois encontraram alguma coisa.

- Ok... E depois podes trazer-me comida? - pergunta ela.

- Sim amor! - e deu-lhe um beijo, saindo.

Entretanto no quarto de Sam e de Buffy. Sam e buffy estavam a pesquisar, mas decidiram fazer uma pausa. Buffy estava sentada em cima dele, aos beijos. Batem a porta. Eles não respondem. Então Dean decide entrar na mesma

- Desculpem incomodar, mas encontraram alguma coisa? - pergunta ele.

Buffy e Sam afastam-se, atrapalhados.

- Hey, não sabes bater a porta!? - perguntava Buffy, já fula.

- Eu bati. Mas vocês não responderam. - diz ele.

Sam olha para Buffy.

- continuando... - começava Sam - que queres!?

- Descobriram alguma coisa? - pergunta Dean.

- Sim! - disse Buffy.

- E quem é? - pergunta ele. - Tenho de ir comprar comida ainda para o meu filho.

- Vimos uns videos de uma câmara de vigilância. O local não é muito longe daqui - dizia Sam.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 27, 2008 3:07 pm

- Vão, andado para o carro, eu vou buscar a minha Jenny. - disse Dean.

- Pensei que não a deixasses ir!? - dizia buffy.

- Não ias buscar-lhe comida!? - perguntou Sam.

- Vamos só nós. Eu vou buscar-lhe a comida e depois tranco-a la dentro pois não quero que ela corra riscos. - diz ele.

- Ok! - disse Buffy, pegando na sua mala.

- Encontramo-nos no Impala! - disse Sam, pegando no portátil e outros acessórios.

- Ok, já vou lá ter convosco! - disse Dean, saindo, em direcção ao bar.

Passados alguns minutos voltou para o seu quarto.

- Bem eu e os outros dois vamos caçar! - disse Dean - Ficas aqui!

- Dean deixa-me ir. Vá lá. - responde Jennifer.

- Não! É perigoso demais! - disse ele, pegando no seu saco.

- Vá lá. Deixa-me ajudar-vos. - implorou ela.

- Não! É mesmo muito perigoso - dizia ele, pegando no saco - pode acontecer-te alguma coisa.

- Chato. Estou grávida, não estou inválida! - diz ela a gritar com ele.

- Falamos disto depois! - avisou ele, saindo.

Quando Jennifer ia para a porta, ouviu um estalinho. Tentou abrir a porta mas em vão.

- Dean abre-me essa porta! Já! - disse Jennifer.

- Até logo! - disse ele, dirigindo-se ao carro.

Dean aparece ao pé deles com uma cara...

- Vamos? - entrando no carro.

- Então!? - dizia buffy, abrindo a porta do impala.

- Tranquei-a no quarto. - diz Dean.

- Repete lá!? - pediu Sam, olhando para ele.

- Tranquei-a no quarto. Ela também queria vir. Eu não quero perder o meu filho e nem a ela. É muito perigoso para eles. - diz ele.

- Ok... - disse Buffy, preparando as armas, no banco de trás.

- Então com quem é que se parecia o nosso amigo!? - perguntava Dean, referindo-se ao Transmutante.

- Bem eu tive a ver as fotos - dizia Sam - que imprimi do vídeo, e a pessoa era me familiar.

Buffy tira três fotos e mostra a Dean.

- É a Maluca da cabra da Britney Spears! - disse buffy.

- What!? - disse Dean, saltando do banco - Britney Spears!? - ainda em choque.

- Sim! - disse buffy.

- Ohh fogo! - dizia ele - porquê que não foi a Paris Hilton - perguntava Dean, sarcasticamente.

- Se a Jenny tivesse aqui a ouvir, já te tinha dado um tiro! - gozava buffy com ele.

- Porquê? - pergunta ele admirado.

- Ela odeia a Britney! - dizia buffy - e eu também! - preparando a ultima arma.

- Ok. Já não digo mais nada. Ela também odeia a Paris Hilton? - pergunta ele novamente.

- Uiiii! - dizia ela - então isso é logo a exorcismo! - ria-se ela.

- Está bem. Coisas novas que aprendo sobre a minha Jenny! - diz dean

Entretanto no motel, Jennifer estava a vestir uma roupa para ir a caça. Pegou no seu saco das armas, preparou-as e guardou-as novamente. Olhou em volta, até que reparou na janela.

- Boa! - disse ela, dirigindo-se a janela, apara a abrir.

Os três caçadores chegaram ao local do crime.

- Uma mansão! - dizia Dean - pois…

- Welcome to California, baby! - dizia Buffy, saindo do carro.

- Como estará a minha Jenny no motel? - pergunta Dean falando alto.

- Deve estar a papar o que lhe levaste e a desesperar por a teres trancado! - dizia Sam.

- Pois! Mas já sei que vou ouvir quando voltarmos! - diz Dean.

- C'est la vie, mon chèr ami! - dizia Buffy, sarcasticamente en Français.

Entretanto Jennifer manda uma mensagem a Buffy a perguntar onde estavam. Buffy responde-lhe que estavam na mansão e San Diego da Britney Spears. Jennifer responde-lhe que vai ter com eles. Buffy responde-lhe de volta a dizer que não. Jennifer diz que já não vale a pena pois já vai a caminho. Buffy responde-lhe em branco e guarda o telemóvel, ficando em silencio e quietinha. Pois, buffy já sabia que Dean se soubesse do que estavam ali a planear nas costas, ui… Dean, Sam e Buffy tiveram o resto das armas da bagageira e dirigiram-se a porta.

- Dean, não arrombes a porta! - pedia Sam.

- Pois não! - dizia Dean, dando um pontapé na porta.

- Vamos! - e buffy entrou primeiro.

Entretanto ouvem uma música muito estranha e aparece a frente deles a própria Britney Spears.

- Eu conheço esta música! - dizia buffy.

- Conheces? - perguntam eles ao mesmo tempo.

Uma figura loira, numa roupa bastante TOO SEXY, apareceu nas sombras da casa.

- All my people in the crowd
Grab a partner take it down! - começava a cantar.

- Sim! É a estúpida da Spears! - dizia buffy, enjoada.

Britney, sabe-se lá se era a verdadeira ou não, estava a cantar a Me against da Music, com a roupa tal igual, chapéuzinho, gravatinha, fatinho, tudo!

- No one cares
It’s whippin´my hair, it’s pullin´ my waist
To hell with stares
The sweat is drippin´ all over my face
No one´s there
I’m the only one dancin´ up in this place
Tonight I’m here
Feel the beat of the drum, gotta get with that bass

- Por favor, acaba lá com isso - dizia buffy, enjoadíssima.

- I´m up against the speaker, tryin´ to take on the music
It´s like a competition, me against the beat
I wanna get in a zone, I wanna get in a zone
If you really wanna battle, saddle up and get your rhythm
Tryin´ to hit it, chic-a-taa
In a minute I´m a take a you on, I´m a take a you on
Hey, hey, hey - e ouve-se um estrondo.

Britney saiu do sítio da sombra e começou a caminhar em direcção aos três.

- Podemos disparar!? - perguntava Sam.

- Dispara! - dizia Buffy.

- Baby can't you see?
I'm calling
A guy like you should wear a warning
It's dangerous, I'm falling
There's no escape, I can't wait
I need a hit, baby give me it
It's dangerous, I'm loving it - tinha mudado para a toxic.

Quando Sam se preparava para disparar, alguém agarrou o por trás.

- Sam!? - chamou buffy, levando com um pontapé da Britney cantora.

A outra pessoa amarrou os três, numa cadeira. Essa mostrou a cara e era... bem, era a Britney Spears também.

- Bloody Hell! - dizia buffy, chocada.

- Too high, can't come down
Losing my head, spinning ‘round and ‘round
Do you feel me now? - cantava agora a segunda.

Buffy olhou para Dean e passou-se.

- DEAN! - gritou ela - acorda!

Mas Dean não respondeu, estava no mundo da fantasia das loiras. A Britney do fato e do chapéu aproximou-se dele, e começou a dançar em cima do colo do Dean. A outra que era ruiva e tinha um fato de hospedeira, foi para Sam. Sam estava numa ilusão também.

- Boa! - disse buffy, furiosa. - podias aparecer agora Jenny - murmurava ela

Buffy tentou soltar-se, não suportando o que estava a ver, as duas atirarem-se a eles.

- Qual delas a verdadeira!? - perguntava-se Buffy.

As duas cabras estavam a beijar os dois rapazes.

- Hey, vão fazer isso com outras pessoas. - resmungava buffy.

As duas olharam para ela. A do Dean continuou com ele, a do Sam largou-o e foi ter com buffy. Esta caminhou até ela. Buffy ficou horrorizada

- Maninha aparece por favor! - rezava Buffy, aterrorizada.

- Estavas a dizer outra pessoa!? - perguntava a ruiva.

- Vai para o inferno - dizia buffy.

- Já fui e já vim - sorriu a ruiva.

Quando a ruiva se preparava para atirar a Buffy, os vidros da janela partiram-se.

- Hey, ruiva larga a rapariga! - diz Jennifer.

A ruiva aproximou-se mais de buffy.

- Ai mãezinha! - dizia buffy, assustadíssima.

Sam e Dean acordaram. A loira agarrou-se mais a Dean. Sam ficou com cara de parvo a olhar para a ruiva.

- Prometo nunca mais ouvir Pop na minha vida! - prometia buffy, assustada com o que estava a acontecer - e… e... que vou matar a Paris Hilton também.

Jennifer passada dispara a arma contra a ruiva que cai logo no chão morta.

- Obrigada Cristo! - dizia buffy, aliviadíssima - prometo ouvir para sempre os comentários do Dean acerca do Rock! - sorria ela, para Jennifer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 27, 2008 3:07 pm

A loira ao ouvir o tiro, larga Dean. E vai ter com Jennifer, dando-lhe um murro na cara, e fazendo um enorme corte no braço.

- Cabra! - dizendo isto Jennifer dá-lhe um tiro no peito que também cai no chão morta também.

Depois de ver que elas estavam mortas e os rapazes e Buffy estavam bem, Jennifer pirou-se para o motel para o Dean não desconfiar que foi ela que os ajudou. Jennifer entra pela janela e vai logo esconder a arma para o Dean não desconfiar. Vai tomar banho outra vez e tratar do corte e entretanto ouve-se um barulho muito conhecido ali nos arredores.

- Ai. Fiquei marcada na cara. O Dean vê isto mata-me. – diz ela.

Era o impala a travar. Jennifer senta-se na mesa e começa a comer pois estava esganada de fome. E abre o diário da mãe. Então a porta destranca-se e entra Dean.

- Como correu a caçada? - pergunta Jennifer.

- Estranha... - disse ele, coçando a cabeça.

- Porquê? - pergunta ela.

- Duas Britneys, uma loira e outra ruiva, respectivamente vestidas aos videoclips. - disse ele - e depois não me lembro do que aconteceu, só de ver a que estava ao meu colo - parou ele olhando para ela - a levar um tiro no peito.

- Está bem! E tu deves ter adorado ter a Britney no teu colo! - diz ela sarcasticamente.

- Eu não lembro do que me aconteceu - dizia ele, mesmo baralhado - havia uma a musica e depois... apaguei!?

- Apagaste? Está bem! Faz de conta que acredito! E agora... se me voltas a trancar eu mato-te! - diz ela.

- Ok... prometo que nunca mais te tranco! - dizia ele - precisávamos mesmo da tua ajuda, mas apareceu lá alguém. - informou ele - muito suspeito! - olhando para ela, e voltando ao normal.

- Aposto que era uma gaja toda boa, e ficaste de beicinho por ela. - diz ela a gozar mas mantendo-se seria mas nunca tirando os olhos do diário.

- Nem sei se era gaja ou gajo, quanto mais! Mas deixa, simplesmente fico agradecido por nos ter salvo, principalmente a tua irmã! - disse ele, com uma cara enjoada.

- Porque? - olhando para ele.

- Digamos que uma delas, não sei qual era a verdadeira, mas aquela era a ruiva, foi ter com a buffy e tentou... - começava Dean - sabes, beija-la - murmurando.

- Vai gozar com outra! - responde ela, tentando não rir.

Dean aproximou-se dela para a beijar e reparou na marca negra na cara.

- Que é isto!? - perguntou ele, tocando na cara dela.

- Nada... senti-me tonta e bati com a cara. - diz ela disfarçando.

Dean lembrava-se de a pessoa que os salvara, levar um murro na cara.

- O que foi? - perguntando Jennifer.

- Estranho! Ia dizer que a pessoa que nos salvara tinha levado um murro na cara! - murmurava ele.

- Bem vou dormir. Vens? - pergunta ela.

- Vou, vou! - dizia ele todo contente.

Deitam-se... entretanto no outro quarto...

- Vou tomar banho! - disse buffy, bastante doente.

- Estás bem!? - perguntou Sam.

- Claro que estou! - disse ela, rindo-se.

Buffy entra no duche, e fica lá quase uma hora. Sam já preocupado decide ir espreitar para ver se estava tudo bem.

- Estás bem!? - pergunto ele, novamente.

- Sim! - respondeu ela, sentada no chão da banheira.

Sam entrou mais, e buffy puxou-lhe pelo o braço, e começou a beija-lo. Entretanto no outro quarto Jennifer levanta-se e vai a correr para a casa de banho... novamente. Dean vai atrás dela.

- Estás bem!? - perguntou ele, reparando no arranhão do braço.

*flashback*

A loira ao ouvir o tiro, larga Dean. E vai ter com Jennifer, dando-lhe um murro na cara, e fazendo um enorme corte no braço.

*fim do flashback*

- Sim! É só um enjoo. É normal. - diz ela sorrindo. - Vamos para a cama novamente?

- Jennifer! - disse ele sério - que te aconteceu hoje!? - perguntou ele.

- Nada! - diz ela.

- Não me mintas! - quase gritou ele.

- Deu-te agora para gritares foi? - perguntou ela.

- Desculpa! - disse ele saindo da WC, furioso.

Jennifer vai atrás e agarra-lhe o braço e pergunta.

- O que se passa contigo hoje? - pergunta ela.

- Tu estás-me a mentir! - disse ele - foste tu que nos salvaste hoje, admite!? - disse ele, chateado.

- Fui. Fui eu. - diz ela. - Não dizes nada? -perguntou ela novamente.

- Está bem! - respondeu ele, saindo pela porta.

Jennifer vai atrás dele... e agarra-lhe o braço... Dean para e tenta-se soltar.

- Eu disse-te para não saíres porque era perigoso - disse ele - e depois ainda me mentes!

- Que querias que fizesse? Tu trancaste-me la dentro. - diz ela. - Se é assim que queres resolveres as coisas. Então ficam assim. - diz Jennifer saindo para a rua a correr.

Dean tenta agarra-la mas já era tarde demais. Jennifer vai para uma praia ali perto e começa a chorar. Dean foi ao bar, e pediu uma bebida bastante forte. No quarto dos outros dois.

- Nada como um bom duche - murmurava ela, entre os beijos - para se esquecer os traumas!

- Podemos ficar aqui para sempre!? - perguntou Sam.

Os dois continuaram os beijos e fizeram O Amor ali no duche. Depois de Dean beber o seu whisky, sai e vai procurar Jennifer. Encontra-a numa praia a chorar.

- Porquê que eu e o teu pai estamos sempre a discutir? - diz ela pondo a mão na barriga.

Dean vai devagarinho para ela não dar por ele.

- Eu só espero que as coisas melhorem depois de nasceres. - diz ela com a mão na barriga.

Dean estava atrás dela, a observa-la. Quando Jennifer se levantava para ir embora, e se virou, deu de caras com Dean.

- O que estás aqui a fazer? Vieste atrás de mim? - pergunta ela.

- O que te parece!? - perguntou ele.

- Estiveste a beber? - pergunta ela.

- Sim. - respondeu ele.

- Porquê? - perguntou ela ao mesmo tempo que se abaixou para pegar nas sandálias.

- Não sei! - disse ele, olhando para a lua.

- Porquê que estamos sempre discutir, Dean? - perguntou ela.

- Não sei! - disse olhando para ela.

- Não sabes? Nem eu. - disse afastando-se dele e começa a dirigir-se para o motel.

- Espera ai! - disse ele, agarrando-lhe no braço que não estava cortado.

- O que foi? - perguntou ela, de costas.

Dean puxou-a e beijou-a de seguida.

- Pensas que resolves as coisas com beijos? - diz ela a rir-se.

- Ás vezes resolvem-se - disse ele, aproximando-se novamente dos lábios, mas parando - outras já não sei - e afastou-se.

- O que foi agora? - pergunta ela.

Dean começa a beija-la, desesperadamente.

- Amo-te Dean, não te quero perder por causa de uma discussão estúpida. E prometo que sempre que formos caçar, eu não vou. - diz ela.

E cai-lhe uma lágrima!

- Não dizes nada? - pergunta ela.

- Eu também te amo! - respondeu ele. - a sério, nunca mais voltes a fazer uma destas!

- Não volto! Prometo. - diz ela.

E sentam-se na areia com Jennifer encostada no peito de Dean para namorarem a luz das estrelas e com Dean a por a mão na barriga de Jennifer para sentir o filho de ambos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rachel_Hart

Fã
avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 24
Localização : Chicago, Illinois, :D

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 27, 2008 3:25 pm

ahh mana está lindo pá Very Happy tens mm jeitinho pa coisa xD *-*

VAMOS TER UM MINI DEAAAAAAAAAAAAAAAAAAN :DDDDDDDDDDDDDDD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 27, 2008 3:33 pm

Pois vamos...
Amanha posto o capitulo 15!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 27, 2008 4:11 pm

Capitulo 15

Já tinham passado três meses pois a barriga de Jennifer já se notava bem pois estava de cinco meses. Iam a caminho do Indiana.

- Vamos para o ferro-velho!? - perguntou Buffy.

- Que ferro velho? - pergunta Jennifer.

- Estás a referir a Versalhes!? - perguntou Dean.

- Sim, essa cidadezinha! - confirmava Buffy.

- É famoso pelas suas feiras! - dizia Sam.

- Não interessa, é ferro-velho! - disse Buffy.

Jennifer ficou a olhar para ela.

- Dói-me as costas! - queixa-se Jennifer.

Buffy pega no seu bloco de notas sobre o dia-a-dia da gravidez, e aponta as dores de costas.

- Para que estás a fazer isso? - pergunta Jennifer.

- Ora... não quero correr riscos! - dizia Buffy, escrevendo. - dores de costas..

- Para não engravidares? Isto também tem as suas vantagens! - diz ela fazendo o sinal para o Dean.

- Quero estar prevenida! - dizia Buffy, guardando o bloco.

Dean olha para Jennifer.

- O que foi amorzinho? - diz Jennifer com olhinhos de cachorro abandonado para ele.

- Estamos quase a chegar! - avisava ele, derretido.

Sam estava com uma cara de enjoado.

- Vocês os dois, conseguem ser o ridículo! - murmurava ele.

- O que disseste Sammy? - diz Dean.

Entretanto chegam ao seu destino e dirigem-se para um motel.

- Quanto mais cedo formos ver o que anda acontecer, mais depressa saímos deste buraco! - reclamava Buffy.

- Não é mau de todo - dizia Jennifer. - Preciso de descansar. O puto não parou durante a viagem toda.

- Vai lá, nós vamos pesquisar! - dizia Sam.

- Queres que te leve alguma coisa para comer!? - perguntou Dean.

- Quero... tudo o que houver. Tenho de comer por dois - diz ela a rir-se.

- Vais ter problemas a recuperar a forma, depois de o bebé nascer! - dizia Buffy, metendo-se com ela.

Para se meter ainda mais com ela, foi vestir um top super sexy e que lhe caia bastante bem.

- Cala-te! Isso é mentira. - diz ela.

- Não é! - respondeu Buffy, na sua atitude sexy.

Com isto, Jennifer passada vai para o quarto dela e bate com a porta. Dean e Sam olham para ela.

- Que foi!? - disse Buffy - disse alguma coisa!?

- Sim! Estás sempre a provocá-la. E quando precisares dela... Não levas nada. - diz Sam.

- Eu!? - perguntou Buffy, com cara de inocente - só disse que se continuar a comer assim, depois vai ser difícil recuperar a forma!

- Ela está grávida. Ela tem de comer. - diz Dean e ao mesmo tempo vai ter com Jennifer para a acalmar.

- Boa! - murmurou ela, tirando um chocolate - queres!? - perguntando a Sam.

- Não! - disse Sam chateado com ela.

- Que foi!? - perguntou ela.

- Tu não devias ter dito isso a tua irmã! - diz ele.

- Só a estava avisar! - dizia Buffy, levantando-se e mudando o resto da roupa.

- Mas tu sabes que ela fica chateada contigo. Podias ao menos evitar isso. - diz ele.

- Está bem! - dizia Buffy, não muito feliz - Agora a culpa das hormonas dela é minha - e pegou no saco, no mp3 e em água - eu vou correr! - e saiu batendo com a porta.

Entretanto no outro quarto.

- Jenny, estás bem!? - perguntava Dean.

- Estou! - disse ela sentada na cama

- Eu vou buscar-te alguma coisa para comer! - sorriu ele.

- Não quero nada. - diz ela.

Dean lha para ela com uma cara assustada.

- Porquê ‘Mor!? - perguntou ele confuso.

- AUUUUUUUUUUUUUUUUUU! - diz ela.

Jennifer estava a sentir o bebe a dar pontapés e bem fortes. Dean corre para ela.

- Que se passa!? - perguntou ele.

Jennifer pega na mão dele e põe na barriga dela.

- Sentes? - pergunta ela.

Dean ficou alguns segundos em silêncio.

- Sim! - disse ele, feliz!

- E a dar pontapés. - diz ela a sorrir.

Dean começa a rir-se também. Entretanto a Buffy tinha ido correr.

- Isto é mesmo um ferro-velho - dizia ela, correndo entra a feira.

De repente, duas ambulâncias passam por ali.

- Oh, que foi agora!? - perguntou ela, indo verificar.

E vê uma data de pessoas mortas a serem levadas para o hospital. Buffy vai ter com um polícia e pergunta-lhe o que aconteceu!

- O que aconteceu aqui? - perguntou ela.

Foram encontradas mortas 6 pessoas, e foi dado como desaparecido uma colecção de bonecas de porcelana e alguns peluches. Buffy foi ter com os outros para contar o que tinha descoberto. Buffy bate a porta com força.

- Entra. - diz Jennifer.

Buffy entra e começa a falar desesperadamente.

- Fala com mais calma. - diz Dean.

- Eu fui fazer jogging - começava ela - e passei pelo 'ferro-vellho', entretanto vejo umas ambulâncias e vou ver o que se passa - dizia ela.

Dean estava no duche acabava de sair.

- Que encontraste!? - perguntava ele.

- Seis pessoas mortas, e uma colecção de bonecas de porcelana e de peluches desaparecidos. - dizia ela, com um ar sério.

- Ok! Eu vou pedir o portátil ao Sam, e começo a fazer a pesquisa e depois digo-vos alguma coisa. - diz Jennifer levantando-se da cama.

Buffy sentou-se com uma cara de assombro.

- O que se passa, mana? - perguntou Jennifer que vinha com o Sam.

- Nada! - escrevendo o bloco de notas o que se passava.

Jennifer senta-se na cama e começa a pesquisar. Buffy e Sam estavam os dois muito afastados. Dean começou a olhar para eles, e sentou-se ao lado de Jennifer. Sam estava a ler um livro, e Buffy estava a compor qualquer coisa no bloco de notas.

- Isto está estranho. - dizia Jennifer. - Nós a pesquisar e aqueles dois, não sei - murmurava ela para o Dean.

- Alguma coisa se passa! - murmurou Dean.

- Vamos lá pesquisar. - diz Jennifer.

Jennifer pesquisou durante uma hora.

- Malta descobri. - diz ela.

Buffy foi logo a correr.

- Bonecos assassinos!? - deitou Buffy ao ar.

- Não! Bonecos possuídos por demónios para matar humanos, para se tornarem humanos conforme matam. - diz Jennifer. - E precisam de ser controlados por outro demónio que esteja a possuir um humano verdadeiro.

- Bonecos Assassinos! - voltou Buffy a repetir - vai dar ao mesmo! Continuam a ser bonecos.

- A uma forma de destruir os bonecos. Fazer o exorcismo sobre o demónio que os esta a controlar. - completa Jennifer.

De repente Buffy deixa cair o bloco de notas, e começa a ter das suas dores de cabeça.

- Buffy! - grita Jennifer.

Sam vai a correr e abraça Buffy e diz:

- Ela está a ter uma visão. - diz ele.

Os dois caem no chão. Buffy começa a chorar.

- Algo terrível vai acontecer! - dizia ela em agonia, e desmaiou.

Sam deita Buffy na cama de Jennifer... De repente ela acorda. Acorda num salto, e só olha para a parede ao pé da WC, com um ar de morte. Algo invisível gravava uma mensagem na parede, com sangue. "Apareçam na feira a meia-noite senão a tua adorada irmã mais o teu sobrinho irão morrer. Meg" Buffy pega na estaca e atira a contra a parede. Sam, Dean e Jennifer olham para a mensagem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 27, 2008 4:12 pm

- O que se passa, Buffy? - pergunta Jennifer.

Buffy estava pálida e nada dizia. Jennifer chega ao pé dela e olha para ela...

- O que se passa? Se tem haver comigo diz logo de uma vez. – diz Jennifer.

Jennifer estava a passar-se e dá-lhe um estalo para ver se ela acorda.

- Diz o que se passa. - diz Jennifer a gritar com ela.

Buffy começa a chorar.

- Senão aparecermos na feira a meia-noite, tu e o bebé morrem! - disse Buffy, começando a chorar mais. - ESSA DOEU JENNIFER TURNER!

- O que? - com isto Jennifer desmaia.

- Mais vale ficar calada! - disse Buffy, agarrando em Jennifer.

Dean pega na Jennifer ao colo e mete-a na cama e pede aos outros para saírem. Jennifer acorda e olha para ele. E desata a chorar. Jennifer continua a chorar e Dean a olhar para ela sem saber o que fazer.

- Jenny, que se passa!? - perguntou ele, bastante preocupado.

- Ela... ela ameaçou... - falou ela por fim.

- Ela… !? - começou Dean.

- Tu não ouviste o que a minha irmã disse? A Meg ameaçou-me a mim e ao nosso filho... que nos matava. - disse ela a continuar a chorar.

Dean deixou-se ficar em silêncio, e abraçou-a.

- Ninguém vai morrer! - murmurou ele - prometo!

- Eu não posso viver sem ti. - diz Jennifer abraçada a ele.

- E eu sem ti! - Disse ele, beijando-a em seguida.

Entretanto no outro quarto, as coisas estavam silenciosas demais. Buffy estava sentada no chão a tremer, então decide ir a WC lavar a cara. Quando ia a sair, sente-se mal, e cai no chão. Sam agarra-a para ela não cair no chão e vai pô-la na cama. Buffy continuava a tremer.

- Buffy o que se passa? - pergunta Sam preocupado com ela.

- Eu... não sei... estou-me a sentir tonta! - murmurava ela.

Sam afasta-se e repara numa enorme mancha vermelha no top, na zona da barriga.

- Não terá sido a Meg a fazê-lo? - pergunta Sam

- Ok!? - perguntava ela, quase a dormir.

Até que adormeceu. Sam tira-lhe o top. Tinha um enorme corte na barriga. Trata do corte e sai do quarto para ir ter com o Dean para decidir o que fazer. Bate a porta do quarto do irmão e entra... e vê Jennifer também a dormir.

- Dean! - chamava Sam.

- Sim? Entra. - diz Dean

- Isto está a ficar muito estranho - avisava Sam.

- Como assim? - diz ele.

- A Buffy tem um corte na barriga! - disse Sam.

- Só pode ter sido a Meg, não sei como! Mas eu vou matar aquela gaja com as minhas próprias mãos. Ninguém ameaça o meu filho e a minha mulher. - diz ele fulo.

Sam tentou acalmá-lo, mas nada serviu. De repente aparece a Buffy e diz que vai com eles.

- Eu vou com vocês! - disse Buffy, surgindo no quarto.

- Então vamos. - diz Dean.

E pega nas suas coisas e dá um beijo a Jennifer.

- Estou a vossa espera no carro. – diz ele.

E sai porta fora para a rua e entra no carro. E fica a espera deles. Buffy e Sam pouco depois saem do motel e entram no carro e dirigem-se para a feira. Buffy sentia dores na barriga, mas lá se aguentou.

- Isto está deserto! - dizia Dean.

- Estúpido é de noite! - dizia buffy, com dores.

- Cala-te e anda. - diz Dean.

Quando buffy ia a tocar no crufixo...

- O que? - diz Dean.

- Desapareceu! - repetiu ela, em pânico.

- Temos de encontrar. - diz Dean. - Mas depois.

- Procuram isto!? - surgindo uma voz atrás deles.

- Tu vais paga-las por teres ameaçado a minha família. - diz Dean

- Dean, Dean! - dizia Meg - sempre o mesmo! - riu-se ela, pegando no crufixo pelo o fio, de modo a não tocar na cruz.

- Porque que dizes isso? - pergunta Dean.

Meg estala o dedo, e de repente aparece Jennifer, rodeada por bonecas de porcelana.

- Jenny!!!!!!!!! Larga-a sua... - diz Dean.

Meg faz um movimento com a mão, atirando-o para trás.

- Jenny! O que tu lhe fizeste? - pergunta Dean.

- Eu!? Nada... - disse ela - por enquanto - sorrindo.

- Larga-a sua cabra! - gritou Buffy.

Meg fez o mesmo movimento mas acertando-lhe no corte da barriga.

- Awwww! - gritou buffy.

Jennifer acorda desnorteada.

- Onde estou? - pergunta Jennifer.

- Estamos na feira, doce! - respondeu Meg, agarrando-lhe na cara com força.

- Meg? - responde ela.

- Ohhh, lembraste de mim! - riu-se ela.

- Porque que me raptaste? - diz Jennifer.

- Jenny, estás bem? - pergunta Dean preocupado.

Buffy estava no chão cheia de dores. Sam estava rodeado por bonecas.

- Bem, Dean, vais ver aqui a tua amada perder o vosso filho. - diz Meg a rir-se.

Jennifer ficou horrorizada. Buffy levantou-se logo. Meg mostrou o punhal pois ia em direcção a Jennifer.

- Pára! - gritou Dean.

Buffy fechou os olhos e concentrou-se.

- Deannn! - gritou Jennifer.

Sam não se conseguia mexer. Meg deu o seu último riso, e virou-se de costas.

- A profecia não se vai realizar nunca! - dizia ela, preparando-se para lhe dar com o punhal.

Mas de repente algo trava Meg.

- Se eu fosse a ti, não tinha tanta certeza! - disse Buffy, tirando-lhe o punhal, e dando-lhe um triplo pontapé.

Meg ao cair larga Jennifer, e Buffy agarra-lhe. Dean correu para Jennifer, abraçando-a. Meg levantou-se e olhou furiosa para Buffy.

- É a última vez que me arruínas os planos! - ameaçou Meg.

- Ai sim!? - perguntou Buffy, muito confiante.

Sam estava por trás de Meg.

- Sim! - respondeu Meg, levantando a mão.

Buffy mostrou-lhe o crufixo de Colt.

- És a criatura mais idiota que alguma vez vi em toda a minha vida! – diz Buffy dando-lhe com a cruz na cara.

Sam agarra na Meg. Buffy desenha uma Chave de Salomão. Jennifer estava a chorar abraçada ao Dean.

- Despacha-te Sammy! - gritava Dean.

As bonecas de porcelana começaram a rodear Dean e Jennifer.

- Ok, ok! - disse Sam, começando a dizer as coisas em latim.

- Bon Voyage Bitch! - saudou Buffy.

E o corpo ficou liberto do demónio. As bonecas de porcelana quebraram-se em pedaços.

- Dean, desculpa... desculpa... - diz Jennifer a chorar.

Dean abraça-a, olhando para os outros dois. Buffy cai no chão com dores, mas sorri. Sam pega em Buffy e Dean em Jennifer vão para o motel. Entram nos quartos. Buffy e Sam no seu, e Dean e Jennifer no deles.

- Dean, desculpa... desculpa... eu não sai do quarto, mas não sei como eu fui lá parar... - diz Jennifer a chorar.

- Prontos! - dizia ele - já passou! - abraçando-a.

Jennifer acalma-se adormece nos braços dele. No outro quarto. Sam estava a tratar do corte de buffy.

- Awww - disse ela.

- Desculpa! - disse ele.

E ficaram em silêncio. Buffy começou a olhar para ele. Sam também.

- Eu queria pedir desculpas! - disseram os dois ao mesmo tempo.

Olharam-se mais uma vez, e Buffy começou a beija-lo. E começam a aprofundar os beijos e fazem sexo como se fosse a primeira vez de ambos. No outro quarto, Jennifer dormia muito calma… depois do que tinha acabado de passado nessa noite… Dean estava a observá-la… prometeu a si mesmo que nunca a iria deixar sozinha…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Seg Jan 28, 2008 5:29 pm

Capitulo 16

Passa algum tempo e Jennifer já está de sete meses. E o Impala dirige-se para Nova Iorque. Iam investigar mortes devido a um lobisomem.

- Compras, compras! - dizia Buffy, excitada.

- Mana, vimos a trabalho. - diz Jennifer. - Mas tenho de comprar roupas para o bebé.

- Olhem, aquela não é a Lindsay Lohan!? - apontava Buffy.

- Onde, onde!? - perguntava Jennifer curiosa.

- Meninas viemos a trabalho - diz Sam.

- É a Lohan! - gritou Buffy.

Jennifer começou a rir-se. De repente Jennifer para de rir.

- Estás bem!? - perguntou ele.

- Sim é que... - começou Jennifer - está ali a Paris Hilton! - apontando. - Vamos mata-la? - diz Jennifer com os olhos a brilhar.

- Vamos! - disse buffy, tirando a estaca do bolso.

- Meninas, noutra altura. E tu, Jenny não estás em condições de caçar. - diz Dean.

Jennifer amua.

- Chato. - diz ela amuada

- Não comecem. - diz Sam.

- Sim, não comecem - pedia Buffy, pondo os óculos de sol - quando é que vamos pesquisar!? - perguntando.

- Quando chegarmos ao hotel começamos a pesquisar, se puder fazer isso. - diz Jennifer olhando de esguelha para o Dean.

- Espero bem que seja rápido - disse Buffy - ainda quero ir a umas lojas - sorrindo.

- Estou farta de estar grávida! - diz Jennifer.

Dean olha para ela com uma cara.

- Porquê Jenny!? - perguntou Dean.

- Porque quero ir caçar. - diz ela a olhar para ele.

- Caçar!? - dizia Dean - Ahh sim! Caçar, matar coisas mortas... - lembra-se ele com um sorriso.

Buffy e Sam ficaram a olhar para aqueles dois.

- Exactamente. - diz Jennifer.

- Podemos ir para o hotel!? - perguntou Buffy.

- Também acho! - disse Sam.

- Sim! Podemos! - diz Jennifer.

Chegam ao hotel e começam a fazer a pesquisa sobre as redondezas.

- O que andamos a procura? - pergunta Jennifer pegando no portátil do Sam.

- Andamos a procura de mortes feitas por lobisomens. - diz Sam

- Agrada-me! - disse Buffy, atirando-se para cima da cama - é confortável! - gostando da cama.

- Boo estamos aqui para trabalhar! - informou Dean.

- Não me chames Boo! - pediu ela.

- Para castigo dona Buffy vens investigar. Quem descansa sou eu. - diz Jennifer levantando-se.

Jennifer deitou-se na cama de Buffy, e esta ficou com cara de parva.

- Hey, eu só mato lobisomens, não pesquiso! - reclamou ela.

- Mas quem faz pesquisas és tu! Eu mato-os. Mas não posso fazê-lo porque estou grávida! Por isso vai pesquisar. - diz Jennifer.

- Pois, mas quem ia a ficar a pesquisar eras tu! - disse Buffy - Lembraste!? “Não caço, mas pesquiso” - relembrou Buffy.

- Eu sei. Mor passa aí o portátil. - diz Jennifer encostando-se na cabeceira da cama.

Buffy senta-se no chão e começa a meditar.

- Buffy que estás a fazer!? - perguntou Sam, passando o portátil a Dean.

Dean levou o portátil a Jennifer.

- Ora, estou a meditar, descobri isto na última vez que nos encontramos com a dita cuja! - dizia Buffy - concentração! - e fechou os olhos.

- Pessoal, encontrei! - diz Jennifer. - E um lobisomem que ataca todos os seus clientes, isto é, ele é advogado e ataca os clientes. - diz Jennifer.

- Hum, e qual é o seu nome!? - perguntou Buffy, de olhos fechados.

- Boo pára lá com isso! - pedia Dean.

- David Brown. - diz Jennifer. - E esta noite é lua cheia. Tenham cuidado.

- Estás a falar com a tua querida maninha! - disse Buffy.

- Eu sei. Por isso mesmo. Tenham cuidado. Não quero que o pai do meu filho seja lobisomem. - diz Jennifer.

- Hey, essa doeu! - disse Dean.

- Sorry. - diz ela.

Buffy riu-se.

- Sim pois! - comentou Buffy.

- Vamos lá preparar as armas e verificar o local! - disse Sam.

- Não quero ficar aqui sozinha. - diz Jennifer. - Mor fica comigo. - diz ela com aqueles olhinhos.

- E se me acontecer alguma coisa a mim, e ao Sammy!? - perguntou Buffy.

- Aguentem-se! - diz ela a gozar.

- É pois! - disse Buffy - se aparecer aqui uma cadelinha muito raivosa, não te queixes! - e saiu batendo com a porta.

- Estava a gozar com ela. - diz Jennifer.

- Tarde demais! - diz Sam, saindo atrás dela.

- Cuida bem dela. - diz Jennifer. - Vai com eles, Dean.

- Tens a certeza!? - perguntou ele, pegando na arma.

- Tenho. Vai. - diz ela. - Mas antes quero uma coisa.

Dean olha para ela, e sorri. E começa a beija-la.

- Vai lá. Tem cuidado. - diz Jennifer.

Dean piscou o olho e fechou a porta. Entretanto na rua. Buffy estava chateada e Sam tentava acalma-la.

- Acalma-te Boo! - pedia ele.

- Sabes que mais!? - disse ela - vou ás compras, preciso de relaxar! - e atravessou a estrada, colocando os óculos de sol.

- Cá vamos nós outra vez! - dizia Dean, aparecendo por trás e Sam.

- Mas vais deixar a Jenny sozinha? - pergunta Sam.

- Ela estava a gozar com a Boo! - disse Dean.

- Achas que ela acredita nisso? - pergunta ele.

- Pois! - coçou ele a cabeça.

- Sim! - disse Sam, observando Buffy a desaparecer por entre a multidão.

- Vamos atrás dela? - pergunta Dean.

- Vamos! - disse Sam, começando a correr.

Buffy tinha entrado numa loja.

- Que paraíso! - dizia ela, enquanto via a roupa.

Entretanto Buffy ouve uma voz.

- Eu conheço-te! - dizia a voz.

Buffy olhou para trás e não viu ninguém.

- Que estranho! - continuando a ver roupa.

Dean e Sam entram na loja onde esta Buffy. Buffy estava a ver uns mini-calções.

- Muito Paris Hilton! - comentou ela, voltando a colocar no sitio.

- Buffy vamos tratar do nosso trabalho. - diz Sam chegando-se ao pé dela.

- Desculpa!? - disse Buffy - A loja ao lado tem a secção para homens - disse ela, dirigindo-se a caixa para pagar.

- Buffy anda. Temos trabalho para ver. E alem disso a Jenny so fez aquilo
que tu lhe fazes. - diz Sam.

- Estou ocupada! - disse ela, pegando no cartão de crédito.

- Então fica ai. A tua irmã está sozinha no quarto. Eu e o Dean vamos investigar. Fica ai. Mas se precisarmos de ti... não vale a pena chamar-te pois estás ocupada. Vamos Dean. - dizendo isto sai com Dean para irem trabalhar.

- Parvo! - disse ela, acabando de marcar o código do cartão.

Buffy foi a mais algumas lojas, até a uma de coisas só para punks. Então decidiu voltar ao quarto do hotel.

- Cheguei! - disse Buffy, em seco. - Estou estafada! - dizia ela, poisando as dezenas de sacos que trazia - vou experimentar a roupa nova! - sorria ela, para Jennifer.

Jennifer estava a olhar para com cara de parva.

- Eles ligaram para mim. A pedir para ir ajudar. Como tu te foste enfiar nas lojas. - diz Jennifer a ler o livro. - Mas não pude ir. Estou grávida como sabes.

- Ohh estava a precisar - gritava ela da WC - estava me a rebentar a cabeça.. Ahh nem sabes quem eu vi! - disse Buffy, excitada.

- Quem? - pergunta Jennifer.

- A actriz do entre vidas, a que fala com os mortos! - dizia ela - Ridículo, mas eu pedi-lhe um autografo! - dizia Buffy da WC - já estou pronta.

Buffy saiu da WC, tinha umas jeans justas rasgadas, um top A punk, com qualquer coisa lá desenhada, umas botas e vestia um casaco.

- Toma! - disse buffy, entregando-lhe - vou arranjar o cabelo.

- Vais ter com eles? -pergunta Jennifer.

- Eles estão a tratar de tudo sozinhos! - disse ela - Gostas!? - mostrando os dois piercings.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Seg Jan 28, 2008 5:29 pm

- És maluca. Eu tenho um e chega. - diz Jennifer. - Mas gosto.

Entretanto os outros dois estavam a investigar a zona.

- Isto sem a Buffy não dá! - dizia Dean. - Ela é a destruidora de pistas (é a primeira a vê-las)! - reclamava Dean.

- A Jenny devia de começar a meter-lhe juízo na cabeça - disse Sam - qualquer dia ainda parece uma rockeira! - mano ele ao ar.

- Então será óptimo ter uma cunhada assim! Adora rock como eu! - disse Dean, tocando-lhe no ombro.

- Olha que a Jenny não e nada de se deitar fora. Está gordinha, porque está grávida claro, mas admira-me como é que ela não casou com aquele Lee. - disse Sam.

Dean deitou-lhe um olhar de morte.

- Vamos continuar a investigar! - disse Dean, passando-lhe a frente. - Mas que historia e essa do casamento? - perguntou Dean.

- Ahm... casamento!? - disse Sam atrapalhado.

- Tu disseste que a Jenny podia ter casado com tal de Lee, mas não casou. - diz Dean.

- Pois! - disse Sam coçando o cabelo.

- Explica isso Sammy! - diz Dean

- Bem a Buffy contou-me que... um dia… bem... o Lee... pediu a Jenny em casamento - começou ele - mas ela recusou! Porque sempre te amou! - terminou ele.

- Não casou porque me amava? - perguntou Dean espantado.

- É verdade! - disse ele, analisando o chão - olha aqui! - apontando.

- Encontrámos! Vamos atrás dele que eu quero ir ter com os meus dois amores. - diz Dean pegando na arma.

- Dean... - olhou Sam para ele - ok, vamos lá!

- O que foi? - perguntou Dean.

- Nada, vamos lá atrás do cachorrinho!

Dean e Sam foram ao apartamento do advogado assassino. Ao entrarem ficam presos pelo lobisomem...

- Hey, hey! - Gritava Sam.

- Calminha bola de pelo! - dizia Dean, sarcasticamente.

Este simplesmente rosnou.

- Precisamos delas. - diz Dean.

- Boa ideia Dean! - dizia Sam, tentando-se soltar.

- Tenho aqui o telemóvel. - diz Dean passando o telemóvel dele a Sam.

- Boa! - disse Sam, pegando nele.

Mas a Bola de Pelo Licenciada em Direito, apanha-o o telemóvel. Dean olha para Sam.

- Mais algum plano!? - perguntou Sam.

- Não! - disse Dean.

- Como vamos pedir ajuda a elas? – perguntou Dean.

- Não me perguntes a mim! - dizia Sam, procurando alguma saida.

De repente o Lobisomem agarra em Dean.

- Sammyyy! - gritava Dean.

Quando este preparava-se para lhe tirar o coração, algo surgiu na sala aos tiros.

- Olá Meninos! - dizia Buffy, com a arma, acompanhada de Jennifer.

- Que fazem aqui!? - perguntou Sam.

- Estavam a demorar muito tempo - disse Jennifer.

- Além disso a Jennifer não queria que o precioso Dean ficasse lobisomem. - diz Buffy a gozar.

Entretanto o lobo mau levanta-se.

- Alguém se esqueceu de acertar no coração! - disse Sam.

Jennifer pegou na arma e disparou em direcção ao coração do Lobo Mau. Este cai nova novamente no chão mas imóvel.

- E agora!? - perguntou Jennifer.

- Vamos embora. - diz Dean.

- Vamos! - disse Jennifer - doem-me as costas.

- Ninguém te mandou vir! - disse Buffy

- Eu vim para salvar o meu namorado. - disse Jennifer.

- Tenho que ir desinfectar os piercings! - dizia Buffy, atrapalhada.

- Os quê!? - perguntou Sam.

- Sim!? Aquelas coisas pequeninas de metal que estão enfiadas nas orelhas ou em qualquer outra parte do corpo! - disse Buffy, aproximando-se dele.

- Eu tenho um percieng e chega. Uma tatuagem e chega também. - diz Jennifer.

Buffy despiu o casaco de cabedal e mostrou o braço, tinha uma pequena estrela (o pentágono) gravada

- Nós não íamos embora? - perguntou Jennifer.

- Íamos e vamos! - disse Buffy, pegando no cabedal.

Jennifer e Dean seguiram-na, e assim Sam. E entram no impala e partem para mais uma cidadezinha para caçar monstros.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Ter Jan 29, 2008 3:08 pm

Capitulo 17

Estavam no Impala, a caminho de Lawrence, no Kansas de onde vinham boatos sobre uma porta para o Inferno. Jennifer já estava de nove meses, o bebé nasceria a qualquer momento.

- Têm mesmo a certeza que é aqui!? - perguntava Jennifer

- Temos. - disse Sam.

Estacionam o carro e saem dele. De repente começam a sentir o cheiro intenso a enxofre que normalmente os demónios libertam. E são transportados para outro local que nenhum deles conhece.

- What the hell!? - queixou-se Dean.

- Ora, ora! Olá meninos! - diz uma voz conhecida.

- Outra vez não! - disse buffy, enjoada.

- Bem eu vim acabar o que não consegui a 4 meses. - e com uma força qualquer Jennifer vem parar a mão dela.

- Solta-a Meg! - disse Buffy.

- DEANNNN! - grita Jennifer.

- CABRAA! Larga-a! - gritou Dean, desesperado.

- A tua namoradinha está de 9 meses... em breve o bebé nasce. - diz Meg empurrando Jennifer contra a parede.

Jennifer tenta levantar-se mas não consegue. Sam estava pálido.

- Meg, pára com isso! - disse ele.

- Ou quê!? Vais me mandar para o inferno!? Força, já fui e já voltei - sorrindo.

- Dean... - diz Jennifer - Dean... ele... vai... - e desmaia.

Meg aproximou-se dela.

- Que liquido é este!? - perguntou Meg, confusa.

- Oh meu deus! - disse Buffy.

- O que se passa Buffy? - diz Dean cada vez mais desesperado.

- Hum... alguém tem experiência de assistência de partos!? - perguntou buffy.

Dean olhou para Sam.

- Vai nascer! - disseram os dois ao mesmo tempo.

De repente uma força invisível lança Meg contra a parede.

- Mas... - começou ela.

Dean aproveita e vai a correr ter com a Jennifer que estava desmaiada. Buffy e Sam vão a correr para a Meg. Buffy espeta-lhe novamente com o crufixo.

- Esta é por todo o mal que fizeste a minha família! - disse Buffy.

Sam deu-lhe um murro.

- E esta pela minha!

Os dois desenharam uma chave de Salomão na parede, e encostaram-na lá.

- Boo, Sammy, uma ajudinha! - pedia Dean.

- É tarde demais para ir a um hospital! - disse Sam.

Buffy aproximou o crufixo do peito de Jennifer.

- Onde estamos? AUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU! - grita Jennifer.

Dean vai ter com Meg.

- Onde é que estamos!? - gritou ele.

- Nunca te direi! - diz Meg.

- DEANNNNNNNNNNNN! Auuuuuuuuuuuuuu! - diz Jennifer.

- Sua cabra! Ou nos dizes onde estamos - interrompida.

- Ou!? - perguntou Meg.

Buffy espetou-lhe o crufixo até ao ponto mais profundo.

- Awwww! - gritou Meg - Está bem! Está bem! - mas buffy continuava a perfurar-lhe a pele. - Estamos em Los Angels numa quinta abandonada. - diz Meg

- LA!? - gritou Jennifer.

- Não acredito nisto! - gritou Buffy, perfurando ainda mais a pele

- Estamos numa quinta abandonada em Lawrence. - diz Meg.

- Deannnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn! - grita Jennifer.

- Detesto fazer isto! - disse Buffy - Dean, Sam ponham-na num local limpo por favor! - mandou buffy.

- Vão fazer um parto aqui!? - perguntou Meg, enjoada.

- Despachem-se! Isto dói! AUUUUUUUUUUUU! - grita Jennifer.

Dean pega em Jennifer ao colo e leva-a para a casa e poe-na na cama e chama os outros dois.

- Sam, Buffy e agora o que fazemos? - diz Dean

- Eu trato disto! - disse Buffy, enjoada - tragam-me o material! - pediu ela.

Eles vão buscar o material e entregam-no a Buffy. Ela diz para eles irem para a rua e esperarem lá fora. De repente vêem a Meg a desvanecer-se no ar e a rapariga que ela estava a possuir perguntar o que estava ali a fazer. E depois ouvem um bebé a chorar.

- Sou pai! - diz Dean a correr para dentro.

Sam foi atrás dele. Buffy estava cheia de sangue.

- Terminado! - disse Buffy, entregando o bebé a Jennifer e em seguida desmaia.

- Dean, ele e igualzinho a ti. - diz Jennifer a sorrir.

- Tão fofo! - dizia ele - tal pai tal filho! - riu-se ele.

- Já têm algum nome!? - perguntou Sam, pegando em buffy ao colo.

- Luke Turner Winchester. - diz Jennifer.

- Vamos embora. - diz Sam.

Dean pegou em Jennifer ao colo e ela tinha ao colo o pequeno novo Winchester, enquanto Sam levava ao colo a Buffy pois ela tinha desmaiado ao ajudar o bebé a nascer. Andaram e andaram até verem o carro. Dean pousou Jennifer no chão e ela entrou para o carro com o bebé ao colo e Sam pôs a Buffy no carro. Dirigiram-se para um motel ali perto para eles os quatro descansarem. Sam levou Buffy para o quarto deles e Dean pegou novamente na Jennifer e levou-a para o quarto também. Jennifer colocou o pequeno Luke na alcofa para ele ficar mais confortável e dormir o resto do dia e da noite. No outro quarto. Buffy, entretanto, acordou.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Ter Jan 29, 2008 3:08 pm

- Onde estou!? - perguntou ela.

- Estamos num motel. A Jenny e o bebé estão bem. - disse Sam.

- Graças a Deus! - disse ela, levantando-se mas desequilibrou-se.

- Qual é o teu problema!? - perguntou Sam, levantando-a.

- Digamos que sei como funciona um parto, mas tenho traumas - disse ela, dirigindo-se a WC - água!

Entretanto no quarto do Dean e da Jennifer.

- Vou tomar um duche. - diz Jennifer. - Toma conta ai do Luke.

- Está bem amor! - e começou a babar-se pelo filho Luke.

Jennifer toma um duche e sai em toalha enrolada a volta do corpo... E entra no quarto assim.

- Estás a babar-te pelo teu filho? - pergunta Jennifer.

Dean afasta-se.

- Bem sabes... é... que é difícil de não resistir! - disse ele, atrapalhado.

- Pois! E igualzinho a ti! - diz Jennifer.

Jennifer senta-se na ponta da cama e começa a secar o cabelo. Dean começa a olhar para Jennifer com aquele seu olhar.

- O que foi? - perguntou Jennifer.

- Sabes! Está-me apetecer fazer uma coisa. - avisou ele.

- Que coisa? - perguntou ela desconfiada.

Jennifer ficou a olhar para o Dean a espera da resposta. Dean aproxima-se dela e começa a beijá-la, desesperadamente.

- Era isso que querias? - perguntou ela. - Beijos?

- Não é só isso - desesperou ele - há muito tempo que estou parado! Sem fazer nada de nada! - queixando-se.

- Olha quem fala! - disse Jennifer a rir-se.

Dean continuou a morder-lhe a orelha.

- Despacha-te homem! Deves pensar que eu não estava farta de estar parada também. - diz ela puxando-o para cima dela.

- Ok, vou ser rápido! - respondeu ele, começando a tirar-lhe a toalha.

- Não vais ser nada. Tem de ser devagar. - diz ela tirando-lhe a t-shirt.

Dean começou a beijar-lhe o pescoço, lentamente.

- Que falta que sentia disto! - diz Jennifer beijando-lhe o peito.

- Não és a única! - concordou ele.

- Noves meses de seca! - diz ela tirando-lhe as calças.

- Apoiado! - disse ele, beijando-a novamente.

- Amo-te Dean. – disse ela.

- Eu também te amo. – disse ele.

Ao fim de estarem completamente nus fazem sexo como se fosse a primeira vez de cada um. Pois aqueles nove meses demoraram a passar. Entretanto no outro quarto...

- Essa não sabia! - dizia Sam

- Eu sou uma caixinha de surpresas! - sorriu Buffy, sentando-se na cama.

- Pois! - disse ele sentando-se também na cama. - O nosso sobrinho é igual ao Dean, não escapa nada.

- Mas o feitiozinho vai ser igual ao da Jenny - riu-se Buffy.

- Olha que não sei. - disse Sam.

- Vais ver daqui a uns poucos aninhos! - avisou ela, aproximando-se dele.

- Fica combinado. - disse ao mesmo tempo que se aproxima dela também.

Ficaram alguns instantes em silêncio a olharem um para o outro. Até que Sam a beija. Buffy puxa-o para cima dela. E fazem a mesma coisa que o Dean e a Jennifer estão a fazer no outro quarto. Ambos se entregam um ao outro como se fosse a primeira vez. Depois de fazerem amor… Dean estava a olhar para Jennifer… ela tinha-lhe dado a coisa mais preciosa para ele… um filho… mas ela também era preciosa para ele… e lembrou-se na noite em que acabaram… ela estava linda nesse dia… como tinha sido burro ao trai-la… mas só de pensar em compremeter-se com alguém dava-lhe medo… que acontecesse o mesmo que tinha acontecido à mãe… e dá-lhe um beijo rápido e puxa-a par si e adormece abraçado a ela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rachel_Hart

Fã
avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 24
Localização : Chicago, Illinois, :D

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Qua Jan 30, 2008 1:32 pm

QUEREMOS MAIIS :DDD

Posta rápido mana *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Qua Jan 30, 2008 1:34 pm

Capitulo 18

Já tinham passado dois anos desde o nascimento do Luke, ele estava cada vez mais parecido com o pai (fisicamente e psicologicamente). Ele fisicamente era loiro e olhos verdes como o pai e psicologicamente estava a ficar com as suas atitudes de engraçadinho do pai. Iam os cinco a caminho de um restaurante para comerem quando duas conhecidas de Sam e de Dean saem de lá.

- Sarah muito obrigada pelas informações! - agradecia Cassie.

- De nada, eu gosto de artes e de leilões - sorriu ela, quando de repente reparou em dois sujeitos.

Os dois rapazes ficam de boca aberta quando as vêem.

- Conheces o Dean!? - perguntou Cassie

- E tu o Sam!? - perguntou Sarah.

- Winchester!? - perguntaram as duas.

Elas ficam super contentes e cada uma os beija... Buffy e Jennifer ficam de boca aberta com aquilo.

- Vamos embora Jenny!? - perguntou Buffy, levantando-se.

- Vamos Buffy! - juntou-se Jennifer. - Luke vem com a mãe!

- Sim, mãe. - diz o Luke.

E assim as Turners e Luke saíram do restaurante. Dean e Sam olharam um para o outro aflitinhos.

- Mas o que se passa Dean? Não estás contente por me ver? - pergunta Cassie.

- E tu Sam? - diz Sarah.

- Ahm... Olá Cassie! - disse Dean, atrapalhado.

- Ahhh Sarah, há quanto tempo! - respondeu Sam.

- Quem era aquele miúdo? - perguntou Cassie.

Dean olhou para Sam, e voltou a olhar para Cassie.

- E quem era aquela mal vestida!? - perguntou Sarah - e a outra!?

Sam mudou de cara.

- Aquela punk é a minha namorada! - respondeu Sam.

- E a amiga, ou melhor, irmã, é a minha namorada! - respondeu Dean - mais o nosso filho!

- Filho? Tu tens um filho? - perguntou Cassie escandalizada.

- Dois anos, Luke! - terminou Dean.

- É! Bem é melhor irmos andando! - disse Sam.

- Ohh já!? - perguntou Sarah.

- Já! Vamos Sam. - diz Dean.

Entretanto Jennifer deu o almoço ao Luke e pô-lo a dormir a sesta pois ele estava cheio de sono. E volta para o quarto dela para o arrumar pois o Luke tinha-o desarrumado todo. Enquanto Buffy estava no quarto dela a tocar guitarra para aliviar o stress da cena que tinha visto. Sam entra no quarto dele e Buffy e tenta falar com ela.

- A música está muito alta! - dizia ela, aumentando a música do Marylin Manson.

- Desde quando é que ouves Manson!? - perguntou Sam.

- Desde quando é que te tenho de dar justificações!? - perguntou Buffy, tocando pesadamente.

Sam foi baixar a música.

- Hey, deixa-me em paz e vai ter com a Pocahontas do século 21! - disse Buffy, fula.

- Foi um mal entendido! - disse Sam.

- Ahh sim!? - perguntou Buffy.

- Sim Buffy - respondeu ele.

- Vais me dizer que não estava ninguém a beijar-te e que é da minha vista! - disse ela.

- Mas foi ela que me beijou! - diz ele.

- Sim pois! - disse ela, levantando-se, para começar a tocar livremente.

Com isto Sam beija-a.

- Larga-me! - disse ela, afastando-se.

Sam volta a beija-la.

- Sam, pára! - dando-lhe um estalo.

Sam volta a beija-la e caem os dois na cama. Buffy dá-lhe um pontapé na zona critica.

- Eu disse que não! - gritou ela, saindo porta fora.

Entretanto no outro quarto... Jennifer estava sentada na cama a ler o diário da mãe quando Dean entra no quarto. Jennifer fingiu que nem deu pela presença dele. Dean tira o casaco castanho de cabedal e põe-o na cadeira. Dean aproxima-se dela, e tenta beija-la. Jennifer desvia-se dele para evitar o beijo dele pois sabe que não irá resistir.

- Para quê que foi isso!? - perguntou Dean, confuso.

- Hoje não levas nada de mim. - diz ela levantando-se.

Dean agarra-lhe o braço.

- Larga-me Dean. - disse ela, de costas para não mostrar as lágrimas.

- Jenny!? - disse Dean.

- Por favor larga-me. - diz ela já a chorar.

Dean larga-a.

- Que se passa!? - perguntou ele.

- Simples. Como queres que me sinta, vendo que estás a beijar outra rapariga? - diz ela a olhar para ele.

- Mas eu não a beijei! - reclamou Dean.

- Então eu devo estar a ficar cega. - diz ela.

- Foi um mal entendido! - disse ele.

- Mal entendido? Vai gozar com outra. - diz ela.

- Foi ela que me beijou! - informou ele.

- Pois foi! - sendo sarcástica.

Jennifer encaminha-se para a porta para ir ver como estava o Luke mas e impedida pelo Dean que se põe a frente da porta para não a deixar sair.

- Sai da frente! - mandou ela.

- Não saio. - diz ele.

- Sai! - gritou ela.

- Não saio! - dito isto beija-a.

Jennifer tenta resistir ao beijo mas não consegue. Conforme se beijam vão parar a cama com Dean em cima dela.

- Porquê!? - murmurava Jennifer.

- Porquê o quê? - pergunta Dean.

- Que nunca te consigo resistir!? - murmurou ela.

- Não sei. Porque sou irresistível? - pergunta ele.

- Convencido! - respondeu ela.

- Hey, não sou nada! - disse ele.

- Por favor não faças outra dessas. - diz ela.

- Espero bem que não! - disse ele.

- O teu filho a cada dia que passa fica igualzinho a ti. - diz ela.

- Isso é bom ou é mau!? - perguntou ele.

- Bom! - diz beijando-o. - Já agora quem era aquela rapariga?

- Bem... hum… uma ex! - disse ele.

- Uma ex? - diz ela.

- Não foste a única pessoa a ter relações! - respondeu ele.

- Eu sei. Desculpa. - diz ela.

Dean beijou-a em resposta. Buffy estava encostada a porta, do lado de fora.

- Juro que vou matar aquela Pocahontas! Cá vou eu! - murmurou ela, pela última vez, entrando naquele quarto.

Sam estava encostado a parede com uma cara deprimente. Buffy aproxima-se dele, e começa a beijá-lo. Entretanto no quarto da Jennifer e do Dean, Dean estava a dormir profundamente... então Jennifer tem a ideia de fazer uma massagem... Jennifer põe-se em cima dele e começa a fazer-lhe a massagem nas costas até que ele acorda com elas.

- Hum!? - murmurou ele.

- Apenas estou a fazer-te uma massagem. - diz Jennifer ao ouvido com uma voz sedutora.

Dean tenta virar-se, mas Jennifer não deixa. E continua a fazer a massagem... Dean deixou-se estar ali de olhos fechados e relaxados, até que Jennifer parou.

- Estás acordado!? - perguntou ela.

Dean não respondeu, Jennifer aproximou-se. Num segundo Dean abriu os olhos, e noutro segundo já se tinha virado e estava agora a beija-la.

- Apanhaste-me. Agora o que me vais fazer? - disse Jennifer.

- Agora que apanhei a minha presa... hum... não sei! - disse ele, em cima dela.

- Não sabes? Pensei que me fosses fazer alguma coisa. - diz Jennifer fingindo de desiludida.

- Tenho que pensar muito bem, antes de atacar a minha adorável e lindíssima presa! - sorriu ele.

- Ai é? Então pensa rápido porque nós temos trabalho. - diz ela.

Dean beijou-a.

- Eu fui, sou e serei sempre tua. - diz Jennifer ao ouvido dele.

- Até à eternidade - riu-se Dean.

- Até à eternidade. - diz ela beijando-o.

Entretanto no quarto da Buffy. Os dois estavam na cama aos beijos. Buffy tirou a t-shirt ao Sam, e ele tirou-lhe o top. A seguir ele tira-lhe os calções e ela tira-lhe as calças e depois ambos ficam completamente nus e fazem amor. Passado algum tempo, alguém bate a porta. Buffy vestiu-se, cuecas e soutien, e foi ver quem era. Quando abriu a porta ficou pálida.

- Olá, eu queria falar com o Sam. - disse a rapariga.

- O Sam neste momento não pode! - respondeu Buffy, que ia fechar a porta.

Mas Sarah interrompeu.

- Eu preciso de falar com ele. - diz ela.

De repente aparece Jennifer com Dean e mais o pequeno Luke que vinha ao colo do pai.

- Aquela não é a tia!? - perguntou Luke, a olhar para o corpo da Buffy.

- Oh meu deus! - disse ela - o puto vai ficar traumatizado - acabou ela.

- Dean tapa os olhos ao teu filho! - diz Jennifer.

- É melhor ires andando! - avisou Buffy - adeus! - e fechou-lhe a porta na cara.

- Mana! Podemos entrar? É para fazermos a pesquisa. - diz Jennifer.

- Está aberta - respondeu Buffy, acabando-se de vestir.

Eles entram.

- Vamos fazer a pesquisa? – pergunta Dean.

- Sim! - disse Buffy - preciso de descontrair um pouco!

- Então vamos lá. - disse Jennifer.

- Pai, posso ir caçar contigo e com a mãe? - perguntou Luke.

Sam olha para Dean. Jennifer olha para Dean.

- Luke, é melhor não, é perigoso demais! - avisou o Dean, docemente.

- Mas deixa ir! - começou a fazer birra. - quero ir! quero ir!

Dean olha para Jennifer, Sam e Buffy.

- Luke anda cá! Tu queres caçar? Então quando fizeres 14 anos podes começar a caçar connosco ok? - respondeu Jennifer carinhosamente.

Luke faz um ar triste.

- Está bem! - respondeu ele.

- Amor so faltam 12 anos. - diz Jennifer a sorrir.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Qua Jan 30, 2008 1:35 pm

- É muito tempo! - disse ele.

- Não é nada! - respondeu Buffy - ainda ontem tinha a tua idade, e hoje já estou velha - informou ela.

- Mas tu estás toda boa! - dizia o Luke.

- Tal pai, tal filho – diz Jennifer a rir-se.

Sam olhou para ele.

- Está bem! - disse Buffy, indo ao WC.

Jennifer chega-se ao pé do Dean e aproxima-se do ouvido dele.

- Eu não disse. Está cada vez mais igual a ti. - diz Jennifer.

Buffy foi-se olhar a espelho, e pôs-se a falar sozinha.

- Oh meu deus, não há nada de igual a Jenny! - disse ela, para o espelho.

Entretanto quarto.

- Desculpa, alguma coisa tem de ser igual a ti! - murmurou ele.

- Que estão a falar!? - perguntou Luke.

- Nada. São coisas minhas e do pai. - diz Jennifer.

- Estão a planear fazer sexo!? - perguntou o miúdo.

- Luke!!! Onde ouviste essa? - pergunta Jennifer.

- Onde aprendeste isso, filho? - perguntou Dean.

- Já que andam a planear, podiam dar-me um irmão! - disse ele.

Buffy e Sam ficaram muito calados.

- E vocês podiam dar-me um primo. - diz Luke olhando para Sam e Buffy.

Buffy lança um olhar a Dean.

- De certeza que foi ele que lhe explicou o que era sexo! - murmurou ela - ou então teve aulas práticas!

- Eu não tive nada a haver com isso. - diz Dean.

- Vamos fazer a pesquisa? - perguntou Jennifer.

- Vamos lá! - disse Sam, abrindo o portátil.

Passado uma hora, Luke estava a dormir profundamente ao colo de Jennifer.

- Vou por o Luke no quarto dele para ficar mais descansado. Mor podias ajudar-me? - pergunta Jennifer.

- Sim, sim! - disse ele, levantado-se.

- Tretas! - disse Buffy.

- O miúdo esta a dormir. - diz Jennifer.

Jennifer e Dean saem do quarto e vão por o Luke no quarto para ficar mais descansado. E passam pela porta do quarto deles... Dean olha para ela e ela para ele... E depois do olhar em simultâneo, beijam-se. Abrem a porta e entram lá dentro, mas antes trancam a porta.

- O quê que andas a ensinar ao Luke? - pergunta Jennifer entre os beijos.

- Eu!? - perguntou Dean - Nada!

- Nada? Então porque que ele veio com aquela conversa? - pergunta ela.

- Não faço a mínima! - disse ele.

- Não? E aquele de ter um irmão? - diz ela.

- Também não sei! - respondeu ele.

- Dean eu conheço-te! - diz ela

- Está bem! - desistiu Dean - ele encontrou um dos preservativos da Boo e fez perguntas! - disse ele.

- Encontrou? Eu vou matar aquela miúda! Não sabe esconde-los! - diz Jennifer fula.

- Mas primeiro vamos caçar este espírito! - avisou ele.

- Não, antes vamos fazer outra coisa! - diz ela beijando-o.

Dean continua a beijá-la.

- Vamos ter com eles. - diz ela não querendo sair dali.

- Tens a certeza!? - perguntou ele, beijando-a de novo.

- Não, não tenho a certeza. - diz ela continuando os beijos.

- Vamos lá despachar este espírito! - pediu ele, também não tendo a certeza.

Entretanto alguém bate há porta.

- Sim? – diz Jennifer.

Ninguém responde, mas volta a bater há porta. Jennifer levanta-se e vai abrir a porta e fica branca quando a vê. Era a Cassie.

- Olá, preciso de falar com o Dean! - disse Cassie - é urgente, ele está!? - perguntou ela.

- O Dean? De que queres falar com ele? - perguntou Jennifer.

Jennifer estava a espera que ela respondesse mas como ela nunca mais falava perguntou novamente.

- Sobre que queres falar com ele? - perguntou novamente.

- É sobre um espírito! - disse Cassie, alarmadamente.

- Ok. Entra. - diz Jennifer. - Dean e para ti.

Dean que tinha ido ao WC, saia agora de lá.

- Cassie!? - disse ele, surpreendido.

- Ela queria falar contigo sobre um espírito. - diz Jennifer.

- Senta-te! - disse Dean.

- Bem vou ver o Luke. Já venho. - diz Jennifer.

- Não precisas de sair! É só um espírito! - informou Dean

De modo a Jennifer não sair, para não ficar sozinho no quarto mais Cassie.

- Ok. Então diz lá Cassie. - diz Jennifer sentando-se na mesa e abrindo o portátil dela (tinha comprado um para ela).

- A Sarah desapareceu! - disse ela, com um ar bastante sério.

- Desapareceu? Como? - perguntou Jennifer, que estava na pesquisa.

- Ela disse-me que ia buscar um quadro ao carro, e de repente oiço um grito! - começou Cassie - quando vou ver, já tinha desaparecido.

- Temos de falar com os outros. Dean, vai chamá-los. - disse Jennifer a sorrir.

- É para já! - disse ele, saindo.

- O Luke é um rapazito engraçado! - dizia Cassie - é igual ao pai - riu-se.

- É verdade! Todos os dias fica mais parecido com ele. - diz Jennifer a sorrir.

- Pois! - sorriu Cassie - Como é que vocês se conheceram?

- Quando éramos novos, eu tinha 14 anos e ele tinha 17 anos. Mas nessa altura éramos so amigos. Quando fiz 17 anos começamos a namorar e nos passado dois anos separamo-nos. Eu fui para Tóquio com a minha irmã e ele continuou aqui nos Estados Unidos. - diz Jennifer.

- Hum estou a ver! - dizia ela.

- E vocês? - perguntou Jennifer.

- Eu estava na universidade, e quando ele passou por lá conhecemo-nos. Mais tarde começamos andar, mas quando ele me contou sobre esta coisa dos demónios e espíritos, deixei-o. - disse ela - Estava assustada, e com medo que ele fosse um maluco.

- Pois. Mas ele quando gosta de alguém, e mesmo a sério. E muito sincero também.

- Eu sei! - disse ela, um pouco em baixo.

- O que se passa, Cassie? - pergunta Jennifer.

- És uma sortuda! - disse Cassie.

- Sortuda? Porque dizes isso? - diz ela espantada.

- Estás com ele, têm um filho! - continuou Cassie.

- Tu ainda gostas do Dean? - perguntou Jennifer.

- Nunca o consegui esquecer! - desabafou ela.

- Mas um dia vais encontrar alguém que goste de ti e que tu também gostes dele. - diz Jennifer a sorrir.

- É! - sorriu Cassie, levantando a cabeça.

Entretanto entra a Buffy e o Sam no quarto acompanhados pelo Dean e pelo Luke.

- Olá mãe! - diz Luke a correr até Jennifer. - Quem é aquele menina bonita? - diz ele.

- Meu deus! Hormonas do Dean - murmurou Buffy.

- Eu não disse Cassie? - perguntou Jennifer.

Cassie simplesmente sorri.

- Olá Luke! - disse Cassie - Sou a Cassie - sorrindo.

- Olá. Eu sou Luke Winchester. Tens namorado? - perguntou ele.

Jennifer olha para Dean. Cassie ficou com cara de parva, mais Sam e Buffy.

- Não, Luke! - sorriu Cassie.

- Dean vem aqui comigo. - diz Jennifer indo a casa de banho.

- Disse alguma coisa que não devia!? - perguntou Luke.

Na casa de banho...

- Vou-te matar! O que tu andas a ensinar ao miúdo? - diz Jennifer.

- Eu nada! - disse Dean.

- Nada? Ele acabou de perguntar a Cassie se ela tinha namorado. Hoje é que não levas mesmo nada. - diz Jennifer virando-se para sair da casa de banho, mas Dean impede-a.

- Eu não lhe disse nada mesmo! - disse Dean - juro que não disse!

- Não disseste? Como se acreditasse. - diz ela, mas e impedida de falar por um beijo de Dean.

- Quando eu juro, é porque é mesmo a jurar - disse ele, entre os beijos.

- Ok! Ok! Mas... como? Onde vai ele aprender estas coisas? - diz ela.

- Não foste tu que disseste que ele era igual a mim!? - perguntou ele - dentro e fora!?

- Sim, mas... - tenta ela dizer mas Dean beija-a novamente.

- Diz.. - murmurou ele.

- Vamos para ao pé dos outros. Temos trabalho. - diz ela.

Dean fica amuado, mas vai com ela.

- Eu depois a noite compenso-te. - diz ela.

- Está bem! - sorriu ele.

Entram no quarto e Jennifer senta-se novamente na mesa e começa a pesquisa. Luke estava ao colo de Cassie.

- Bem o teu filho conquista tudo. - diz Jennifer a rir-se.

Luke deita a língua de fora.

- Bem, temos de arranjar alguém para ficar com o Luke. - diz Jennifer.

- Como é que vamos encontrar a Pocahontas? - perguntou Buffy.

- Eu não me importo de tomar conta dele - sorriu Cassie.

- Não? - pergunta Jennifer.

- Fixe! Pode Mãe? - pergunta Luke.

- Absoluta! - disse Cassie.

- Ok! Então podes ficar com ele. Não ligues e as piadas dele. Tal pai, tal filho. - diz Jennifer. - Bem vamos a pesquisa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Qua Jan 30, 2008 1:36 pm

Cassie riu-se.

- Temos de saber que espírito é. - diz Jennifer sentando-se a frente do portátil.

- Estás a dizer mal das minhas piadas? - perguntou Dean.

- Não! Adoro as tuas piadas. Mas o Luke está a aprende-las muito bem. - diz Jennifer.

- São dos genes! - provocou Buffy.

- Que são genes? - perguntou Luke.

- Pois são! Ainda tu dizias que o Luke ia ser parecido com a Jenny nas atitudes. - diz Sam a rir-se. - Mais tarde saberás.

- Já que fisicamente é o Dean, psicologicamente podia ser a Jenny. - lembrou Buffy.

- Mas não é! E tudo do pai! - diz Jennifer. - Bem vou a pesquisa.

- Mae tenho fome. - diz Luke.

- Eu vou buscar comida! - disse Buffy.

- Eu vou ajudar-te! - respondeu Sam, colando-se.

- Luke, tu ainda comeste a bocado. - diz Jennifer.

Dean vai-se sentar ao pé de Jennifer enquanto ela pesquisa.

- O Luke e mesmo teu filho. - murmura Jennifer para o Dean

- Parece que sim! - murmurou Dean.

- Eu não me enrolei com ninguém desde que estamos juntos. - murmura Jennifer.

- Eu sei! - murmurou ele - estavas sempre ao pé de mim - disse ele, num tom de gozo.

- Que engraçadinho. - diz Jennifer.

- Mas tu gostas! - disse ele, afastando-se.

- Não gosto. Amo. - diz ela continuando a pesquisa.

- Vão conseguir encontrar a Sarah!? - perguntou Cassie.

- Sim, vamos. - diz Jennifer sorrindo.

- Mãe tenho fome. - diz Luke.

- Jenny, eu concordo com o Luke. - diz Dean.

Jennifer olha para aqueles dois. Entretanto a porta abre-se.

- Chegamos! - exclamaram os dois fugitivos

- Até que enfim! Tenho de alimentar dois miúdos. - diz Jennifer.

- Dois miúdos!? - perguntou Buffy, olhando para os únicos rapazes que estavam sentados - Estou a ver! Dois miúdos.

- Pensei que o mais grandinho fosse crescidinho! - comentou Sam.

- Pois! Também pensava eu. - diz Jennifer a rir-se.

- Não me insultem! - pediu Dean.

- Mor, não estamos a insultar, estamos a constatar apenas um facto. - diz Jennifer a rir-se.

- Sim pois! - disse Dean, pegando nas batatas fritas, e sai pela porta fora.

- Desculpem. - diz Jennifer indo atrás dele.

- A história da comida! - riu-se Cassie, dando o comer a Luke.

Jennifer vai atrás de Dean...

- Dean, espera! - agarrando-lhe o braço.

- Diz! - dizia ele, de boca cheia.

Jennifer dá-lhe um beijo.

- Eu gosto de ti assim, não interessa como tu sejas. - diz ela preparando-se para voltar para o quarto.

- Hum... - murmurou ele, de boca cheia – Ahummm... ahum...!

- Dean, por favor não fazes isso. Pelo menos engole isso quando estamos juntos. - diz Jennifer.

- Ahummm! - murmurou novamente, e de seguida engoliu.

- Pronto, não vale a pena. - diz ela preparando-se para ir embora.

- Espera! - disse ele, depois de recuperar o ar.

- O que foi? - diz ela.

E ele seguiu-a.

- Já chegámos! - diz Jennifer.

- Então bebé! - disse Buffy.

- Buffy gostava de saber porque andas com os preservativos espalhados por ai! O Luke encontrou e anda a fazer perguntas estranhas! E o Dean teve de lhe dizer qualquer coisa. - diz Jennifer ao ouvido dela.

- Quem o manda entrar no meu quarto!? - murmurou Buffy agora.

- Mas ele tem 2 anos. Dá um desconto. - diz ela murmurando.

- Sorry lá! - murmurou Buffy - Quando é que vamos atrás da Evil Thing!? - perguntou agora alto.

- Temos de saber como é! Sam pesquisa ai no portátil. - diz Jennifer.

Sam pega no portátil e começa a escrever nele. Jennifer senta-se no cadeirão ao lado do Dean...

- O Luke gostou da Cassie. - diz Jennifer ao Dean.

Cassie continuava a dar de comer a Luke.

- Achas mesmo!? - perguntou ele, olhando para a sua versão em miniatura.

- Sim, Dean, acho. - diz ela a sorrir.

- Encontraste alguma coisa, Sammy!? - perguntou Buffy.

- Obrigada Cassie por estares a dar-lhe de comer. - diz Jennifer.

- Não custa nada! - sorriu ela, abraçando Luke - é mesmo fofo! - disse ela.

- Sai ao pai. - diz Jennifer.

- É mesmo! - disse Cassie

- Estás a ver Dean? O Luke e a tua miniatura. - diz Jennifer.

- Sim pois! - disse Dean, amuando - eu pensei que era único!

- ADN do Dean a mais! - murmurou Buffy, a gozar.

- Ele e teu filho. E normal ser igual a ti. - diz Jennifer.

- Sim... - resmungou ele.

- Porquê que estas assim? - perguntou Jennifer.

- Vou respirar! - levantou-se ele.

Dean levanta-se e sai do quarto deixando todos a olhar para ele.

- Com licença. - diz Jennifer saindo atrás dele.

- Que lhe deu!? - perguntou Buffy, bastante confusa.

- Ele é totó!? - perguntou Luke, a Cassie.

- Não. O teu pai está com ciumes apenas. - diz Cassie a rir-se.

Entretanto na rua...

- O que se passa contigo hoje? - pergunta Jennifer.

- Nada! - respondeu ele.

- Passa-se sim. O que tens? - perguntou ela agarrando-lhe o braço.

- Já disse que não é nada! - respondeu ele.

- Não é nada? Eu conheço-te! Diz lá, o que se passa? - diz ela preocupada.

- Queres mesmo saber!? - perguntou ele, com aquela cara dos traumas de andar de avião.

- Quero! - diz ela.

- Tu andas a dar mais atenção ao Luke do que a mim! - disse ele de seguida - é só: olha o Luke é igual ao Dean, o Luke é não sei quê ao Dean! Eu já estou farto! - disse ele, um pouco em baixo.

- Calma! Não precisas de ficar assim! Estou mesmo a ver que vou ter que arranjar uma babysitter para ficar com o Luke, e assim só te dou atenção. Pode ser assim, Sr. Winchester? - perguntou ela com aquele olhar que Dean adora.

- Vais arranjar uma Ama Seca!? - perguntou ele, um pouco com gozo.

- Vou! Assim já ficas satisfeito? - perguntou ela.

Dean sorriu e beijou-a. E entram no quarto do Sam e da Buffy...

- A Enciclopédia ambulante não vai ficar nada satisfeito se aqui tivemos a fazer o que se sabe! - murmurou ele entre os beijos - mas que se lixe!

- Só mesmo tu! - diz Jennifer entre os beijos.

- E a Missy Miss também! - avisou ele - mas que se lixe também!

- Só mesmo tu! Mas eu gostava de saber quem foi dizer ao Luke para ele pedir um irmão e um primo. - diz Jennifer.

Dean não disse nada, e começou a beija-la mais intensivamente.

- Tu tiveste alguma a ver com isso? - perguntou ela.

- Já te disse que ele encontrou estes preservativos! - avisou ele, tirando um debaixo da almofada - e eu expliquei-lhe as coisas, que poderia dar-lhe um irmão ou um primo, sem o uso disso.

- E perguntou se nós usávamos? - perguntou ela.

- Não! Porque eu disse que eram da Boo! - riu-se ele.

- Pois, nós não usamos preservativos. - diz ela a rir-se.

- Eu sei! - riu-se ele.

Então Jennifer beija-o intensamente. Dean pega nela, e deita-a na cama de Buffy e Sam.

- Bem, isto é que é fogo. - diz ela a rir-se.

- Fogo mesmo! - concordou ele.

Continuaram os beijos que estavam cada vez mais intensos.

- É melhor aproveitarmos agora! - avisou Dean.

- Aproveitar? - diz Jennifer.

- Já desaparecemos há quase meia hora. - disse ele.

- Pois é! - diz ela acabando de o beijar.

- Antes que alguém venha há nossa procura - riu-se ele, descendo para o pescoço dela.

- A propósito o que pensas disso do irmão para o Luke? A forma como ele o pediu? - pergunta ela.

- Não é melhor esperarmos? - perguntou ele - quando conseguirmos viver num sitio fixo?

- Local fixo!? - perguntou ela.

- Sim. Quando deixarmos de caçar. - responde ele.

Dean beijou-a e entregaram-se um ao outro. Entretanto passa uma hora e Jennifer e Dean entram no quarto deles, onde estavam os outros na pesquisa.

- Alguma novidade? - pergunta Jennifer.

- Onde estiveram!? - interrogou-os Buffy.

- A falar. - respondeu o Dean

- Pois... Estou a ver! - dizia Buffy, olhando para o aspecto daqueles dois.

- Por acaso encontramos! - avisou Sam.

- Encontraste o que, Sam? - perguntou Dean.

Jennifer foi ter com Cassie pois ela estava com Luke ao colo, e ele estava a dormir.

- Cassie, ele deu trabalho? - pergunta Jennifer.

- Não! - sorriu ela - nunca pensei que fosse fácil ele adormecer! – disse Cassie

- Ele adormece muito facilmente. Eu até tenho de arranjar uma babysitter para ele, por causa das caçadas, percebes? - disse Jennifer.

- Estou a ver! - disse Cassie, deitando Luke na caminha dele.

- Se quiseres ser, mas eu compreendo que não queiras ser por causa do Dean. - diz Jennifer.

- Por hoje posso ser! - disse Cassie - não sei para onde é que vocês vão a seguir!

- Ok. Obrigada mais uma vez. - diz Jennifer.

E esperam que o Sam explique a historia do espírito.

- Este espírito está a vingar-se de todos os negociadores de arte, porque nos anos trinta foi morto por outro negociador de arte. Temos de encontrar o corpo dele, queima-lo com sal e gasolina. Simples. - diz Sam.

- Caso contrário - começou Cassie.

- Sarah é morta! - sorriu Buffy.

Sam olhou com um ar sério para ela. Jennifer deu um olhar de morte a Buffy.

- Como se chama o negociador? - perguntou Dean.

- Ronald Twain! - respondeu Sam.

- E onde ele está enterrado? - pergunta Jennifer já a pegar no saco.

Buffy virou o portátil para ela.

- É no cemitério onde nós passámos quando chegamos! - disse Buffy - ao que parece esta zona é cheia de leilões.

- Então vamos para lá! - diz Jennifer. - Nós já voltamos Cassie. Mais uma vez obrigada.

E sai porta fora onde fica a espera dos outros.

- Xiçaaa está com pressa! - disse Buffy, um pouco 'cansada' - estou cansada! - fazendo teatrinho.

- 'Bora Boo! - diz Dean indo ter com Jennifer. - Obrigada Cassie por ficares com o Luke.

- De nada! - sorriu Cassie - voltem depressa!

Jennifer estava encostada ao carro a espera deles.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Qua Jan 30, 2008 1:37 pm

- Vamos! - disse Sam, entrando.

Os outros entram no carro. E dirigem-se para o cemitério.

- Está anoitecer! - avisou Buffy.

Chegam ao cemitério.

- Como fazemos? Eu e o Dean vamos tratar do corpo e vocês os dois, Buffy e Sam, vão atrás da Sarah, pode ser? - perguntou Jennifer.

- Podemos trocar!? - pediu Buffy.

- Trocas com quem? - pergunta Dean.

- Vocês ia ver da Pocahontas, e eu e o Sam íamos tratar do corpo! - sorriu Buffy.

Jennifer olhou para Buffy, e abanou a cabeça.

- Nem penses, vais tratar da Sarah! - disse Jennifer, agarrando no braço de Dean.

- Exactamente. - diz Dean pegando nas coisas e dirigem-se para o local onde o negociante estava enterrado.

- Que raiva! - murmurou Buffy, partindo a estaca, com uma só mão.

- 'Bora! - diz Sam.

- Que remédio! - respondeu Buffy, com um enorme tédio.

Entretanto na outra parte do cemitério. Dean e Jennifer encontram a campa...

- Vamos escavar? - pergunta Jennifer.

- Claro. Ou querias outra coisa? – perguntou no gozo.

- Que engraçadinho. – diz ela pegando na pá.

Jennifer pega na pá e começa a escavar com Dean estava a observá-la, até que ela se apercebe que ele não está a ajudá-la.

- Hey, faz alguma coisa para ajudar. – diz ela chateada.

- Quem costuma escavar é o Sammy! - esclarecia ele.

- Mas eu não sou o Sammy. Sou a Jennifer. - diz ela chateada.

- Está bem! - disse ele, começando ao trabalho.

E para castigo para de escavar e senta-se. Dean começa a escavar e sente muito sossego, olha para trás e repara que Jennifer estava sentada, a comer um chocolate.

- Hey! Agora és tu que não ajudas? - perguntou ele.

- Estou na minha pausa! - disse ela, a olhar para a tablete de chocolate que tinha na mão.

- Jennifer Turner anda ajudar! - diz ele pegando nela ao colo e mete-a no chão para o ajudar a escavar.

- Hey larga-me, deixa comer o resto do meu chocolate! - pediu ela, meio aborrecida.

E de repente Jennifer cai no chão e leva Dean atrás dela que também e cai em cima dela. A tablete cai na terra húmida, e os dois olham-se nos olhos. E beijam-se.

- Vamos lá voltar ao trabalho. - diz Jennifer.

Mas entretanto ouve-se um grito, e os dois levantam-se. Buffy e Sam começam a correr a procura de Sarah.

- Ouviste? - perguntou Jennifer.

- Sim. - respondeu Dean - Vamos lá escavar isto, depressa!

Começam a escavar ate que sentem um barulho quando batem com a pá no caixão.

- Já está! - informou ela.

Começam a espalhar o sal e a gasolina.

- Já podes pegar fogo a esta coisa! - diz Jennifer.

No outro lado do cemitério, Buffy e Sam continuavam as buscas.

- Por ali - disse Buffy, apurando os seus sentidos.

Até que encontram a Sarah a um canto a gritar. Havia um vulto.

- Aqui está ela! - disse Sam, disparando contra o espírito.

- O Senhor Espírito Coleccionador de Ferro-Velho já vai vê-las, já estão a tratar de ti! - informou Buffy.

No outro lado do cemitério...

- Estas a espera de que, Dean? Para acabares com ele? - diz Jennifer.

Dean pega no isqueiro e atira-o para o cadáver coberto de sal e gasolina, agora em chamas.

- Vamos ter com os outros? - diz Jennifer.

Quando o espírito se preparava para matar Sarah, afasta-se e começa a gritar em agonia. Jennifer e Dean chegam nesse momento. Buffy estava ajudar Sarah a levantar-se.

- Ela não esta a fazer nada a rapariga, milagre. - murmurava Jennifer ao ouvido de Dean.

- Vê-se que tens cuidado por onde andas! - disse Buffy, num tom frio.

- Calma mana! - diz Jennifer.

- Para a próxima pode não haver nenhum Winchester por perto! - disse Buffy, virando costas e saindo do cemitério.

- Vamos embora? Estou a ficar com frio. - diz Jennifer.

- Vamos! - juntou-se Dean.

Chegam ao motel e entram no quarto onde estava Cassie que estava a ler umas revistas.

- Chegamos! - murmurou Jennifer, de maneira a não acordar Luke.

- Como está ele? - perguntou Dean.

- Está bem! - sorriu Cassie - e vocês?

- Também. Um pouco cansados. - diz Buffy.

Entretanto Sarah aparece com Sam.

- Cassie! - diz ela a gritar.

- Shiuuu! - disseram todos.

Mas era tarde demais. Luke acorda.

- Quem é o demónio? - perguntou Luke, meio adormecido.

Buffy não conseguiu conter-se e partiu-se a rir. O resto olha para ela, e riem-se também.

- Excelente observação! - gozou Buffy, pegando em Luke ao colo.

- Que foi, tia? - perguntou Luke.

Jennifer aclarou a garganta, e o resto estava sério demais.

- Para Buffy, com isso! - disse Jennifer.

Buffy volta a deitar Luke.

- Sabem que mais? - começou Buffy - Os pesadelos já pararam há imenso tempo! - confessou ela.

- E? - perguntou Jennifer.

- E quero assentar de vez! - desabafou ela.

- Queres assentar? - diz Jennifer.

- Sim! Comprarmos uma casa e vivermos lá fixamente. - explicitou-se Buffy.

- Eu concordo. - diz Jennifer.

- E vamos para onde? - perguntou Dean.

Sam olhou para a cara de felicidade da Buffy e de Jennifer.

- Los Angels! - dizem as duas ao mesmo tempo.

- California? - perguntou Sam.

- Temos lá uma casa! - diz Jennifer. - Está em meu nome e da Buffy.

Dean e Sam olham-se.

- O que foi? - perguntou Jennifer.

Cassie e Sarah que estavam em silêncio, começam a rir-se.

- O que se passa? - pergunta novamente Jennifer.

- Nada. - respondeu Sam.

- Mas vocês concordam? - perguntam elas ao mesmo tempo.

- Sim! - responderam os dois.

- E quando partimos? - perguntou Jennifer.

- Já? - perguntou Dean.

- Agora? - perguntou Jennifer.

Buffy começou a saltar feita Avril Lavigne.

- Calma miúda! - diz Jennifer.

Mas cai no chão do sono que tinha.

- Vamos amanha de manha! Sam leva-a para o quarto. - diz Jennifer.

Sam ri-se e pega na punk ao colo.

- Bem nós vamos andando! - avisou Sarah.

- Ya, é melhor irmos andando! - concordou Cassie - Já é muito tarde!

- Obrigada mais uma vez Cassie. - diz Jennifer.

- De nada! - disse ela - Gostei imenso de te conhecer - e piscou o olho - e ao Luke! - deitando a língua de fora.

- Eu também. Acredita no que te disse. - diz Jennifer.

- Bem obrigada por me salvarem! - agradeceu Sarah, olhando para Sam.

- Se tivesse escolha nenhuma... - murmurou Buffy, mas interrompida por uma cotovelada da Jennifer.

- Adeus meninas. Até um dia. - diz Jennifer.

Cassie sorriu mais uma vez, e olhou para Dean e para Luke. Sarah puxou-a e desapareceram. Talvez vez para sempre...

- Podemos ir dormir!? - perguntou Buffy, ao colo de Sam.

- Vão. - diz Jennifer

Buffy deu o seu sorrisinho, e sai com Sam. E deitam-se todos, pois tinham uma longa viagem no dia seguinte.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rachel_Hart

Fã
avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 24
Localização : Chicago, Illinois, :D

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Qua Jan 30, 2008 1:59 pm

a cassie até subiu na minha consideração .


ficou a -999 Very Happy


´ta lindo mana *-*
queremos maiiis Razz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Supernatural: When The Past Comes Back
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Back In Black - v1
» Can't hold it back anymore 1.0
» Animes que gostaria que criassem
» P-47D Razor Back - FAB 1/48
» [T.O. ANIMES] - Segunda temporada de Atack On Titan

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Fan fics-
Ir para: