InícioPortalFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposConectar-se

Compartilhe | 
 

 Supernatural: When The Past Comes Back

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 1:56 pm

Bem aki ta uma fic k tou a escrever com uma amiga!!!!

Personagens:

Jennifer Turner - sou eu (Jennifer Taylor)
Buffy Turner - é uma amiga
Dean Winchester - Jensen Ackles
Sam Winchester - Jared Padalecki

Espero k gostem...


Última edição por em Seg Jan 14, 2008 1:12 pm, editado 4 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 2:01 pm

Capítulo 1

As horas haviam passado, até o voo de destino Tóquio-Londres terminar. Em Londres chovia, torrencialmente, como sempre acontecia provavelmente durante 365 dias seguidos. Havia trânsito e muitas pessoas, talvez todas elas inglesas, a correrem de um lado para o outro para se abrigarem da maldita chuva. A maioria das pessoas odeia este tipo de dias, chuva durante uma manhã inteira sem se poder sair de casa para ir fazer as suas compras ou tratar de outros assuntos importantes, mas para as criaturas da escuridão era o seu maior prazer para atacar estas pessoas que não faziam a mínima ideia que elas existiam.

- Sim Mana, já cheguei – falava a voz, de uma jovem rapariga – entrei agora mesmo na casa do pai! – continuava a jovem.

- Mas Jenny… – dizia a pessoa do outro lado – vê lá se não te metes em confusões e se não arranjas nenhum namorado novo… – avisava a irmã da jovem – a última vez correu mal e… - mas a irmã fora interrompida.

- Buffy, tu preocupaste demasiado – começava Jennifer – é melhor teres cuidado com o teu nervosismo – aconselhava – além do mais já são três e tal da manhã aí!? Se não estou em erro – observava Jennifer.

O seu relógio marcava cinco e um quarto da tarde.

- Três e um quarto da manhã, queres tu dizer!? Mas sabes não tenho sono – avisava Buffy – e já devias saber eu não gosto de dormir – fazendo uma breve pausa – não quero ter mais pesadelos de mortes.

- Mas tenta descansar… – pedia Jennifer – ou vais-me obrigar a voltar para Tóquio já amanhã. – ria-se.

Jennifer sabia que a irmã gostava de se sentir adulta e muito independente.

- Não!! – quase gritou Buffy – nem tentes! – ameaçou ela – eu vou-me já deitar ou melhor desligar, tenho que partir para Osaka cedo, mas não tem problema – rindo-se.

- Estou a ver, mais alguma caçada!? – interrogou Jennifer.

- Uma espécie de caçada, digamos, é mais uma fonte de pesquisa e de dados, para recolher – confessou ela – mas se me der de caras com um… puff… estaca no peito como sempre – começando aos risos novamente.

- Muito inspirada andas tu – admitia Jennifer – deixo-te a umas horas e já andas a inventar. Cuidadinho! Se não parto logo no primeiro voo da manhã de volta – avisava ela – o pai regressará em breve de Nova Iorque, e terei um jacto privado – falando com uma voz bastante séria.

- Ok, está bem, falamos noutra altura! Beijos, e porta-te mal, por mim – ria-se Buffy.

- Sim! E tu juízo. Beijos – despediu-se Jennifer, desligando o telemóvel.

Jennifer caminhou serenamente até à janela enorme de seu quarto. A chuva continuava a cair torrencialmente. Jennifer Turner, o seu verdadeiro nome, tinha 26 anos, quatro mais velha que a sua irmã, e ambas nasceram em Portugal. Desde cedo, seus pais, William Turner, um homem de negócios importantíssimo de Londres, sua mãe Elizabeth Turner, que costumava viajar muito para os Estados Unidos também, era a melhor mãe do mundo que morrera num incêndio, e devido a isso voltaram para Inglaterra. Mais tarde, foram viver para Paris, onde a vida das duas irmãs mudou completamente. Buffy tinha sido quase morta por vampiros. Isso mesmo, vampiros! Desde esse dia, que ambas começaram uma caça a todas as criaturas da noite, vampiros e lobisomens, principalmente. Mais tarde mudaram-se para Lawrence, no Kansas, onde Jennifer conheceu o homem que a marcou para sempre… Newport Beach, na Califórnia, e para Tóquio, no Japão.

- Menina, o seu chá está servido na sala! – avisou a empregada.

- Obrigada Julie, eu já desço – sorriu Jennifer.

A empregada retirou-se, e a Jennifer voltou à sua observação da chuva. Até que por fim se convenceu a si mesma que o chá iria arrefecer dentro de alguns momentos, e saiu do seu quarto, descendo para a enorme sala. No outro lado do mundo, Japão, Tóquio, encontrava-se Buffy noutro palácio do pai. Já era tardíssimo para se estar acordada, mas Buffy, por mil e umas razões, não conseguia sossegar e adormecer. As noites calmas e limpas traziam-lhe um mau estar.

- Bolas! – queixou-se ela.

E decidiu ir a cozinha beber leite. Passou os corredores da casa praticamente vazia, desceu as escadas que davam à enorme sala, e depois à cozinha. Abriu o frigorífico e tirou o leite.

- Tudo japonês aqui! – resmungou ela.

Fechou a porta do frigorifico com força. Bebeu o leite e quando ia para o sofá reparou num corpo estendido no chão. Aproximou-se e pegou no telefone e chamou rapidamente uma ambulância.

- Arigato – agradecia ela, desligando.

Colocou o telefone no sítio, e examinou o corpo. Duas marcas de mordedura no pescoço, e estava explicado o assunto. Ao que parece o vampiro, matou-a mesmo, a dose de sangue consumido foi excessivo, levando o corpo a morrer instantaneamente, sem qualquer metamorfose. Dias passaram depois do pequeno incidente, em casa de Buffy. Em Londres, estava tudo calmo demais. Jennifer tinha estado com a sua banda favorita, Blue, e simpatizou bastante com Lee Ryan. Jennifer estava a cometer novamente o mesmo erro, e os dois começaram andar. Buffy estava sem notícias da irmã, e ali mesmo em Tóquio estava tudo calmo demais. Então decidiu divertir-se, e conheceu um japonês chamado Seiya Kou e começaram andar também. Para Buffy era uma espécie de curte, só para passar o tempo. Tal como a irmã, a Jennifer, que estava a fazer em Londres, mas ela lá sabia quem era na realidade o Lee Ryan, o seu namorado. Entretanto nos Estados Unidos, dois rapazes, eram irmãos, que tinham o mesmo trabalho que as duas irmãs, caçavam criaturas da noite. Dean Winchester tinha 28 anos, era o mais velho, o outro rapaz era o mais novo e tinha 24 anos e chamava-se Sam Winchester. Eles estavam numa pesquisa para descobrir os acontecimentos estranhos que se passavam na pequena cidade onde estavam.

- Sam, despacha-te com a pesquisa. – dizia o irmão mais velho.

- Calma, Dean. Estou quase a acabar. – diz Sam, o irmão mais novo.

- Eu quero caçar. – diz mais uma vez Dean.

- Então faz tu a pesquisa. – diz Sam farto de ouvir as queixas de Dean.

- Pronto. Já me calei. – diz Dean.

- Ainda bem. – diz o Sam.

E assim Sam continuou a pesquisa sobre a criatura que iriam caçar naquele dia, mais propriamente à noite. Dean encostou-se na cama e começou a pensar na Jennifer, como ela estaria e o que estaria a fazer naquele momento. Como ele sentia a falta dela, de tocar no cabelo dela, de tocar no seu corpo e de ela se entregar a ele como o fez quando andavam antes de ela partir. Como tinha sido burro ao deixá-la partir e não ter pedido para ela ficar com ele.

- Ai que saudades. – diz Dean do nada.

- Saudades? Tens saudades do quê? – diz Sam.

- Nada. Estava a pensar. – diz Dean.

- Diz a verdade. – diz Sam.

- Já disse que não é nada. – diz Dean.

- Ok. Não digo mais nada. – diz Sam voltando a pesquisa.

------------------------
Espero que gostem!!!
Comentem!!!
Tou a espera!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fifas***
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 104
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 23
Localização : na lua com o Jensen

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 2:14 pm

LINDA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Posta mais! lol!

_________________


My baby..............

A minha fic...

http://jensen.livreforum.com/fan-fics-f11/ja-me-estou-a-passar-t7.htm
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://jensen.livreforum.com
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 2:16 pm

Inda bem k gostaste!!!!
Agora já viste o Dean ta apaixonado?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
saphira
Fã 1*
Fã 1*
avatar

Mensagens : 59
Data de inscrição : 13/01/2008
Localização : A voar pelo mundo com o sammy

MensagemAssunto: fixe   Dom Jan 13, 2008 3:02 pm

Agora deixaste-me curiosa. Quero saber mais.


hehe pirat

muito fixe, paty. continua.

interesting, very interesting.


savvy?

Cool Cool Cool
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 3:10 pm

Capitulo 2

Um ano se passou, e Jennifer começava a ter problemas com a relação que tinha com Lee. Ele encontrava-se praticamente ausente, concerto para ali, entrevista para ali, tour para não sei onde. Até que um dia, sem avisar de nada, partiu para Tóquio, estava farta das ausências dele pois nunca estavam juntos. Quando lá chegou, não encontrou ninguém em casa, pensava ela. Caminhou até ao quarto de Buffy, e encontrou-a inconsciente no chão, cheia de arranhões e de sangue. Por sorte não tinha sido mordida, e levou-a para o hospital. Dias depois saiu de boa saúde, parecia nova. Ao que parece o namorado dela, tinha-a trocado por uma cantora famosa da zona.

- Nunca gostei dele, e aliás Japão, não é a minha cara – confessava Buffy.

- Desculpa informar-te mas vamos ficar aqui durante mais uma temporada, mas por mim podíamos ir embora. – avisou Jennifer, com calma.

- Sim! – disse Buffy, enjoada.

Entretanto nos Estados Unidos, os dois irmãos estavam a meio de uma investigação, onde estavam a investigavar uns desaparecimentos de uns jovens, muito estranhos, quando o telefone de Dean toca, ele olha espantado ao ver quem era.

- Sim? – diz ele.

- Dean, daqui é o William Turner, o pai da Jenny e da Boo. – diz a voz do outro lado.

- Sim, sei quem é. – diz Dean.

- Eu queria pedir-vos para irem ter com elas a Tóquio e trazerem-nas para os Estados Unidos. Eu vou dizer-lhes que são guarda-costas. Não lhes digo que são vocês. A Jenny vai adorar rever-te Dean. Ela continua apanhadinha por ti. - diz William.

- Nós vamos buscá-las. – diz Dean.

- Obrigada. – diz William.

Desligam. Sam está a olhar para Dean com cara de parvo. Mas quem seria?

- Quem era? – pergunta Sam.

- O pai da Jenny e da Boo. – responde Dean.

- O que ele queria? – pergunta Sam.

- Que as fossemos buscar a Tóquio. Vou rever a Jenny. Ela deve continuar linda como sempre. Eu continuo apaixonado por ela. – diz ele passando a mão pelo cabelo.

Sam sabia como o irmão era apaixonado pela Jennifer, mas eles acabaram por burrice, pois o irmão quis partir com ele e com o pai. Nem perguntou à Jennifer se ela queria ficar com ele e irem juntos caçar.

- Vamos para Tóquio agora? – diz Sam.

- Sim, vamos. – responde o irmão.

E arrumam as suas coisas e partem para Tóquio. Enquanto no dia seguinte em Tóquio, na casa das meninas...

- Mana, o pai enlouqueceu! – disse Jennifer, em estado critico.

- Que foi desta vez!? – perguntou ela – Vamos para o Congo!? Vou usar aparelho nos dentes!? – rindo-se.

- Vamos ter guarda-costas! – corrigiu Jennifer.

Buffy olhou para ela com uma cara de alguém que tivesse acabado de ver um vampiro à sua frente.

- Estás a gozar, certo!? – diz ela.

Nem ela queria acreditar, só de pensar, apetecia-lhe rir-se ali mesmo.

- Não. E já os contratou. Só para mim aliás, como estás sempre comigo, chega perfeitamente. – confessou ela.

- Que venham eles! – murmurava Buffy, já com ideias na cabeça – bem vou tocar guitarra, se não qualquer dia já nem sei dedilhar – terminou ela, sentando-se no sofá a praticar.

- Eles a qualquer momento chegam, partiram ontem há noite – avisou Jennifer, mais uma vez.

- Óptimo! – sorriu Buffy – é melhor trocar de guitarra, uma eléctrica, e ligar ao amplificador. – a tentar ser sarcástica, mas não estava com grande disposição.

- Vai lá – responde Jennifer sentando-se a ver TV, uma rede americana.

Ao menos não tinham que estar a ouvir tudo em japonês: novelas, noticias, documentários, desenhos animados, filmes e música. Uma hora depois, a campainha toca. Como a outra empregada, Keiko, estava ocupada a tratar do almoço, Jennifer foi ver quem era. Quando abriu a porta nem queria acreditar.

- Ahm… Dean… Sam!? – diz ela que estava surpreendida demais.

Buffy que estava a tocar guitarra, normalmente, começou a tocar com força e rapidez, fazendo um som pesado. Mas os seus planos foram por água abaixo, uma das cordas partiu-se.

- Boa! – murmurou ela, olhando pelo o ombro.

Sam olhou para ela, e Buffy voltou a olhar para a guitarra.

– São mesmo eles, mas já faz tanto tempo. Que fazem eles aqui!? – já estava a começar a entrar em stress.

Pousou a guitarra, e foi para a cozinha, buscar um copo de água.

- Entrem! – disse Jennifer, um pouco nervosa.

A visita deles foi mesmo, surpresa, nenhuma delas esperava por eles, ou sim!? Buffy regressou a sala, a tremer.

- Decidiste voltar!? A guitarra não estava do teu agrado!? – perguntou Jennifer, suspeita.

- Como vês… – e pegou na guitarra – parti uma corda. Sabes as coisas japonesas não valem nada! – disse – nem mesmo o leite – terminando.

Dean que a estava a observar partiu-se a rir.

- Konnichiwa Boo! – riu-se Dean.

- Fuck… – mandou Buffy, já zangada.

- Isto começa bem! – murmurou Sam.

- Eu ouvi Sammy! – disse Buffy, começando a rir-se.

Jennifer ficou a olhar para aqueles três.

- Olá aos dois – sorriu Buffy.

- Ohayo – acenou Sam.

Buffy voltou à expressão séria e furiosa. Sam encolheu-se.

- Já faz muito tempo desde a última vez que nos vimos! – informou Buffy – que se passa!?

- Já não podemos vir-vos visitar!? – perguntou Dean, a fazer-se como sempre de engraçadinho.

- Na verdade... – começou Sam – nós não vos viemos visitar! – informou ele.

- Os guarda-costas devem chegar em breve – avisou Jennifer.

- Bom, nós – continuou Dean – somos os vossos guarda-costas! – acabou ele.

Buffy olhou para eles os dois.

- Hum, hum... e o pai natal existe! Sempre engraçado, Dean – sendo sarcástica.

- E os unicórnios deitam raios pelo cu! – e Dean fez um sorriso gigante, de sarcástico.

- Mas porquê vocês!? Não têm que caçar coisas más!? – perguntou Buffy

- Depende das coisas más – interveio Sam.

- Bem meninos, se isso é verdade então Bem-vindos – e abraçou os dois.

Depois do abraço de Jennifer…

- Boo vem cá! – dizia Dean todo contente – dá lá um abraço! – sorriu ele.

Quando Dean ia abraça-la, Buffy deu-lhe um pontapé na zona critica dele.

- Awww – murmurou Dean, caindo no sofá.

- Dá cá um abraço Sam! – pediu Buffy.

E os dois abraçaram-se. Buffy sentiu-se um pouco estranha com aquele abraço, sentiu-se calma e segura.

- Bem vocês sabem japonês ou quê!? – perguntou Jennifer, delicadamente.

- Nem por isso – falou Dean, depois do atropelamento.

As irmãs conheciam os Winchester desde pequeninas. A mãe delas era amiga de Mary, mãe de Dean e de Sam, e William tinha sido parceiro de John, na Marinha. Os dois tornaram-se grandes amigos. Depois da morte paranormal da mãe deles, nunca mais mantiveram contacto. Mais tarde, as duas voltaram para os Estados Unidos, e ficaram em casa dos Winchester, e por algumas razões William era muito suspeito quando falava com John ao telefone. Tinham-se tornado grandes amigos, até Jennifer se envolveu com Dean. Os quatro caçavam criaturas más em grupo, Buffy adorava matar vampiros com Sam. Aos 18, Jennifer perdeu a sua virgindade com Dean, e as coisas complicaram. Começaram a discutir, porque Dean não podia estar ali, tinha que ir embora com o pai e com o Sam. Buffy gostava de estar com Sam, mas eram só amigos. Um dia, Jennifer pega em Buffy e partem para Tóquio. Foi tudo tão rápido, e desde aí Jennifer só tem tido curtes que também acabavam mal. A sua última antes de partir para Londres, tinha sido com um japonês chamado Yaten Kou, ao que parece era irmão de Seiya Kou.

- Venham comigo, vou-vos mostrar o quarto! – sorriu Jennifer.

Dean e Sam acompanharam-na. Buffy deixou-se estar ali sentada no sofá a pensar. Sam estava lindo de morrer, mas Dean continuava aquela brasa de sempre. Ela nunca se apaixonara por nenhum dos dois, nem tencionava, eles eram estranhos, tal como ela e a irmã.

--------------
Comentem!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rachel_Hart

Fã
avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 25
Localização : Chicago, Illinois, :D

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 3:20 pm

super giro como sempre Very Happy
adoro adoro as tuas fics jenny *-*
espetaculares : P

curioso ou nao , 2 das minhas pancadas e o Dean e o Lee Mad xD

temos muito em comum xD ~~

queremos mais *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 3:22 pm

Inda bem k gostaste!!!
Daki a pouco posto o capitulo 3!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
saphira
Fã 1*
Fã 1*
avatar

Mensagens : 59
Data de inscrição : 13/01/2008
Localização : A voar pelo mundo com o sammy

MensagemAssunto: hehe   Dom Jan 13, 2008 3:29 pm

Citação :
Que foi desta vez!? – perguntou ela – Vamos para o Congo!? Vou usar aparelho nos dentes!? – rindo-se.

- Vamos ter guarda-costas! – corrigiu Jennifer.


LOOOL . guardas costas a caminho. txan txan. eu também quero, pá. Razz


Citação :
Buffy que estava a tocar guitarra, normalmente, começou a tocar com força e rapidez, fazendo um som pesado. Mas os seus planos foram por água abaixo, uma das cordas partiu-se.


LOOOL. eu teria precisamente a mesma reacção. LOOOL Shocked Shocked Shocked Shocked



Citação :
A visita deles foi mesmo, surpresa, nenhuma delas esperava por eles, ou sim!? Buffy regressou a sala, a tremer.

- Decidiste voltar!? A guitarra não estava do teu agrado!? – perguntou Jennifer, suspeita.

- Como vês… – e pegou na guitarra – parti uma corda. Sabes as coisas japonesas não valem nada! – disse – nem mesmo o leite – terminando.

Dean que a estava a observar partiu-se a rir.

- Konnichiwa Boo! – riu-se Dean.

- Fuck… – mandou Buffy, já zangada.

- Isto começa bem! – murmurou Sam.

- Eu ouvi Sammy! – disse Buffy, começando a rir-se.

Jennifer ficou a olhar para aqueles três.

- Olá aos dois – sorriu Buffy.

- Ohayo – acenou Sam.

Buffy voltou à expressão séria e furiosa. Sam encolheu-se.

amei esta parte. LOOOL.



Citação :
Buffy olhou para eles os dois.

- Hum, hum... e o pai natal existe! Sempre engraçado, Dean – sendo sarcástica.

- E os unicórnios deitam raios pelo cu! – e Dean fez um sorriso gigante, de sarcástico.

- Mas porquê vocês!? Não têm que caçar coisas más!? – perguntou Buffy

- Depende das coisas más – interveio Sam.

- Bem meninos, se isso é verdade então Bem-vindos – e abraçou os dois.

Depois do abraço de Jennifer…

- Boo vem cá! – dizia Dean todo contente – dá lá um abraço! – sorriu ele.

Quando Dean ia abraça-la, Buffy deu-lhe um pontapé na zona critica dele.

- Awww – murmurou Dean, caindo no sofá.

- Dá cá um abraço Sam! – pediu Buffy.

E os dois abraçaram-se. Buffy sentiu-se um pouco estranha com aquele abraço, sentiu-se calma e segura.


tou ciumes da BUFFY. tambem quero um abraço. Sad Sad Sad

tá muito fixe paty. continua.

só talento.

Cool
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 3:32 pm

Capitulo 3

Entretanto Sam desce e senta-se ao lado de Buffy. Como ela estava perdida em pensamentos nem notou pela presença de Sam.

- Buffy! – chamou Sam.

Mas ela não reagia. Sam tocou-lhe no braço, e Buffy despertou.

- Desculpa, estava aqui a pensar e nem reparei – rindo-se.

- Deixa lá – dizia ele.

- Onde se meteram aqueles dois!? – perguntou Buffy, preocupada.

- Devem estar a ver o resto da casa – dizia ele.

- Pois, a ver o resto da casa – pensava ela.

Dean tinha começado a beijar Jennifer, e caminharam para o quarto dela. Para matarem as saudades.

- Há quanto tempo – murmurava ele.

- Continuas bom como sempre – murmurava ela.

Os dois estavam a matar saudades. Como a personagem da acção era Dean, a coisa enrolou. Na sala, Buffy estava a sentir dores no corpo, tinha sido atacada há 2 dias. Então decidiu encostar a cabeça no peito de Sam.

- Estás bem!? – perguntava ele, preocupado.

Ele conseguia ver a cara de Buffy em agonia.

- Sim. É que há 2 dias, quando a Jenny voltou, eu fui atacada por um vampiro, antes que ele me mordesse só me lembro de lhe dar com a estaca e ele desfazer-se em pó – contava ela. - Depois disso, acho que desmaiei.

- Wow – dizia ele.

Buffy afastava o cabelo da testa de modo a ele ver os pontos. Despiu a camisola de manga comprida, de modo a ver-se arranhões e hematomas pelos braços e barriga dela. Buffy tinha ficado em top.

- As pernas estão no mesmo estado – queixava-se ela, a tremer.

Sam viu a dor e o pânico dela, e pegou-a ao colo.

- Que estás a fazer!? – questionava-se ela, confusa.

- A levar-te para o teu quarto, precisas de descansar. – avisava ele.

- Eu não quero dormir! – pedia ela.

Buffy tinha medo de adormecer, devido aos seus pesadelos, às vezes pareciam tão reais, que no dia a seguir, ela mesma, sentia que já tinha passado por aquilo, enquanto caçava e via as vítimas em agonia, uma espécie de Déjà Vu, como aquele filme do Denzel Washington.

- Porquê!? – olhou-lhe nos olhos.

- Tenho medo dos pesadelos – começava ela – só vejo pessoas a morrerem, vítimas da mordidela de vampiro, e quando estou a caçar, é a mesma sensação do sonho. – e começa agora a chorar. – É horrível, não me consigo acalmar.

Sam que a levava ao colo, parecia estar abraçá-la.

- São espécie de visões – chegando ao quarto dela.

Sam deitou-a na cama.

- Sam – murmurava ela – fica aqui comigo!

- Está bem! – concordou ele.

Sam sentou-se no pequeno sofá e ficou a observa-la, enquanto ela adormecia. Meia hora depois, Buffy acorda em salto, e a respirar muito rápido. Sam ainda estava acordado a observa-la.

- Outra morte! – começava ela – perto da estação ferroviária.

Sam levantou-se e sentou-se ao lado dela. Buffy estava a chorar outra vez, e então abraça-a. O abraço resultou, Buffy parou imediatamente de chorar e voltou adormecer. Como parecia mais calma, Sam deixou-a dormir em paz, saindo do quarto. Quando chegou à sala, Dean e Jennifer estavam a conversar.

- Sammy, onde te meteste!? – perguntava Dean.

- Jenny, sabes alguma coisa dos pesadelos da Buffy!? – perguntou Sam, ignorando Dean.

- Ahh! Aqueles sonhos das mortes e de mais vampiros!? – perguntou ela – Sei!

- Sonhos de mortes!? – espantou-se Dean.

- Sim! E ao que parece tornam-se realidade. Visões, mais correctamente – informava Sam – eu fui deita-la porque ela estava cheia de dores.

- Os analgésicos já deixaram de fazer efeito – informava Jennifer.

- Ela adormeceu, mas acordou pouco tempo depois, com outro pesadelo. E mais uma morte, perto da estação ferroviária. – informou Sam.

- Então vamos lá! – dizia Dean, com um sorriso na cara.

- Mas é só a noite! – avisava Sam.

- Os vampiros orientais são diferentes dos ocidentais. – dizia Jennifer – enquanto que os ocidentais podem apanhar sol e só morrem queimados, aqui morrem ao sol, queimados ou à estaca. E a água benta é a mesma coisa, só queima. – terminava ela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
saphira
Fã 1*
Fã 1*
avatar

Mensagens : 59
Data de inscrição : 13/01/2008
Localização : A voar pelo mundo com o sammy

MensagemAssunto: resposta   Dom Jan 13, 2008 3:40 pm

Bem, paty. tou a gostar mesmo muito. Continua.

Tadinha da Buffy. e sortuda da Buffy. e malandreca da Buffy. Razz Razz Razz
mas eu compreedo-a.


DEAN E JENNY, força ai.


cheers cheers cheers cheers
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 3:44 pm

Capitulo 4

E assim se passaram os dias, as visões de Buffy pararam. Ela conseguiu finalmente dormir em paz e sossego, como já não fazia há muito tempo, e era Verão. Encontravam-se os quatro na praia.

- Bem vou fazer um pouco de surf – avisou Buffy, levantando-se e pegando na sua prancha.

- Eu acho que também vou para a água – dizia Jennifer.

- Então vamos todos – ria-se Dean.

Sam levantou-se e foi andando.

- Que se passa com ele!? – perguntava Jennifer, vendo a cara de cachorrinho abandonado de Sam.

- Nem eu sei, ele anda distante! – começava Dean – deve ter visto uma japonesa só pode, mas não me diz nada. – sendo engraçadinho.

E foram os dois para a água. Entretanto, alguém agarra em Jennifer.

- Yaten!? – dizia ela surpreendida.

- Ohayo Jennifer! Já faz algum tempo – dizia Yaten – senti saudades tuas.

Jennifer estava a sentir-se estranha, até que Yaten começa a beijá-la. Dean e Sam ficam a olhar para aqueles dois.

- Mas quem é aquele cavalo!? – perguntava Dean, olhando para o cabelo do rapaz era grande e preso num rabo-de-cavalo.

- Acho que é o ex dela – respondia Sam.

Buffy que estava a remar, via tudo e gritou:

- Jennnnnnnnnn! Larga o Yaten! – gritava ela.

Sam e Dean olharam para Buffy ao longe. Como Buffy estava de costas para as ondas, não reparou numa grande que vinha a caminho. Buffy só teve tempo de largar um grito e ser engolida pela onda. Jennifer larga Yaten, e olha para o local onde estava a prancha.

- Buffy!? – gritava Jennifer.

Não havia sinais de Buffy. Dean olhou para Sam. Sam apercebeu-se da situação e foi a correr e a nado. Jennifer tinha ido a correr ter com Dean.

- A minha irmã!? – perguntava ela.

- Bem o Sam já foi procurá-la – respondeu Dean – foi engolida pela onda.

Jennifer não queria acreditar no que estava acontecer e entrou em pânico. Minutos depois, Sam trazia Buffy ao colo mais a prancha a arrastar na areia. Deitou-a e verificou se respirava. Como não respirava, olhou para Jennifer e Dean, e em seguida fez uma respiração boca-a-boca. Segundos depois, Buffy reagiu e cuspiu água.

- Buffy! – dizia Jennifer, mais tranquila – pregaste-me um susto de morte!

Buffy só teve tempo de se abraçar a Sam e começar a chorar. Ela estava já consciente para ter sentido o beijo dele. Meses mais tarde, Jennifer ainda andava com Yaten, mas por alguma razão, não conseguia estar separada do toque de Dean, e de vez quando enrolavam-se mais umas noites. Um dia, Yaten descobriu tudo sobre Dean e afastou-se dela. Os dois voltaram assumir a relação. Só Buffy é que achava que aquilo ia acabar mal, como sempre.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rachel_Hart

Fã
avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 25
Localização : Chicago, Illinois, :D

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 3:45 pm

WOOW, EU DAVA TUDO PA SER A JENNY *-*

vou ler agra o cap 4 Razz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rachel_Hart

Fã
avatar

Mensagens : 43
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 25
Localização : Chicago, Illinois, :D

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 3:48 pm

opa tadinha da boo Neutral , gostei da parte po
Citação :
Ela estava já consciente para ter sentido o beijo dele
:O
opaaa mas a jenny e q tem sorte em ter um dean Sad
tambem quero um xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 3:49 pm

Daki a pouco posto o capitulo 5!!!
Inda bem k gostam!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
saphira
Fã 1*
Fã 1*
avatar

Mensagens : 59
Data de inscrição : 13/01/2008
Localização : A voar pelo mundo com o sammy

MensagemAssunto: romance   Dom Jan 13, 2008 3:54 pm

ai estas fics são tão romanticas. a buffy desta vez recebeu respiração boca a boca do sam.

Shocked Shocked Shocked

affraid affraid affraid



também quero.


bounce bounce bounce continua, jenny.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 3:55 pm

Capitulo 5

Depois da separação de Yaten, Jennifer decidiu que estava na hora de saírem daquela cidade. Como Buffy queria voltar para os Estados Unidos, lá partiram todos.

- O meu amor! – agarrava-se Dean ao volante do seu Chevy Impala ’67!

- Este ferro-velho!? – perguntava Buffy, tentando não rir.

- Atingiste um nervo Boo – murmurava Sam.

- Não me chames Boo, é demasiado embaraçoso. Só o pai é que me chama.

- É como o Sammy – dizia Dean.

E já recuperado da dor emocional que passara com aqueles palavras amargas de Buffy.

- Não me chames isso! Só o pai é que me chamava – dizia Sam, agora também embaraçado.

- Olha que dois! – comentava Jennifer.

- Podemos ir para outro sítio!? – pedia Buffy – preciso de um bom banho! – avisando.

- Vamos lá para o motel – cantava Dean - estou esfomeado!

Buffy tirava da sua mala, uns M&M de chocolate, e encheu a mão com um montinho deles e levou-os à boca. Dean virou-se para trás e ficou a observa-la.

- Que foi!? – perguntava ela, preparando-se para mais uma mão cheia deles.

- Dá-me um bocado! – suplicava ele.

- Comprasses no aeroporto – respondia ela.

- Dean! Qualquer dia ficas uma baleia… - provocava Sam.

- Não fica nada! – protegia-o Jennifer.

Dean sorriu que nem um puto.

- E tu que não achasses isso! – murmurava Buffy, colocando os seus óculos de sol.

E lá foram em direcção ao motel. Dean estacionou, Sam tirou as malas da bagageira.

- Saudades disto tudo! – dizia Jennifer, espreguiçando-se.

- É mesmo, vidinha de rebeldes! – fantasiava Buffy.

Entretanto Dean passa por ela, e dá-lhe um encontrão. Buffy cai para dentro da bagageira.

- Imbecil – gritava ela.

- Desculpa, não vi a nossa distância – sarcasticamente, dizia Dean.

Sam levou as malas para a porta do quarto, e Jennifer acompanhou-o. Buffy saltou dali para fora e correu atrás de Dean. Ele começou a fugir, passando à frente dos outros dois.

- Com licença. – pedia Sam.

- Meninos, eu vou buscar a chave à recepção. – sorria Jennifer.

- Vai lá – e Buffy sentou-se no chão.

- Cansada!? – perguntava Dean.

- Capaz de dar cabo de ti! – respondia ela.

- Vá lá, parem com isso! – pedia Sam.

Buffy lançou-lhe um olhar furioso, Sam calou-se e não se meteu mais. Jennifer voltou com a chave, e abriu a porta. Entraram todos, e Sam trancou a porta.

- Mas… - começava Buffy – só duas camas!? – aflita.

- Este era o único quarto disponível! – informava Jennifer, aos sorrisinhos.

- Onde é que eu durmo!? – perguntava ela.

- Olha na cama! – respondia Dean, em sarcasmo.

- Boa, já aí tinha chegado! – dizia ela.

- O Dean dorme comigo. Tu podes ficar com o Sam – sorriu Jennifer.

Buffy não respondeu.

- Eu durmo no sofá! – falava Sam – Não tem problema!

- Não, não ficas. – dizia Jennifer – Dormes na cama como uma pessoa decente! – ameaçava ela.

Dean não queria acreditar no drama que ali ia, e como não resistiu, partiu-se a rir.

- Que foi agora!? – perguntava Buffy.

- Ohhh! Nada! – continuando a rir.

Buffy já farta dele, vai lhe dar um pontapé na zona critica. Dean cai para a cama.

- Fui atropelado por elefante, outra vez! – murmurando, em agonia.

- Assim é que estás bem! – dizia Buffy.

- Não era preciso seres tão má – dizia Jennifer – coitado – aproximando-se dele.

- Não venhas cá defende-lo e não sei quê! – dizia Buffy, saindo dali para fora.

- Ficou zangada, não se preocupem, eu vou atrás dela – avisava Sam, saindo logo.

Dean recuperou da dor daquela zona, e sentou-se. Jennifer sentou-se em cima dele.

- Estás melhor!? – sussurrava ela, ao ouvido.

- Nunca estive tão bem na vida – informava ele, começando a beijá-la.

Buffy tinha ido buscar chocolate quente, a uma daquelas máquinas. Sam aparecia.

- Então que se passa!? – perguntava ele.

- Já não posso com o teu maninho – informando.

- Não lhe ligues, ele gosta de se meter contigo, mas lá no fundo preocupa-se contigo. – dizia ele.

- Sim, pois! – murmurava ela.

- Vamos para algum sitio!? – perguntava ele – É que não me parece que eles vão gostar de ter companhia.

- Vamos! – sorria ela.

Sam aproximou-se dela, e caminharam até a um jardim ali perto. Para falarem dos tempos em que eram crianças e caçavam juntos, antes de as raparigas terem partido para Tóquio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
saphira
Fã 1*
Fã 1*
avatar

Mensagens : 59
Data de inscrição : 13/01/2008
Localização : A voar pelo mundo com o sammy

MensagemAssunto: camas   Dom Jan 13, 2008 4:02 pm

só duas camas, pá. OH sammy. vens para a minha, ora. Laughing


prontos prontos, vai para a da buffy.


LOOL
e a buffy a dar um pontapé no sitio X ao dean. estes dois. QUE dupla.


tou a gostar muito, paty.

continua, si vous plait. Smile Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 4:08 pm

Capitulo 6
Parte I

Uma noite passou, e o grupo partiu de manhã cedo. Iam para Seattle, em Washington. Para variar, estava nevoeiro. O sitio mais chuvoso daquele país.

- Boa! Já parece Londres! – comparava Jennifer.

- Belo sítio para criaturas – avisava Buffy.

- Ohh, não se deprimam! – pedia Dean – vai ser divertido!

- Divertido!? – perguntava Sam – tu não sabes o que dizes, mas prontos.

- De quê que andamos à procura na realidade!? – perguntava Jennifer.

Sam abriu o Diário de John, folheou algumas páginas, até ao marcador que lá tinha deixado.

- Bem, quando partimos para Tóquio, nós estávamos investigar este caso, pois é muito estranho – entregando uma página de jornal às meninas.

- Um grupo de jovens desapareceu depois de uma festa! – lia Jennifer – O carro foi encontrado junto à estrada. Ao que parece iam 5 pessoas nele, duas raparigas e 3 rapazes. – continuava Jennifer, mas Buffy tirou-lhe o pedaço de jornal para ler.

- Uma das raparigas e um dos rapazes, que aparentavam ter uns 18 anos, foram encontrados mortos no carro. Os outros três rapazes desapareceram, sem deixar rastos. E ninguém sabe onde começar a procurar. – terminava ela.

- Então!? – perguntava Dean.

- Um desaparecimento sinistro – comentava Jennifer.

- Obra maligna e prontos – terminava Buffy.

Olhando para a imagem, e os nomes dos jovens. As raparigas eram Kate e Kelly, os três rapazes eram, Jesse, Jack e Paul. Kelly e Jesse foram as vítimas mortas. Kelly Thompson e Jesse Bryant.

- Mana – entregou Buffy a Jennifer – estão aí o nome dos jovens, e dos dois mortos.

Jennifer observou.

- Temos que encontrar as fotos da autópsia – avisava ela – para analisarmos os corpos.

- Não é necessário – informava Sam – o pai tratou disso – estendendo algumas fotos das vitimas.

- Wow, deve ter doído – dizia Buffy.

- Não gozes! – pedia Jennifer, olhando também.

- Não estou a gozar – dizia Buffy – olha para o pescoço, duas marcas.

- Vampiros!? – perguntava Jennifer.

- Bem, sim e não. Como tu disseste em Tóquio, os vampiros orientais são diferentes dos ocidentais – observava Sam – mas sim, são vampiros, mas as marcas são uma espécie de assinatura.

- Os vampiros de cá para converterem um humano em tal, tem que lhes dar a provar o seu sangue. – dizia Dean – Nojento, na verdade.

- Mas eles andam por cá de dia também! – dizia Jennifer.

- Ou seja, dobro do cuidado: dia e noite. Só faltava esta – lamentava Buffy.

Continuaram a viagem, parando numa estação de serviço em Seattle. Buffy e Jennifer tinham ido comprar comida e bebidas. Dean estava a por gasolina, e Sam estava a observar o local.

- Já comprámos tudo! – exclamavam as meninas, com quatro sacos na mão.

- Olhem – pediu Sam – está ali qualquer coisa – e foi lá ver.

Era uma espécie de folheto na janela da estação. As duas foram com ele.

- Mais um grupo de cinco jovens desapareceu, dois deles mortos, rapaz e rapariga. – lia Sam – isto já parece um ritual.

- E é! – concordava Buffy – mas estes vampiros daqui são demasiado sinistros. Nunca entendi os vampiros daqui.

- Pois! – murmurava Sam. – De qualquer forma temos que ir ao local do crime, investigar! – e foi para o carro.

Jennifer e Buffy foram buscar um folheto daqueles e voltaram para o carro.

- Então que descobriram!? – perguntou Dean, com o seu arzinho.

- Mais cinco jovens desapareceram, dois deles mortos, rapaz e rapariga. – informava Sam.

- Wow, estão com fome mesmo! – ria-se Dean.

- Dean, essa não teve piada – avisou Jennifer.

Dean olhou para ela. Jennifer estava séria, era melhor parar com as piadinhas.

- Bem vamos lá para o local! – avisava Dean.

E lá foram pela estrada. Meia hora depois, chegaram ao local. Ainda lá estava o carro, o que era bom para eles. Saíram do Impala, e foram sondar o carro das vítimas.

- Muito sangue, pouca coisa! – dizia Dean.

Sam e Buffy estavam a ver os bancos. Jennifer estava a ver a bagageira e mais o Dean. Buffy estava a procurar nos bancos de trás, e Sam estava a procurar nos da frente. De repente, Buffy cai, e ao olhar para baixo vê uma espécie de canino afiado.

- Malta! – chamava ela, tirando de la o canino – encontrei qualquer coisa! – avisava ela.

- O que é!? – perguntava Jennifer.

- Ahm… alguém me ajuda sair daqui de baixo!? – pedia Buffy, tinha ficado presa na parte dos pés!

Sam vai lá tira-la. Buffy recupera a postura, e estende a pista.

- Mas isso é um canino! – dizia Jennifer.

Dean pegou nele e avaliou.

- Um canino, sim, mas de vampiro! – concluiu ele.

- E agora que fazemos!? – perguntava Buffy.

- Vamos ao ninho deles! – dizia Sam. – não deve ser longe daqui.

- Pois, já que os dois desaparecimentos foram nesta zona – observava Dean.

- Então vamos procurar. – Dizia Jennifer.

Os quatro olharam em volta, só havia árvores.

- Parece que estamos entre o grande bosque – comentava Buffy.

Dean e Sam observaram melhor o bosque dos dois lados. Perto do carro, numa pequena descida, avistava-se um caminho de terra.

- Olhem – dizia Dean, descendo para lá.

- Um caminho – acrescentava Sam.

- Então vamos lá caçar esses vampiros. – entusiasmava-se Buffy.

- Calminha aí Boo. Eles podem estar aqui de dia, é perigoso na mesma! – avisava Dean.

- Levamos as armas! – sorria Jennifer, abrindo a bagageira do Impala.

- Ok, mas não vamos ataca-los já. Temos que ver quantos são! – dizia Dean.

- Eles vão sentir o nosso cheiro. – dizia Sam.

- Podemos levar o Impala!? – perguntava Buffy.

- Não – dizia Dean.

- Mas e se for muito longe e tivermos que fugir!? – perguntava ela.

- Ora que coisa, corres! – dizia Dean, sarcasticamente.

- Dean, agora sem brincadeiras! – pedia Buffy.

- Fugimos a correr – continuava Dean.

- Por mim tudo bem – concordava Jennifer – desde que tenhamos as armas connosco.

Os quatro pegaram, nos sacos com armas: lanças, estacas, água benta, tudo o que servia para magoar os vampiros. Até gasolina, a parte favorita de Dean. Caminharam pelo o carreiro, sempre atentos ao que estava à sua volta. Buffy já tinha duas estacas preparadas nos bolsos. Jennifer tinha uma lança e água benta. Dean e Sam a mesma coisa. Continuaram o caminho, encontrava-se tudo muito calmo demais, o que trazia problemas a Buffy.

- Este silêncio faz-me impressão – murmurava Buffy, tremendo.

Buffy tinha problemas destes com tudo muito calmo e silencioso.

- Acalma-te – pedia Jennifer – agora não tens aqui os teus comprimidos anti-stress.

Dean olhou para elas as duas.

- Calem-se. Basta uma palavra para nos ouvirem – avisava Dean, calando-se logo também.

Continuaram a andar em silêncio, até que avistaram uma espécie de armazém. Era muito velho, mas estava alguém lá à porta. Até que entrou e fechou a tal porta. Voltara tudo a estar deserto. Os quatro olharam-se e começaram andar por entre os arbustos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 4:09 pm

Parte II

- Malta, vamos ou não!? – perguntava Buffy, que via agora motivos para se entusiasmar.

- Acho que nos esquecemos de qualquer coisa! – dizia Dean – mas vamos lá, não é importante.

- Está bem! – dizia Jennifer, ficando atrás dele.

Buffy foi para trás de Sam. O grupo caminhou, devagar até à porta. Dean ia arromba-la, mas Sam meteu-se à sua frente, e rodou a maçaneta devagar, deu um estalinho, estava aberta. Sam sorriu para Dean, e este fez uma careta. Jennifer e Buffy tentavam não se rir. O silêncio estava a incomodar Buffy novamente. Dean abre a porta, e começam a entrar devagar. Sam e as meninas olharam à volta. Contaram 8 vampiros. Jennifer agarrou-se a Dean. Buffy ficou perto de Sam. Começaram andar, os vampiros estavam a dormir. Jennifer tropeçou em não sei o quê, nenhum se mexeu.

- Sono pesado! – sussurrou Buffy.

- Shiuuu! – dizia Sam.

Dean e Jennifer olharam para eles, e fizeram sinal para se calarem, Sam fez um enorme círculo a volta do armazém com sal, enquanto Buffy ficava de vigia. Jennifer espalhava palha e feno por dentro do círculo, enquanto Dean atirava com gasolina.

- Buffy vai para a porta! – sussurrava Sam.

- Porquê!? – sussurrava ela.

- Porque sim! – disse ele, fazendo sinal a Dean.

- Jennifer, vai para porta e não perguntes porquê! – sussurrou Dean.

- Mas… – olhou para a cara séria dele – ok! – sussurrando.

Buffy e Jennifer dirigiram-se para a porta, e ai ficaram a observa-los. Dean e Sam estavam à procura dos três rapazes. A caminho da porta, havia lá uma espécie de sala, sem paredes, clara. Os dois foram para lá procurar. Jennifer preparou uma lança, e Buffy uma estaca. Dean espreitou até que Sam viu um rapaz amarrado. Dean estava de volta ao grande círculo.

- Tão estúpidos – sussurrava ele, com um ar de gozo.

Sam tentou acordar o rapaz. Este acordou, olhou para ele e começou a gritar, um grito demoníaco.

- Bolas! – disse Sam.

Os oito vampiros que estavam a dormir acordaram e viram Dean.

- Olá a todos! Espero que tenham dormido bem! – dizia Dean.

E atira o isqueiro e mais uns fósforos acesos, para a palha mergulhada em gasolina. Mal aquilo tocou na palha, começou arder em circulo. As chamas estavam altas demais. O rapaz que estava preso, agora vampiro também, soltou-se e atirou-se para Sam. Quando este estava quase a morder-lhe, algo queima-o, e este foge.

- Água benta!? – levantando-se.

- Vamos embora. – dizia Dean.

E correram para a porta. Jennifer e Buffy já tinham saído dali, para ao pé do bosque. Dean e Sam saíram de lá. Quando chegaram perto delas…

- Bom trabalho! – dizia Buffy sarcasticamente – agora temos 4 a saírem!

Os três olharam.

- Vamos, corram! – dizia Dean, aflito.

Jennifer que tinha preparado uma lança, atirou-o. Acertou num deles no peito, caindo no chão cheio de dores. Se ficasse ali, ia arder com o resto do armazém. E continuaram a correr, entrando no carreiro.

- Ainda bem que eu me empenhava em Educação Física – ria-se Buffy.

- É pois! – dizia Jennifer – eras uma lástima.

- Ohhh! Em futebol, e ginástica. – avisava Buffy.

Continuavam a correr.

- Pois… - dizia Jennifer.

- Em atletismo até corria bem, só era pena os ténis estarem mal apertados, se não, não os perdia pela a pista.

- Sim, sim! – continuava Jennifer.

- Mas a sério em ginástica, não era lá muito boa em pinos, mas saltos nos aparelhos, isso sim era excelente!

- Já acabaram a conversa!? – perguntava Dean – não quero estar a destruir um momento profundo.

- Cala-te – dizia Sam.

E continuaram a correr durante 5 minutos, com três vampiros atrás deles. As árvores estavam a desaparecer, via-se uma pequena subida. Chegaram à estrada. Subiram apressados, e como Dean não trancara as portas do Impala, entraram logo. Trancaram as portas e Dean arrancou. Por pouco não tinham sido apanhados. Dean acelerou-o pela estrada até passar pelo o outro carro. Os três predadores tentaram segui-los no outro carro, mas Sam tinha sido inteligente, em furar os pneus. Dean chegou mais à frente, e deu a volta, seguindo o sentido contrário de volta à estação de serviço. Voltaram a passar por eles, e desapareceram-lhes da vista.

- A salvos! – suspirava Jennifer.

- Não tinha tanta certeza! – avisava Buffy.

- Porquê!? – perguntava ela, agora confusa.

- Já te esqueceste que eles agora já nos apanharam o cheiro!? Mesmo que viajemos para a outra ponta do país, eles detectam-nos.

Jennifer engoliu em seco.

- Lembraste-te de outro detalhe! – dizia Dean – Parabéns!

- Há noite já devem estar mortos – informava Sam – porque os vamos caçar.

- É mesmo! – concordava Buffy, sorrindo.

- Ainda bem que compramos comida e bebidas. – contentava-se Jennifer.

- Heyyy, dá-me aí uma garrafa de água – pedia Buffy – estou a desidratar!

- Toma – deu Jennifer.

Buffy bebeu um bocado.

- Dá aí Buffy – pediu Sam.

Buffy deu-lhe a garrafa, e ele bebeu.

- Bem malta, tenho uma coisa para vos contar! – começava Dean.

Os três olharam-no.

- Os três fugitivos nunca mais saem daquele carro! – começando a rir-se – eu fez uma coisa ao motor, que aquilo se mete andar explode. – começando a partir-se a rir.

Os três olharam para trás, já estavam um pouco longe, já tinham dado uma curva que agora só se via as árvores. Mais dentro via-se uma enorme nuvem de fumo. De repente ouve-se um pequeno estrondo.

- Já está – informou Dean - que bom! – pondo as suas músicas.

Os três continuaram a olhar para trás e viram outra nuvem mais pequenina.

- Não é melhor chamarmos bombeiros!? – perguntava Jennifer.

- Olha para o tempo – estava para chover – não tarda nada começa a chover torrencialmente – e dito isto começou a pingar.

Buffy era bruxa ou quê!?

- Wow, que pontaria – dizia Sam.

- Próxima paragem, Sammy!? – perguntava Dean, sarcasticamente.

Sam começou a percorrer as páginas do diário.

- Los Angels!? – dizia Sam, confuso.

- LA!? Oh meu deus, que saudades! – dizia Buffy.

- Boa, lá vem ela com história do rock – informava Jennifer.

- Não é nada! – defendia-se. – LA é a melhor cidade dos Estados Unidos para mim.

- Pensei que fosse NY!? – meteu-se Dean.

- É homicídio – riu-se Buffy.

Os quatro riram-se um bom bocado, e puseram os óculos.

- California here we come! – cantarolava Dean, ao volante.

E seguiram viagem para sul. Algo no meio daquele imenso bosque os observava..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
saphira
Fã 1*
Fã 1*
avatar

Mensagens : 59
Data de inscrição : 13/01/2008
Localização : A voar pelo mundo com o sammy

MensagemAssunto: ai   Dom Jan 13, 2008 4:18 pm

Muito muito fixe, paty.

Esta foi creepy. affraid affraid affraid

mas eles safaram-se.


estes quatro rulam.


Like a Star @ heaven Like a Star @ heaven Like a Star @ heaven
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 4:32 pm

Capitulo 7
Parte I

Os quatro continuavam a viagem para Sul, já estavam em San Francisco, faltava mais umas duas horas para LA. A viagem estava muito silenciosa desde a explosão do carro das vítimas desaparecidas. Dean também já farto do silêncio, decide por musiquinha.

- Bon Jovi!? – perguntava Buffy.

- Sim, porquê!? – perguntava Dean – também não gostas!?

Buffy fitou-o.

- Ela ama-os, se pudesse, já tinha conhecido o Jon há muito, muito tempo – ria-se Jennifer.

- Cala-te! – pedia Buffy – gosto da banda! – afirmando.

- Vocês têm cá um gosto! – murmurava Sam.

- Eu ouvi-te Sammy – avisou Dean, e então pôs a música mais alto.

Buffy vira-se para trás e começa a mexer no banco, abre o banco e tira da bagageira uma viola.

- Que estás a fazer!? – olhava Dean através do espelho.

- A partir a viola é que não é! – respondeu Buffy, começando a tocar.

Os três olharam para ela.

- Pirou! – murmurou Sam.

Buffy começa a cantar baixinho, então Dean decide cantar alto. Os três olham agora para ele.

- Jen, canta lá também! – pedia Buffy.

- Nem penses! – negou ela, ficando quietinha.

Dean e Buffy cantaram durante algum tempo, até que se cansaram.

- Cantas bem, oh tu! – admirava Buffy.

- E tu tocas bem – ria-se ele.

- Por acaso até tocas – concordava Sam.

- Tão quando fomos embora, ui, ela só pensava em guitarra! – contava Jennifer.

Buffy deixou-se estar calada, a dedilhar. Jennifer tira um porta-cds da mala dela, e tira um CD.

- Sam, mete este se faz favor! – pedia Jennifer.

- Os melhores Pop/Rocks!? – lia ele.

- Mete e não digas mais nada. – ordenava ela – e mete na 5.

Sam lá meteu o CD, e na faixa 5. Jennifer deu um sorrisinho, Buffy parou de dedilhar e começou a tocar a música (Can’t Fight The Moonlight, da LeAnn Rimes.) Jennifer começou a cantar, como Buffy queria. Dean e Sam olharam para Jennifer, e Buffy sorriu.

- Ok! – disseram os dois surpreendidos – tu cantas mesmo bem! – tinha a voz de um anjo.

A música terminou, Jennifer parou e Buffy guardou a viola. Dean voltou a por as suas músicas. E continuaram o restinho da viagem. Passado cerca de duas horas, já avistavam a tableta a dizer: Welcome to Los Angels! e mais uma palmeira.

- LAAA! – gritava Buffy, excitada.

- Acalma as hormonas Boo! – dizia Dean, com a sua segunda língua.

- Chegamos! – saltava Jennifer, no banco.

Sam olhou para as duas.

- Bem onde é que querem ir!? – perguntou Dean, parando o carro.

As irmãs observaram a cidade, que se via ao longe.

- Para o sul da cidade – pedia Jennifer.

Dean olhou para ela e sorriu. E lá continuaram até mais Sul.

- Vamos ver a Tia Anne!? – perguntou Buffy.

Dean tinha estacionado mesmo em frente de uma enorme moradia.

- Exacto – ria-se Jennifer – escusamos de ir para um Hotel.

- Mas já não a vemos desde… - parou Buffy.

- Eu sei, por isso mesmo, vamos visitá-la! – sorriu ela.

Os dois rapazes saíram, de seguida as raparigas. Buffy respirou fundo, Jennifer foi andando para o portão, e tocou na campainha. Passados poucos minutinhos, o portão abriu. As duas ficaram caladas e continuaram andar pelo o passeio em pedra. Dean e Sam foram atrás delas. Até que chegam à porta.

- Jen!? Boo!? – perguntava uma senhora, já nos seus 50 anos.

- Ai Tia Anne, não me chame Boo! – dizia Buffy, embaraçada.

- São vocês mesmas – e abraçou-as.

- Já tinha saudades suas – dizia Jennifer.

- Ai queridas, entrem! – disse ela, educadamente.

As meninas entraram mais os meninos. Dean com Jennifer, e Buffy… Buffy com Sam.

- Tia Anne, apresento-lhe o meu namorado Dean, e o seu irmão Sam. – apresentou Jennifer.

A Tia Anne observou os dois irmãos, e fez um sorrisinho.

- Boa escolha – murmurou a tia delas.

Buffy olhou para ela com cara de estúpida.

- Então tu, Sam? Tu e a minha querida Boo… Buffy também são um casal!? – perguntou a Tia Anne, entusiasmada.

Sam e Buffy olharam-se.

- Ai Tia, desculpe fazê-la perder o entusiasmo todo, mas somos só grandes amigos – corrigiu Buffy.

- Sim! Só grandes amigos. – afirmou Sam.

Dean e Jennifer olharam-se, e depois para a pobre tia, e começaram a rir-se.

- Que foi agora!? – perguntou Buffy, já começando a ficar furiosa.

- Nada! – exclamaram os dois.

A Tia Anne reparou na cara de Buffy.

- Bem vamos sentar-nos, para pormos a conversa em dia – disse Anne.

E dirigiram-se para a grande sala, tinha quase toda a tecnologia moderna. Sentaram-se e começaram a conversar um pouco: o que elas têm feito, sobre Dean e Sam, e o que faziam por cá!

- Bem a tia sabe a razão para estarmos com dois Winchester – dizia Jennifer.

Anne olhou para os dois jovens, e ficou surpreendida.

- Os filhos de John!? – perguntou ela.

Os dois ficaram confusos.

- Sim, mas a Anne conhecia o nosso pai!? – perguntou Sam.

- Ora uma longa história, culpa de William – ria-se ela. – o meu irmão às vezes é uma dor de cabeça – lamentava ela.

E continuaram aquela conversa…

- Hum, agora me lembro… Têm algum sitio onde ficar!? – perguntou Anne.

- Vamos ficar num motel – respondia Buffy.

Ela já estava com as ideias de Anne.

- Ai isso é que não – disse ela, levantando-se – Ficam cá, sigam-me!

Os quatro não disseram nada, e seguiram a pobre senhora.

- Tenho quartos que cheguem – disse ela, mostrando os quartos. – escolham o que mais vos agradar – sorriu ela.

- Obrigado Anne – agradeceu Dean.

Anne sorriu e desceu para a cozinha.

- Bela ideia Jennifer – dizia Sam, começando a rir-se.

- Pois, mas agora vamos lá descarregar as nossas tralhas – dizia Buffy.

Buffy desceu, e os três seguiram-na. Foram ao carro e tiraram as suas coisas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 4:32 pm

Parte II

Dean, Sam, Jennifer e Buffy já tinham escolhido os seus quartos, arrumado as suas tralhas e já tinham começado a pesquisa.

- Mais vampiros!? – perguntava Dean.

- Parece que sim – respondia Buffy, abrindo a sua malhinha dos acessórios para uma caça a vampiros.

- Bem, isto já começa a ser um hobbie! – ria-se Sam.

- Quanto mais depressa os despacharmos, mais depressa piramo-nos daqui! – Jennifer, um pouco aborrecida.

- Hey malta, o que foi!? – perguntava Buffy, olhando para a cara dos três.

- Bolaas! – resmungou Dean, batendo com mão na mesa – já estou farto de perseguir vampiros – confessou.

Olharam todos para ele com uma cara de surpreendidos.

- Assaltar campas, exorcismos, esse tipo de coisas – continuava ele – tem mais acção! – encostando-se à cadeira.

- Dean, pára de ser criança! – pediu Jennifer.

- Eu não estou a ser criança – levantou-se ele – estou a ser realista.

Jennifer levantou-se e começaram os dois a discutir. Buffy e Sam ficaram a olhar para aqueles dois a gritarem um com o outro.

- Sabes isto vai dar casamento – ria-se Buffy para Sam.

- Concordo, e vai ser uma união familiar – respondeu Sam, levantando-se.

- Hey, Sammy, eu ouvi-te! – resmungou Dean.

- Bem enquanto vocês ficam aí a discutir… - começava Buffy, dirigindo-se à cama.

- Nós, a discutir!? – perguntava Jennifer – poupa-me! – e continuou a discutir.

- Bem nós vamos sair – dizia Buffy, pondo lá as estacas, agua benta, sal e isso tudo, dentro da bolsa dela.

- Vamos aonde!? – perguntava agora Sam.

- Vamos à minha disco preferida – sorrindo.

- Hey, vão lá divertir-se! – continuava Dean – eu é que tenho que tratar sempre de tudo – levando um estalo da Jennifer.

Sam pegou em Buffy e esgueiraram-se dali para fora.

- Estúpido! – dizia Jennifer.

- Refilona! – respondeu Dean.

- Parvo! – continuou ela.

Dean olhou para ela, com um ar mais calmo…

- Idiota! – disse ela mais uma vez mais calma.

Dean salta para cima de Jennifer e começam a beijar-se. Como aquilo foi tão rápido, Jennifer só teve tempo de cair em cima da cama. Continuaram a beijar-se, e a enrolar ali na cama, até que, prontos… Já a quarteirões dali, Buffy e Sam entraram num pequeno edifício. Era a famosa disco que a Buffy falava. Entraram, andaram, passaram pelo meio das pessoas a dançar, e dirigiram-se ao balcão.

- Um bacardi de limão, por favor! – pedia ela.

- Pode ser uma cerveja – pediu Sam.

Lá conseguiram as bebidas e sentaram-se numa mesa.

- Que andarão aqueles dois a fazer!? – interrogava-se Buffy.

- Esta hora já devem estar enroladinhos na cama, e a esquecerem-se de um monte de vampiros que por aqui andam. – respondeu Sam.

- Bem a música está agradável, vens!? – levantou-se ela.

- Que remédio – murmurou ele.

E seguiu-a até ao meio a pista. Começaram a dançar, mas entretanto a música é interrompida por outra.

- Mas que raios!? – disse Buffy.

- Kanye West!? – disse Sam, rindo-se.

- Cala-te e agarra-me! – ordenou Buffy.

Sam aproximou-se dela, e agarrou-a, continuando a dança. Os dois ficam a olhar um para o outro, até que se ouve um estrondo, e os olhares desviam-se.

- AHHHH! – gritaram umas raparigas.

Sam e Buffy largaram-se e observaram à volta. De repente algo agarra em Buffy por trás, e de seguida em Sam, e arrasta-os até à porta de acesso interdito ao público. Não se conseguiam soltar. Até que os atiraram para dentro de uma sala. Buffy já farta da mão a tapar a boca, morde.

- Awww! – gritou um dos indivíduos.

- Odeio que me tapem a boca, não gosto de silêncio – confessou Buffy.

Então o sujeito dá-lhe um estalo.

- Hey não se bate em raparigas é feio! – disse ela furiosa.

O sujeito simplesmente mostrou os dentes. Buffy olhou para Sam.

- Podes fechar a boca, é que vem um cheiro um pouco tanto enjoativo! – pediu ela, agoniada com o hálito.

- Daqui vocês não saem! – avisou o outro vampiro.

Começou apreciar a cara de Sam e o pescoço.

- Hey cabra ai de ti que o mordas – ameaçou Buffy.

- Oh vais espetar-me uma estaca!? – disse ela – Uhhh que medo! – num tom irónico.

E continuou a tocar no resto de Sam. Buffy estava furiosa. Já furiosa por se estar a assistir ao atiranço da vampira, dá um empurrão soltando-se do parceiro. Começa a espanca-lo a pancada. Este já farto da agressão prendou-a, e atirou contra a parede, ficando inconsciente.

- Porquê que nos fazem isto!? – perguntou Sam.

- Ora, destruíram o armazém em Seattle! – disse o vampiro – hum dos vampiros escapou-se do carro, e veio para cá assim que pode.

Então a vampira atira-o contra a parede também, caindo ao lado de Buffy, e desmaia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jennifer Taylor
Fã 3*
Fã 3*
avatar

Mensagens : 240
Data de inscrição : 13/01/2008
Idade : 30
Localização : A caçar

MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   Dom Jan 13, 2008 4:33 pm

Parte III

As horas passam e já estava muito tarde…

- Dean!? – chamou Jennifer.

- Hummm!? – ainda a dormir.

- Deann!! – chamou ela, mais alto.

- Que foi!? – abrindo os olhos.

- A Buffy e o Sam ainda não chegaram. – disse ela.

- Deixa-os lá divertirem-se. – disse Dean, virando-se para o outro lado.

- Não! Algo se passa – disse ela – eu sinto! A Buffy nunca passa da 1 da manhã! – Jennifer estava a ficar preocupada.

Dean pegou no relógio.

- Mas são quase três! – avisou ele, já acordado.

- Pois! Vamos procurá-los – pediu ela, levantando-se.

- Yahh – resmungando.

Estava no seu sono profundo. Entretanto Buffy começou abrir os olhos, devagar, sei fazer a menor ideia do que tinha acontecido, até se lembrar de novo.

- Sam!? – chamou ela, olhando para os lados.

Olhou para o lado e estava lá ele, no chão inconsciente.

- Sam!! – gritou ela. – Oh meu deus! – e verificou o pescoço dele, estava salvo.

Buffy agarrou nele, e abraçou-o. Sam continuava na mesma inconsciente.

- A culpa é minha! – lamentou ela.

Então aproxima-se da cara dele, e fica a observá-lo. De repente Buffy ouve passos e vira-se, não conseguia ver quem era, pois estava escuro ali. Até que a figura negra se aproximou dela. Buffy afastou-se.

- Não tenhas medo! – disse a voz, meiga – não te quero fazer mal! – e agarrou na mão dela.

Buffy olhou para a mão, e abriu-a. Estava qualquer coisa embrulhada nela e pegou no saquinho e retirou de lá uma crufixo de prata grande.

- Meto-o ao pescoço – pedia o rapaz.

E Buffy colocou-o. Então o rapaz aproximou-se dela. A única luz visível vinha de uma janela, e estava lua cheia.

- Eu reconheço-te! – murmurou Buffy.

- Eu sei! – riu-se ele.

O rapaz pegou nela, e levou-a até à janela. Buffy observou-o melhor.

- Mas…! – chocada.

Sam começou acordar.

- Buffy!? – perguntou Sam por ela.

- Alec!? – perguntou Buffy.

- Lembraste de mim afinal! – sorriu ele.

Sam ouviu o nome.

- Alec!? – perguntou ele.

- Como é que me reconheceste!? – interrogou-se Buffy.

- Os teus olhos não mudaram – aproxima-se ele dela – ainda me lembro da expressão deles, quando me deixaste fugir em Lawrence.

Sam olhou para eles.

- Alec!? O vampiro que deixamos fugir porque era bom!? – lembrando-se finalmente.

- Como nos encontraste!? – perguntou Buffy confusa.

Alec olhou para Sam e depois para ela, sorrindo.

- Encontrei-vos em Seattle, e segui-vos. – disse Alec, aproximando-se dos lábios dela.

Mas entretanto os dois vampiros aparecem...

- Alec, que pensas que estás a fazer!? – perguntou a rapariga.

- Nada que te interessa! – beijando Buffy.

Esta ficou paralisada. Os dois vampiros afastam Alec de Buffy, e agarram nela.

- Tens muita lata tu! – dizia a rapariga.

- Bem chegou a tua hora! – avisou o rapaz.

Sam levantou-se e tentou afastá-los dela, mas a vampira, arranhou-o com as suas unhas afiadas.

- SAM! – gritou Buffy.

O vampiro aproxima-se do pescoço de Buffy, e quando ia a morder, soltou um grito em agonia. Afastou-se… O crufixo era de prata, e tocou-lhe, o que protegeu Buffy. Esta aproveita a situação e começa a dar-lhe pontapés e murros. Atira-o contra a rapariga. Alec ficou quieto à porta.

- Sam ajuda aqui! – pediu ela.

- Ok – pegando na bolsa dela.

Vasculhou e tirou de lá duas estacas, passou a Buffy uma e espetou mesmo em cheio no coração do rapaz. Este gritou, mas não lhe fez efeito nenhum.

- Mas que raio estás a fazer!? – perguntava Sam.

- Já me esquecia que estes são só a queimar! – soltando um risinho embaraçado.

Quando o vampiro retirou a estaca do peito e a partiu, voltou atirar-se para Buffy. Desta vez fora do alcance do crufixo.

- Sam!!! – chamou por ele.

Quando Sam se preparava para afasta-lo, a outra atira-o contra a parede. Então Alec decide ajudar, e pega no outro. Quando lhe ia a bater, algo lhe acertou. Jennifer e Dean tinham chegado, com lanças a arder.

- Oláaa! – disse Dean, dando um pontapé à vampira.

Correndo para os outros dois.

- Acertaste no vampiro errado! – gritou Buffy, correndo para Alec.

Mas quando lá chegou já estava em chamas.

- Como assim!? - Perguntou Jennifer.

- Este foi o vampiro que eu e o Sam deixamos fugir, o Alec – disse Buffy, um pouco mal.

- Ohhh! – soltou Dean.

Jennifer pega noutra lança e atira contra a vampira que se aproximava de Buffy. Buffy pega numa das lanças e espeta-a mesmo no buraco onde tinha perfurado com a estaca. Este gritou em agonia, começando arder. Passada alguns segundos, os corpos desfizeram-se em pó.

- E era uma vez… - começava Dean, mas devido ao olhar de Jennifer, calou-se.

- Vamos para casa, preciso de um bom banho. – pediu Buffy, agarrando o crufixo.

- Eu também – e saíram os dois dali.

- Que lhes deu!? – perguntou Dean – salvamos a pele deles, e nem um obrigado.

Jennifer pega nele.

- Cala-te! – pediu ela. – e vamos!

Os quatro chegaram a casa. Buffy foi a primeira a dirigir-se para a banheira, e de seguida foi Sam. Buffy vestiu uns calções e um mini top, e foi a cozinha buscar leite. Como estavam lá Jennifer e Dean aos beijos, voltou para trás, agarrando numa garrafa de água que ali estava numa das embalagens. Voltou para cima, quando chegou às escadas, saia Sam com toalha a cintura da casa de banho. Buffy observou-o por uns segundos, e quando ele se ia a virar, começou a dirigir-se para quarto.

- Buffy!? – chamou ele.

Buffy olhou para ele.

- Hum!? – soltou ela.

- Estás mesmo bem!? – perguntou ele, aproximando-se.

- Sim – sorrindo – só tenho pena que lhe tenha acontecido aquilo.

- Pois – aproximando-se mais.

- Oh meu deus, que corpinho – pensava ela. – não Buffy, maus pensamentos, estás a ter maus pensamentos! – pensando.

- Vocês os dois!! – chamava Dean.

- Não se vão deitar!? – perguntava Jennifer.

- Bem… eu… ia já deitar! – sorriu ela.

- É, só estávamos aqui a conversar. – respondeu Sam.

Dean e Jennifer olharam-se e depois para aqueles dois. Mal iam a olhar para os dois, só se ouviu duas portas a fecharem.

- Alguma coisa se passa! - Dizia Jennifer.

- Ohh deixa-os lá! – rindo-se. – Vamos é ao que estávamos a fazer! – dizia ele.

- Hum… hum – murmurava Jennifer – onde é que íamos?

Dean pega nela ao colo, e entram no quarto e já se sabe o que acontece… Fazem sexo, como sempre pois o Dean não consegue passar um dia sem o fazer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
saphira
Fã 1*
Fã 1*
avatar

Mensagens : 59
Data de inscrição : 13/01/2008
Localização : A voar pelo mundo com o sammy

MensagemAssunto: towels   Dom Jan 13, 2008 4:49 pm

TOWELS ARE EVIL


ai e a toalha que nao cai. Razz Razz Razz


E o ALEC aparece.


cheers cheers cheers

altamente. e aquela parte quando o sam e a buffy são atirados contra a parede. ai affraid tadinhos. SAMMY Sad


mas depois o dean e a jenny salvaram o dia.


fixe. Like a Star @ heaven Like a Star @ heaven Like a Star @ heaven
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Supernatural: When The Past Comes Back   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Supernatural: When The Past Comes Back
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 5Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Back In Black - v1
» Can't hold it back anymore 1.0
» Animes que gostaria que criassem
» P-47D Razor Back - FAB 1/48
» [T.O. ANIMES] - Segunda temporada de Atack On Titan

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Fan fics-
Ir para: